A idealização da "mãe dos pobres"

a atuação da primeira-dama Luíza Távora no Ceará (1960-1990)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v1i39.37759

Palavras-chave:

Gênero. Política. Religião.

Resumo

O presente trabalho intenta realizar um estudo da atuação da primeira-dama Luíza Távora, buscando entender, a partir de sua figura pública, como ela mobilizava relações entre gênero, política e religião, durante décadas de 1960 e 1990, no Ceará. Nesse contexto, Luíza Távora foi uma mulher de destaque no campo das políticas públicas sociais; desenvolveu ações que lhe atribuíram notoriedade como mulher e como primeira-dama. Assim, buscamos compreender as relações de poder que existem entre homens e mulheres, ligadas à cultura machista, e contribuir para a historiografia por meio da abordagem de questões de poder relacionadas ao gênero, família, Igreja Católica e Estado. Daí a importância de estarmos atentos ao modo como Luíza Távora aparece como “mãe dos pobres”, já que estamos diante de uma construção histórica e social ligada ao padrão de gênero que circulava à época, bem como a valores católicos, ao assistencialismo, ao modo de fazer política tradicional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALENCAR JÚNIOR, José Sydrião de. Virgílio Távora: O Coronel modernizador do Ceará. 2006. 325f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós -Graduação em Sociologia, Fortaleza (CE), Universidade Federal do Ceará, 2006.

BAKHTIN, M.M. Formas de tempo e de cronotopo no romance: ensaios de poética histórica. In: BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. Trad. Aurora Fornoni Bernadini et al. São Paulo: Hucitec, 2014, p.211-362.

BAKHTIN, M.M. (1950). Estética da Criação Verbal. Introdução e tradução do russo Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BAKHTIN, M.M. Teorias do romance II: as formas do tempo e do cronotopo. Trad. Paulo Bezerra. 1ª ed. São Paulo: Editora 34, 2018.

BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

CORDEIRO, Janaína Martins. Direitas em movimento: a Campanha da Mulher pela Democracia e a Ditadura no Brasil. Rio de Janeiro: Editora FGV. 2009.

DUARTE, Ana Rita Fonteles & LUCAS, Meize Regina (orgs). As mobilizações do gênero pela ditadura militar brasileira: 1964 -1985. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2014.

DUARTE, Ana Rita Fonteles. Memórias em disputa e jogos de gênero: O Movimento Feminino Pela Anistia no Ceará (1976-1979). 2009. 232 f. Tese (Doutorado em História) – Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2009.

FARIAS, Airton de. História do Ceará. Fortaleza, Armazém da Cultura, 2015.

FIORIN, José Luiz. Introdução ao pensamento de Backtin. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2019.

HAESBAERT, Rogério. O Nacional (Território?) e o Regional (Subnacional?) como escalas geográficas de referência. In: História da Educação: Global, Nacional, Regional, 2019. Págs. 131 -152.

HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 2010.

HARTOG, François. Tempos do mundo, História, Escrita da História. In: GUIMARÃES, Manoel Luiz Salgado (org.). Estudos sobre a escrita da História. RJ: 7 letras, 2006.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro Passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. PUC-Rio, 2006.

MALUF, M.; MOTT, M. L. Recônditos do mundo feminino. In: F.A. Novais & N. Sevcenko (orgs). História da vida privada no Brasil 3 – República: da belle époque à era do rádio. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

MEDEIROS, Moíza Sibéria Silva. Primeiro – damismo no Ceará: Luíza Távora na gestão do social. Fortaleza, Dissertação de Mestrado (UECE), Fortaleza, 2012.

MIRANDA, Júlia. O Jeito Cristão de Fazer política: Representações, rituais e discursos nas candidaturas pentecostais e carismáticas. ANPOCS: Caxambu (MG), 1998.

O NORDESTE, Jornal. Milhares de fiéis participaram da Missa de Ontem na Catedral. Fortaleza, 06 Abr. 1964.

O NORDESTE, Jornal. Urbanização dos Bairros Operários (URBO): o maior acontecimento do ano em Fortaleza. Fortaleza, 10 de abril de 1963.

O POVO, Jornal . Ameaça vermelha do comunismo. Fortaleza, 03 de abril de 1964.

O POVO, Jornal. As Lavadeiras fizeram os Centros Maternais. Fortaleza, 17 de agosto de 1965.

O POVO, Jornal. Dona Luíza Távora, "a irrepetível". Fortaleza, de 11 de maio de 2014

O POVO, Jornal. Governo do Estado e L.B.A. serão Papai Noel de doze mil crianças das Paróquias. Fortaleza, 27 de novembro de 1963.

PARENTE, Francisco Josênio C. O Ceará dos “coronéis”. In: SOUZA, Simone de (Org). Uma nova História do Ceará. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2004.

PERROT, Michelle. As mulheres e a história. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

REIS, Daniel Aarão. Ditadura e democracia no Brasil: Do golpe de 1964 à Constituição de 1988, pg.12. In: REIS, Daniel Aarão.; RIDENTI, Marcelo.; MOTTA, Rodrigo Patto Sá. A ditadura que mudou o Brasil. 50 anos do golpe de 1964. São Paulo: Editora Zahar, 2014.

ROCHA-COUTINHO, Maria Lúcia. Tecendo por trás dos panos: a mulher brasileira nas relações familiares. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006.

SANTOS, Milton. Metamorfoses do Espaço Habitado: fundamentos teóricos e metodológicos da geografia. 6. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2014.

SCOTT, Joan Wallach. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade. Porto Alegre, vol. 20, nº 2, jul./dez. 1995.

SOUSA, Simone de. Da “Revolução de 30” ao Estado Novo. In: SOUZA, Simone de (Org.). Uma nova História do Ceará. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2004.

SINGER, Paulo, 1965. A política das classes dominantes. In : IANNI, O. (org.). Política e revolução social no Brasil. Rio de Janeiro : Civilização Brasileira.

TORRES, Iraildes Caldas. As primeiras-damas e a assistência social: relações de gênero e de poder. São Paulo: Cortez, 2002.

Downloads

Publicado

2021-12-13

Como Citar

FREITAS, N. S. S. A idealização da "mãe dos pobres": a atuação da primeira-dama Luíza Távora no Ceará (1960-1990). Em Tempo de Histórias, [S. l.], v. 1, n. 39, 2021. DOI: 10.26512/emtempos.v1i39.37759. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/37759. Acesso em: 6 out. 2022.