Caminhos do Império

a trajetória de Raimundo José da Cunha Mattos e o contexto da consolidação da independência do Brasil

Autores

  • Neuma Brilhante

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i08.20117

Palavras-chave:

Independência. Trajetórias de vida. Raimundo José da Cunha Mattos.

Resumo

Para o pensar as relações possíveis entre a escrita da história do momento da independência e a trajetória de vida, proponho o estudo de Raimundo José da Cunha Mattos. Este personagem foi atuante na maioria dos principais acontecimentos relacionados à formação do estado brasileiro nas quatro primeiras décadas do século XIX e que representou um modelo de servidor do Império, cuja vida confunde-se com a do Império que serviu.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Neuma Brilhante

Neuma Brilhante é doutorando do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade de Brasília.

Referências

SCHMIDT, Benito Bisso. “Construindo biografias...historiadores e jornalistas: aproximações e afastamentos.” Estudos Históricos, Rio de Janeiro, n. 19, 1997.

SILVA, Helenice Rodrigues da. “A história intelectual em questão.” In: LOPES, Marco Antônio. Grandes nomes da história intelectual. Contexto: São Paulo, 2003.

BITTENCOURT, Feijó. Instituto Histórico: os fundadores. Imprensa Nacional: Rio de Janeiro, 1938.

MATTOS, Raymundo José da Cunha. Compêndio histórico das possessões de Portugal na África. Rio de Janeiro: Ministério da Justiça e Negócios Interiores, 1963.

LYRA, Maria de Lourdes Viana. A utopia do poderoso império. Portugal e Brasil: bastidores da política: 1798-1822). Livraria Sette Letras Editora: Rio de Janeiro, 1994.

DIAS, J. S. da Silva. “Pombalismo e teoria política”. In: Cultura, História e Filosofia, vol. 1, Lisboa, 1982.

KOSELLECK, Reinhart. Future Past: on the semantics of historical time. MIT Cambridge: Massachusets, 1985.

BARMAN, Roderick J. Brazil: the forging of a Nation (1798-1852). Stanford: Standford, 2000, 76-77. Ver também NEVES, Lúcia Maria Bastos Pereira das. Corcundas e constitucionais: a cultura política da independência (1820-1822). Editora Revan/FAPERJ: Rio de Janeiro, 2003.

BELLEGARDE, Henrique. “Elogio histórico do falecido vice-presidente o marechal Raymundo José da Cunha Mattos”. Revista do IHGB, Rio de Janeiro, 1839.

LACAPRA, Dominick. “Rethinking intellectual history and reading texts” in: Dominick LaCapra & Seven L Kaplan. Modern European intellectual history. Cornell University Press: Ithaca and London, 1995.

MATTOS, Raymundo José da Cunha. “Ensaio histórico político sobre a origem, progressos e merecimento da antipatia e recíproca aversão de alguns portugueses europeus e brasileiros...”. Typigraphia de Mos Garcez: Rio de Janeiro, 1822.

Downloads

Publicado

2011-02-07

Como Citar

BRILHANTE, N. Caminhos do Império: a trajetória de Raimundo José da Cunha Mattos e o contexto da consolidação da independência do Brasil. Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 08, 2011. DOI: 10.26512/emtempos.v0i08.20117. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/20117. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos