Dos hominídeos ao homo sapiens

as pesquisas sobre a cor da pele e a utilização de suas informações no ensino da História da África como uma alternativa à desconstrução de mitos raciais

Autores

  • Márcio Paim UFBA

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i22.19828

Palavras-chave:

Hominídeos. Cor da pele.

Resumo

Este artigo tem dois objetivos. Primeiro, analisar, através dos estudos genéticos, a evolução da cor da pele nos humanos e sua relação com as condições climáticas. O segundo consiste em perceber como os resultados produzidos pelas pesquisas sobre a cor da pele podem ser utilizados no ensino da história da África como argumentos na desconstrução de mitos raciais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

não há.

Downloads

Publicado

2013-08-27

Como Citar

PAIM, M. Dos hominídeos ao homo sapiens: as pesquisas sobre a cor da pele e a utilização de suas informações no ensino da História da África como uma alternativa à desconstrução de mitos raciais. Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 22, p. 136–156, 2013. DOI: 10.26512/emtempos.v0i22.19828. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/19828. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê