ITENS LEXICAIS ESTRANGEIROS COMO TRAÇO ESTILÍSTICO EM THINGS FALL APART:

UM ESTUDO EM CORPUS PARALELO

Autores

  • Cristina Lazzerini de Souza UFMG

DOI:

https://doi.org/10.26512/belasinfieis.v4.n1.2015.11311

Palavras-chave:

itens lexicais estrangeiros, estilo da tradução, corpus paralelo, Things Fall Apart

Resumo

Este artigo investiga o uso de itens lexicais estrangeiros (ILEs) como traço estilístico em duas traduções para o português de Things Fall Apart. Utiliza a estilística tradutória para identificar e descrever padrões de uso de ILEs, empregando procedimentos e usando ferramentas da linguística de corpus para buscar os dados estatísticos gerais do corpus e os dados referentes ao uso de ILEs. Resultados parciais do estudo identificam mudanças estilísticas ocorridas nas traduções, as quais sugerem que os tradutores empregam diferentes estratégias para tratar os ILEs.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACHEBE, Chinua. Morning Yet on Creation Day. New York: Anchor Press/ Doubleday, 1975, p. 91-103.

________. O mundo se despedaça. Trad. Vera Queiroz da Costa e Silva. São Paulo: EditoraÁtica S. A., 1983.

________. Things Fall Apart. New York: Anchor Books, [1958]1994.

________. Quando tudo se desmorona.Trad. Eugénia Antunes e Paulo Rêgo. Lisboa: Mercado de Letras Editores, 2008.

ANDERSON, Wendy.; CORBETT, John. Exploring English with online Corpora. Palgrave: Macmillan, 2009, p. 21-44.

BAKER, Mona. Corpus Linguistics and Translation Studies: Implications and Applications. In: BAKER, Mona; FRANCIS, Gill; TOGNINI-BONELLI, Elena (eds.) Text andTechnology: In honour of John Sinclair. Amsterdam & Philadelphia: John Benjamins Publishing Company, 1993, p. 233- 250.

__________. Corpus-based translation studies: The challenges that lie ahead. In: SOMERS, Harold (Ed.), Terminology, LSP and Translation: Studies in language engineering in honour of Juan C. Sager. Amsterdam & Philadelphia: John Benjamins Publishing Company, 1996, p.175-187.

BERBER-SARDINHA, Tony. Pesquisa em Linguística de Corpus com WordSmith Tools. 2006.

FRANKENBERG-GARCIA, Ana. A corpus based study of loan words in original and translated texts. Lisboa: ISLA, 2005.

MAGALHÃES, Célia. ESTRA: um corpus para o estudo do estilo da tradução. Cadernos de Tradução, Florianópolis, n. 34, p. 248-271, jul./dez. 2014.

MALMKJAER, Kristen. What happened to God and the angels: an exercise in translational stylistics. Target, v. 15. Amsterdam, 2003. p. 37-58.

__________. Translational stylistics: Dulcken‘s translations of Hans Christian Andersen. Language and Literature. London, v. 13 (1), 2004. p. 13-24.

MCENERY, Tony and HARDIE, Andrew. Corpus linguistics: method, theory and practice. Cambridge: Cambridge University Press, 2012, p. 1-24.

SALDANHA, Gabriela. Style ofTranslation: An exploration of stylistic patterns in the translations of Margaret Jull Costa and Peter Bush. Tese, Dublin City University, Dublin, 2005.

__________. Translator style: methodological considerations. The Translator, v. 17, n. 1, p. 25-50, 2011.

__________. Style of Translation: The use of foreign words in translations by Margaret Jull Costa e Peter Bush. In: KRUGER, Alet; WALMACH, Kim; MUNDAY, Jeremy (Eds.) Corpus Based Translation Studies Research and Applications. London & New York: Bloomsbury, 2011, p. 237-258.

Downloads

Publicado

19-08-2015

Como Citar

SOUZA, Cristina Lazzerini de. ITENS LEXICAIS ESTRANGEIROS COMO TRAÇO ESTILÍSTICO EM THINGS FALL APART:: UM ESTUDO EM CORPUS PARALELO. Belas Infiéis, Brasília, Brasil, v. 4, n. 1, p. 39–52, 2015. DOI: 10.26512/belasinfieis.v4.n1.2015.11311. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/belasinfieis/article/view/11311. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.