Uma proposta de ensino de eletrodinâmica com o método peer instruction

Autores

  • Carlos Alberto Brito da Silva júnior UFPA
  • Igor Ramon Sinimbú Miranda UFPA

DOI:

https://doi.org/10.26512/rpf.v4i2.28230

Palavras-chave:

Eletrodinâmica, Peer Instruction, Circuit Lab, Edmodo, Experimentação.

Resumo

O ensino de física historicamente apresenta índices alarmantes como mostram os microdados do exame nacional do ensino médio (ENEM), fazendo com que ainda hoje seja pouco atrativo e desmotivador para os alunos. Assim, com o intuito de reduzir tais dificuldades é relevante apresentar uma proposta de ensino complementar por meio de uma sequência didática que envolva mapa conceitual (MC), questionário, experimentos e o software circuit lab baseada no método peer instruction (Instrução pelos Colegas) nas aulas de Eletrodinâmica. A plataforma Edmodo é usada como ferramenta para auxiliar na avaliação do processo de ensino e aprendizagem dos alunos. A pesquisa foi realizada em cinco dias durante o mês 08/2018 em uma escola da rede privada de ensino no município de Benevides-PA com uma turma diurna de 12 alunos do 3º ano do ensino médio. Com a pesquisa de cunho quanti-qualitativa foi possível desenvolver atividades diversificadas e constatar que mais de 60% dos alunos obtiveram rendimento melhorado, além de motivação para buscar conhecer e explorar mais sobre o tema investigado. Foi feita uma analogia e diferença com outros trabalhos. Conclui-se que a proposta obteve bons resultados por facilitar a intermediação do conhecimento e do processo de aprendizagem dos alunos no estudo da Eletrodinâmica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Igor Ramon Sinimbú Miranda, UFPA

Possui graduação em Ciências Naturais pela Universidade do Estado do Pará (2018). Lecionou as disciplinas física, matemática e inglês na rede básica na instituição colégio palavra da vida de 2013 à 2018. Atualmente é técnico em laboratório de física da Universidade Federal do Pará. Tem experiência na área de Física, com ênfase em ensino de Física.

Referências

ARAUJO, A. V. R. de; SILVA, E. S.; JESUS, V. L. B. de; OLIVEIRA, A. L. de. Uma associação do método Peer Instruction com circuitos elétricos em contextos de aprendizagem ativa. Rev. Bras. Ens. Fís., v. 39, n. 2, p. e2401 (1-6), 2017.

ARAUJO, I. S.; MAZUR, E. Instrução pelos Colegas e Ensino sob Medida: Uma Proposta para o Engajamento dos Alunos no Processo de Ensino-Aprendizagem de Física. Cad. Bras. Ens. Fís., v. 30, n. 2, p. 362-384, 2013.

BERBEL, N. A. N. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, v. 32, n. 1, p. 25-40, 2011.

BETANCOURT, J. F.; PERDOMO, A. P. El uso de la plataforma Moodle con recursos infotecnológicos interactivos en la docencia en la Física. Una experiência en el curso de Física Moderna II. Lat. Am. J. Phys. Educ., v. 2, n. 3, p. 284-288, 2008.

PEÑA, A. V.; PESSOA DE CARVALHO, A. M; PRAIA, J; GIL PEREZ, D; CACHAPUZ, A. F. (Orgs.). A Necessária Renovação do Ensino de Ciências. 3a. ed., São Paulo: Cortez, 2011.

CROUCH. C. H.; WATKINS, J.; FAGEN, A. P.; MAZUR, E. Peer Instruction: Engaging Students One-on-One, All At Once. Research-Based Reform of University Physics, v.1, p. 1-55, 2007.

CUMMINGS, K.; ROBERTS, S. G. A Study of Peer Instruction Methods with High School Physics Students. AIP Conference Proceedings, v. 1064, p. 103-106, 2008.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A.; PERNAMBUCO, M. M. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2002.

GOMES, L. C.; BELLINI, L. M. Uma revisão sobre aspectos fundamentais da teoria de Piaget: possíveis implicações para o ensino de física. Rev. Bras. Ens. Fís., v. 31, n. 2, p. 23011-230110, 2009.

HAKE, R. R. Interactive-engagement versus traditional methods: A six-thousand-student survey of mechanics test data for introductory physics courses. Am. J. Phys., v. 66, n. 1, p. 64-74, 1998.

HIGA, I.; de OLIVEIRA, O. B. A experimentação nas pesquisas sobre o ensino de Física. Educar em revista. v. 28, n. 44, p. 75-92, 2012.

KIELT, E. D.; da SILVA, S. C. R; MIQUELIN, A. F. Implementação de um aplicativo para smartphones como sistema de votação em aulas de Física com Peer Instruction. Rev. Bras. Ens. Fís., v. 39, n. 4, p. e4405 (1-8), 2017.

LASRY, N.; MAZUR, E.; WATKINS, J. Peer Instruction: From Harvard to the two-year college. Am. J. Phys., v.76, n. 11, p. 1066-1069, 2008.

LARA,A.L.; MANCIA, L. B.; SABCHUK, L.; ALMEIDA PINTO, A. E.; SAKAGUT, P. M. Y. Ensino de física mediado por tecnologias de informação e comunicação: um relato de experiência. In: XX SIMPÓSIO NACIONAL DE ENSINO DE FÃSICA ”“ SNEF. São Paulo, 2013.

MARCOM. G. S. O enem como indicador qualitativo do ensino: uma aplicação à s questões de física. Dissertação (mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) ”“ Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, SP: 2015.

MAZUR, E., Peer Instruction: A User’s Manual, Prentice Hall, Upper Saddle River, NJ, 1997.

MOREIRA, M. A. A teoria da aprendizagem significativa de Ausubel. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária, 1999.

MOREIRA, M. A. A teoria dos campos conceituais de Vergnaud, o ensino de ciências e a investigação nesta área. Investigações em Ensino de Ciências, v. 7, p. 7-29, 2002.

MOREIRA, M. A. Mapas conceituais e aprendizagem significativa. São Paulo: Centauro, 2010.

MOREIRA, M. A. O que é afinal aprendizagem significativa? Instituto de Física - UFRGS. Porto Alegre: p. 1-27, 2012.

OLIVEIRA, V.; ELIANE, A. V.; ARAUJO, I. S. Relato de experiência com os métodos Ensino sob Medida (Just-in-Time Teaching) e Instrução pelos Colegas ( Peer Instruction) para o Ensino de Tópicos de Eletromagnetismo no nível médio. Cad. Bras. Ens. Fís., v. 32, n. 1, p. 180-206, 2015.

PIAGET, J. Reading in Child Behavior and Development, edited by C.S. Lavattelly and F. Stendler (Hartcourt Brace Janovich, New York, 1972). Tradução de Paulo Francisco Slomp, disponível em http://educadi.psico.ufrgs.br/servicos/listas/ppg- cognitiva/doc00000.doc. Acesso em 12/09/2018.

RICARDO, E. C.; FREIRE, J. C. A. A concepção dos alunos sobre a física do ensino médio: um estudo exploratório. Rev. Bras. Ens. Fís., v. 29, n. 2, p. 251-266, 2007.

STUDART, N. Inovando a Ensinagem de Física com Metodologias Ativas. Revista do Professor de Física, v. 3, n. 3, p. 1-24, 2019.

Downloads

Publicado

2020-08-26

Como Citar

BRITO DA SILVA JÚNIOR, C. A.; SINIMBÚ MIRANDA, I. R. Uma proposta de ensino de eletrodinâmica com o método peer instruction . Revista do Professor de Física, [S. l.], v. 4, n. 2, p. 130–144, 2020. DOI: 10.26512/rpf.v4i2.28230. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rpf/article/view/28230. Acesso em: 9 dez. 2022.