Confiança como dispositivo para a retomada do turismo pós-COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/revistacenario.v9i1.35263

Resumo

O presente texto pretende apresentar a proposição teórico-conceitual ‘confiança’, como dispositivo sinalizador potencial, para a retomada do turismo pós-COVID-19. A estratégia metodológica utilizada é a Cartografia de Saberes (Baptista, 2014), que é dividida em quatro diferentes trilhas: a trilha dos saberes pessoais, a trilha dos saberes teóricos, a trilha da usina de produção e trilha da dimensão intuitiva da pesquisa. Para esse texto, além da abordagem teórica, optou-se por analisar relatórios de tendências e de consumo das empresas Kantar, WGSN e Opinion Box, realizados durante o início da pandemia, com o intuito de identificar informações que se relacionem com as diferentes dimensões da confiança e perspectivas sobre o futuro do turismo. Como resultados preliminares, os sujeitos, nesse momento, demonstram demandas, principalmente, relativas à dimensão afetiva da confiança. Demandas relacionadas à dimensão cognitiva também se mostram presentes na expectativa de adaptação dos provedores de serviços básicos, assim como, turísticos.

Palavras-chave: COVID-19; confiança; turismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Luiza Cardinale Baptista, Universidade de Caxias do Sul

Pós-doutora em Sociedade e Cultura da Amazônia pela UFAM. Dra em Ciências da Comunicação pela ECA/USP. Profª e Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade e dos cursos de Comunicação Social da UCS. Editora da Revista Conexão - Comunicação e Cultura ”“ UCS. Coordenadora do Amorcomtur! Grupo de Estudos em Comunicação, Turismo, Amorosidade e Autopoiese. Professora Colaboradora da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Diretora da empresa Pazza Comunicazione.

Referências

Referências

Akerlof, G. A., & Shiller, R. J. (2009). O espírito animal: como a psicologia humana impulsiona a economia ea sua importância para o capitalismo global. Campus.

Amorim, D. (2020). Pandemia deve causar prejuízo de até R$ 161,3 bi ao turismo entre 2020 e 2021. Estadão. Recuperado de https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,pandemia-deve-causar-prejuizo-de-ate-r-161-3-bi-ao-turismo-entre-2020-e-2021,70003329857

Azevedo, J. N., & Simões, J. T. (2020). A imposição da limitação e a necessidade de um novo trajeto no Turismo. Turismo Mundial, Crise Sanitária e Futuro, 79. Recuperado de https://www.researchgate.net/profile/Sergio_Nunes6/publication/342338614_Turismo_e_Inovacao_para_uma_simbiose_territorial_no_pos-COVID19/links/5eee4dac92851ce9e7f52a64/Turismo-e-Inovacao-para-uma-simbiose-territorial-no-pos-COVID19.pdf#page=80

Baptista, M. L. C. (2020). “Amar la trama más que el desenlace!”: Reflexões sobre as proposições Trama Ecossistêmica da Ciência, Cartografia dos Saberes e Matrizes Rizomáticas, na pesquisa em Turismo. Revista de Turismo Contemporâneo, 8(1), 41-64. DOI: https://doi.org/10.21680/2357-8211.2020v8n1ID18989

Baptista, M. L. C. (2014). Cartografia de saberes na pesquisa em Turismo: proposições metodológicas para uma Ciência em Mutação. Rosa dos Ventos, 6(3), 342-355. Recuperado de https://www.redalyc.org/pdf/4735/473547041003.pdf

Carbone, F. (2020). Tourism Destination Management Post COVID-19 Pandemic: a new humanism for a Human-Centred Tourism (Tourism 5.0). Turismo Mundial, Crise Sanitária e Futuro, 43. Recuperado de https://www.researchgate.net/profile/Sergio_Nunes6/publication/342338614_Turismo_e_Inovacao_para_uma_simbiose_territorial_no_pos-COVID19/links/5eee4dac92851ce9e7f52a64/Turismo-e-Inovacao-para-uma-simbiose-territorial-no-pos-COVID19.pdf#page=80

Deleuze, G.; Guattari, F.. (1995). Mil Platôs. Capitalismo e Esquizofrenia. Rio de janeiro: Ed. 34.

Júnior, D. (11 jun. 2019). Praticamente todos os turistas estrangeiros que visitam o Brasil querem voltar. Ministério do Turismo. Recuperado de http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/12715-praticamente-todos-os-turistas-estrangeiros-que-visitam-o-brasil-querem-voltar.html

Kahneman, D. (2012). Rápido e devagar: duas formas de pensar. Objetiva.

Kantar (2020) COVID 19: Transformações e tendências pós quarentena. Acessado em 17 agosto 2020. Recuperado de https://br.kantar.com/covid-19/

Luhmann, N. (2000). Familiarity, confidence, trust: Problems and alternatives. Trust: Making and breaking cooperative relations, 6(1), 94-107. Recuperado de http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download?doi=10.1.1.23.8075&rep=rep1&type=pdf

Luhmann, N. (2017). Trust and power. Polity Press.

McAllister, D. J. (1995). Affect-and cognition-based trust as foundations for interpersonal cooperation in organizations. Academy of management journal, 38(1), 24-59. DOI: https://doi.org/10.5465/256727

Maciel, V. (31 de. 2019). Nordeste é o principal destino no verão para turistas da região Centro-Oeste. Ministério do Turismo. Recuperado de http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/13255-nordeste-%C3%A9-o-principal-destino-no-ver%C3%A3o-para-turistas-da-regi%C3%A3o-centro-oeste.html.

Martins, O.; Coelho, A. (2020). O que se pode aprender com a crise gerada pela COVID-19?. Turismo Mundial, Crise Sanitária e Futuro, 33. Recuperado de https://www.researchgate.net/profile/Sergio_Nunes6/publication/342338614_Turismo_e_Inovacao_para_uma_simbiose_territorial_no_pos-COVID19/links/5eee4dac92851ce9e7f52a64/Turismo-e-Inovacao-para-uma-simbiose-territorial-no-pos-COVID19.pdf#page=80

Ministério da Saúde do Brasil (2020) Brasil, C. Painel Coronavírus. Acessado em 27 agosto 2020. Recuperado de https://covid.saude.gov.br

Ministério da Saúde do Brasil (2020) Resposta nacional e internacional de enfrentamento ao novo coronavírus. Recuperado de https://coronavirus.saude.gov.br/index.php/linha-do-tempo

Moesch, M., & Beni, M. C. (2016). Do discurso sobre a ciência do turismo para a ciência do turismo. Seminário da Anptur, 11. Recuperado de http://www3.eca.usp.br/sites/default/files/form/biblioteca/acervo/producao-academica/002740362.pdf

Mora, C. (2020). Technological Opportunities for the Travel and Tourism Sector Emerging from the 2020 Global Health Crisis. Turismo Mundial, Crise Sanitária e Futuro, 33. Recuperado de https://www.researchgate.net/profile/Sergio_Nunes6/publication/342338614_Turismo_e_Inovacao_para_uma_simbiose_territorial_no_pos-COVID19/links/5eee4dac92851ce9e7f52a64/Turismo-e-Inovacao-para-uma-simbiose-territorial-no-pos-COVID19.pdf#page=80

Moreira, R. L. F., Lopes, D. P. T., & Carneiro, D. M. R. (2020). Enfrentando a crise da pandemia de COVID-19: a inovação seria um caminho possível aos meios de hospedagem?. Recuperado de https://www.researchgate.net/profile/Daniel_Lopes10/publication/341763408_Enfrentando_a_crise_da_pandemia_de_COVID-19_A_inovacao_seria_um_caminho_possivel_aos_meios_de_hospedagem/links/5edbf5a2299bf1c67d4ac424/Enfrentando-a-crise-da-pandemia-de-COVID-19-A-inovacao-seria-um-caminho-possivel-aos-meios-de-hospedagem.pdf

O'Neill, O. (2002). A question of trust: The BBC Reith Lectures 2002. Cambridge University Press.

Opinion Box (2020) Impactos nos hábitos de compra e consumo: como a pandemia mundial está transformando o comportamento do consumidor brasileiro. Recuperado de https://drive.google.com/file/d/1jKd2naJk7_wlkD7ogVzElux-Rc5FC6-4/view

Terres, M. S., & Santos, C. P. (2010). Confianças cognitiva, afetiva e comportamental em trocas business-to-consumer. Revista de Administração FACES Journal, 9(3). DOI: https://doi.org/10.21714/1984-6975FACES2010V9N3ART199

Terres, M. S., & dos Santos, C. P. (2011). Exame da confiança interpessoal baseada no afeto. REGE-Revista de Gestão, 18(3), 427-449. DOI: https://doi.org/10.5700/rege434

Terres, M. S., & Santos, C. P. (2013). Desenvolvimento de uma escala para mensuração das confianças cognitiva, afetiva e comportamental e verificação de seus impactos na lealdade. Revista Brasileira de Marketing, 12(1), 122-148. DOI: https://www.redalyc.org/pdf/4717/471747475006.pdf

Terres, M. S., & Santos, C. P. (2015). O papel moderador das consequências na relação entre confiança e seus antecedentes e consequentes. REGE-Revista de Gestão, 22(2), 257-273. DOI: https://doi.org/10.5700/rege562

Tomé, M., Amorim, E., & Smith, M. L. (2020). A análise do conteúdo informativo nos websites oficiais de turismo sobre a saúde do viajante e os riscos referentes à Covid-19. Recuperado de https://d1wqtxts1xzle7.cloudfront.net/63736904/Analysis_of_information_content_on_official_tourism_websites_on_traveler_health_and_risks_related_to_Covid-1920200625-1550-1o0kc6q.pdf?1593086927=&response-content-disposition=inline%3B+filename%3DA_analise_do_conteudo_informativo_nos_we.pdf&Expires=1605822174&Signature=VKWN~vKifVruDDfLKZX-EjGQ7adyUS~AT8ROSoHKtq3kf-zkDCUvINZGjQtMokl-HRsGZuURdRtShajy91JMDrJfCyYiANDG8BycMFlPsSlC-wjLZbRdwk6w9ntGNStRH6OMhYBV7gmH7GkflRXQQfnMgMGfdbYVF2Q5MBnuSjUEblOfanjloct182-KrVe6yt~aSU4JFMPd7I19KE4IIEC1kzAFYxU9Qyj5QBCasl8zt3ROP82zi4pcxAYjonkHa8wlyulZaRRKHtdVAc6kJveQu~~7Nz7pif8ZgcV71zotSOcQVLgkUZm8ACFhTGtJDvRhxK58czu8gnszg4hvqA__&Key-Pair-Id=APKAJLOHF5GGSLRBV4ZA

WGSN (2020) Consumidor do Futuro 2020. Recuperado de http://createtomorrowwgsn.com/1930840/

World Health Organization (2020) Coronavirus disease (COVID-19) dashboard. Recuperado de https://covid19.who.int//

Downloads

Publicado

2021-01-29

Como Citar

Picinini, R., & Cardinale Baptista, M. L. (2021). Confiança como dispositivo para a retomada do turismo pós-COVID-19. Cenário: Revista Interdisciplinar Em Turismo E Território, 9(1), 120–134. https://doi.org/10.26512/revistacenario.v9i1.35263

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)