DIÁLOGOS E CONVERGÊNCIAS ENTRE A AGROECOLOGIA E A CULTURA POPULAR CAMPONESA PARA A TRANSIÇÃO AGROECOLÓGICA BRASILEIRA

Autores

  • Caio de Meneses Cabral
  • David Gallar Hernandéz
  • Isabel Vara Sanchez

DOI:

https://doi.org/10.33240/rba.v14i2.23064

Palavras-chave:

Fazer agroecológico, território, identidade, resistência.

Resumo

O objetivo deste estudo é apresentar a importância da relação entre a Cultura Popular Camponesa e a Agroecologia para o fortalecimento dos processos de transição agroecológica em distintos territórios e realidades brasileiras. Para isso, buscou-se apresentar experiências camponesas que utilizaram a cultura popular como ferramenta para desenvolver estratégias de resistência frente às distintas ameaças e desafios que enfrentam. O diálogo convergente entre esses dois campos representa a ampliação do fazer agroecológico na medida em que amplia e qualifica seu horizonte de ação, bem como visibiliza e reconhece a participação dos diversos sujeitos. Dessa forma, se por um lado a Agroecologia reconhecendo a Cultura Popular Camponesa tende a qualificar e fortalecer seu processo de transição agroecológica, por outro, em diálogo com a Agroecologia, os camponeses, a partir de sua cultura popular, apontam para um caminho estratégico para reafirmarem sua identidade e fortalecerem suas ações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-01-31

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.