Adubação do milho em um sistema de produção de base agroecológica: desempenho da cultura e fertilidade do solo

Autores

  • Ana Lúcia Hanisch EPAGRI
  • José Alfredo da Fonseca EPAGRI
  • Gilcimar Adriano Vogt EPAGRI

Palavras-chave:

biofertilizante, consorciação, urina de vaca, cama de aviário, milho variedade, Zea mays

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho da cultura do milho e características químicas do solo ao longo de quatro anos, em função do uso de sistema de base agroecológica de produção. Foi utilizado o delineamento em blocos ao acaso, com quatro repetições e cinco tratamentos: 1) aplicação em área total de cama de aviário (5 t ha-1ano-1); 2) aplicação, em cobertura, do biofertilizante “uréia natural”; 3) aplicação, em cobertura, de urina de vaca a 10% de diluição; 4) plantio simultâneo de milho + leguminosa; 5) testemunha com manejo agroecológico. Foram avaliados a massa seca da adubação verde de inverno, o rendimento do milho e as características químicas do solo. Houve interação entre tratamentos e anos para produtividade de milho, sendo que o uso de cama de aviário proporcionou as maiores produtividades em todas as safras. Os tratamentos com uréia natural, urina de vaca e a consorciação não diferiram da testemunha com manejo agroecológico. Após quatro anos de cultivo com milho, ocorreram reduções nos valores de P, K e M.O. do solo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-05-01

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.