Editorial - Cinema Urbana

sobrevivências poéticas na arquitetura, na cidade e no cinema

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18830/issn.1679-0944.n24.2019.01

Palavras-chave:

cinema, cidade, arquitetura, sobrevivências

Resumo

Cinema Urbana é um festival temático internacional que oferece um oportuno encontro  entre urbanismo, arquitetura e o cinema, que  promove um diálogo entre os sentidos trazidos pelos filmes e a reflexão acadêmica produzida por palestras, mesas-redondas, apresentação de trabalhos de pesquisadores, estudantes e realizadores do audiovisual e, por outras experiências nas diversas ações propostas - visita sonora, oficina de animação, cinema em drive-in e exibições em espaços urbanos de grande diversidade de usos e trânsitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Carolina Pescatori, Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo

Professora Adjunta do Departamento de Projeto, Expressão e Representação e do Programa de Pós Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília (PPG-FAU/UnB) como orientadora de mestrado e doutorado. Arquiteta e Urbanista pela UnB (2005), com intercâmbio na Pennsylvania State University (PSU/EUA) como bolsista da Capes (2003). Mestre em Arquitetura da Paisagem com concentração em Desenho Urbano e Planejamento Urbano pela PSU/EUA (2007), com bolsa pela própria PSU, tendo recebido o prêmio Alma Heinz (2006) e Academic Honors of The American Society of Landscape Architects (2007). Doutora pelo PPG-FAU/UnB, em Teoria e História da Cidade e do Urbanismo, com tese sobre a atuação de empresas urbanizadoras e o processo de dispersão urbana (2016); menção honrosa no I Prêmio Rodrigo Simões de Teses de Doutorado - ANPUR (2017). Líder do grupo de pesquisa Topos - Paisagem, Planejamento e Projeto e pesquisadora do Grupo de Pesquisa em História do Urbanismo e da Cidade (GPHUC/CNPq-UnB) e do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre Cidade (CIEC/Unicamp). Integrante da diretoria da ANPUR (2019-2021) e do IAB-DF (2017-2019), como coordenadora da Comissão de Política Urbana. Pesquisadora no @amarelinhaobservatorio - Amar.é.linha é um observatório de estudos feministas em Arquitetura e Urbanismo. Editora da Revista Paranoá: Cadernos de Arquitetura e Urbanismo (2020-atual). Seus interesses de pesquisa incluem dispersão urbana e processos contemporâneos de urbanização; paisagem urbana; história do Urbanismo e da cidade; feminismo e cidade.

Liz Sandoval, Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Paraná (2000) e mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Brasília (2014), com bolsa Reuni. Doutorado em andamento no Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília, na linha de pesquisa em História e Teoria da Cidade e do Urbanismo, com o projeto de pesquisa "Brasília no Cinema: a experiência na Paisagem Cinemática". Bolsista CAPES e Integrante do Projeto de pesquisa CNPq "Brasília, Paisagem e Projeto: Revisitando as novas capitais modernas do século XX". Idealizadora e diretora da Cinema Urbana - interseções entre arquitetura e cinema, Projeto de Extensão e coletivo criativo, residente na Casa da Cultura da América Latina CAL UnB, desde 2017. Atua na área de Arquitetura e Urbanismo, nos seguintes temas: Arquitetura Moderna, Brasília, Cinema, Paisagem.

Milene Migliano, Escola Superior de Propaganda e Marketing de São Paulo

Professora substituta em Cinema e Audiovisual no Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL) da UFRB - Univesidade Federal do Recôncavo da Bahia, desde dezembro de 2021. Pós-doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo na ESPM-SP, onde integra o grupo de pesquisa Juvenália - Culturas Juvenis: comunicação, imagem, política e consumo. Pesquisadora do GT Infâncias e Juventudes da CLACSO. Foi professora do curso de Publicidade e Propaganda da UNIP - SP, em 2020. Foi professora substituta do CAHL - Centro de Artes, Humanidaes e Letras - UFRB, de 2017.1 a 2019.1, atuando nos curso de Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Artes Visuais, Cinema e Audiovisual e História, em Cachoeira, Bahia, onde também é integrante do GEEECA - Grupo de Estudos Experiênica Estética Comunicação e Artes. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia foi participante da pesquisa Cronologia do Urbanismo, inclusive como tutora Pibid e de extensão de estudantes de graduação, tendo participado também do Grupo de Pesquisa Internacional do CNRS, Ambiances en traduction. Sua tese intitula-se Entre a Praça e a Internet: a potência narrativa na criação de outros imaginários políticos na Praia da Estação em Belo Horizonte. Foi professora temporária no curso de Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA) em Mariana-MG, em 2012. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Sociabilidade Contemporânea da Universidade Federal de Minas Gerais, na linha de práticas comunicativas e processos sociais, onde era pesquisadora do Centro de Convergência de Novas Mídias da UFMG. É membro associada da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares de Comunicação - Intercom - onde participa do Núcleo de Pesquisa Comunicação e Culturas Urbanas de 2005 à 2020. Membro da Associação Filmes de Quintal, onde atua na realização do forumdoc.bh, festival do filme etnográfico e documentário de Belo Horizonte, desde 2003 até 2014, retornando em 2020. Possui graduação em Comunicação Social - Jornalismo pela UFMG (2004), com formação complementar em cinema. Tem atuação principalmente junto aos seguintes temas comunicação e culturas urbanas, narrativas e experiências estéticas contemporâneas, pesquisa em redes sociais digitais, produção audiovisual, pesquisa e desenvolvimento de redes de cultura e educação, fotografia e feminismo.

Tânia Montoro, Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação

Possui graduação em Educação e Ciencias Sociais; especialização em Politica social pela Universidade de Brasilia; mestrado em Comunicação pela Universidade de Brasília (1992) ; master of Social Mobilisation and Communication pela Tulane University(1994) New Orleans. PHD em Comunicação Audiovisual e Publicidade - Universidad Autonoma de Barcelona (2001) e pós doutorado em cinema e televisão pela UFRJ(2010) e pelo Deutsch Film Institute(2014). É professora do quadro permanente da Faculdade de Comunicação. Membro fundador e coordenadora da linha de pesquisa em imagem e som e escrita do doutorado e mestrado em Comunicação da UNB. Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre violência ( Nevis/Ceam/Unb). Consultora de organismos internacionais ( Unifem, Unesco, Unicef, Pnud, OIT). Tem experiência na área de Comunicação audiovisual e Publicidade, com ênfase em Cinema, Televisão e outras audiovisualidades atuando principalmente nas seguintes áreas: cultura, cinema e televisão e outras narrativas audiovisuais, turismo, comunicação e mobilização social , estudos feministas e de gênero e estudos da mídia. Autora de livros e artigos sobre comunicação e cultura. Parecerista e membro de comites editoriais de revistas cientificas nacionais e internacionais. Realizadora de audiovisual e seu último documentário em longa metragem "Hollywood no Cerrado" premiado como melhor pesquisa no X Recine, 2011. Membro do Conselho Universitário da Universidade de Brasilia. Cidadã honorária de Brasilia. Consultora da Capes- Mec.

Referências

DIDI-HUBERMAN, Georges. Sobrevivência dos vaga-lumes. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2014.

Downloads

Publicado

2020-03-14

Como Citar

Pescatori, C., Sandoval, L., Migliano, M., & Montoro, T. (2020). Editorial - Cinema Urbana: sobrevivências poéticas na arquitetura, na cidade e no cinema . Paranoá, (24). https://doi.org/10.18830/issn.1679-0944.n24.2019.01