Alegorias de Brasília: narrativas históricas sobre as capitais brasileiras

Autores

  • Maria Fernanda Derntl

DOI:

https://doi.org/10.18830/issn.1679-0944.n25.2020.07

Palavras-chave:

Brasília, história, historiografia, capitais, Salvador, Rio de Janeiro

Resumo

Neste artigo, um dos tópicos das narrativas históricas sobre Brasília ”“ a evocação das anteriores capitais Salvador e Rio de Janeiro ”“ é o mote para retomar a formação inicial de cada uma delas e destacar distintas noções de capitalidade no Brasil entre os séculos 16 e 20. A partir da retomada da bibliografia e de uma seleção de documentos a respeito de Salvador, Rio de Janeiro e Brasília, o artigo busca destacar as especificidades de sua concepção e, ao fim, questionar a noção de suposta continuidade histórica entre elas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ABREU, Mauricio A. À La recherche du Rio de Janeiro du seizième siècle. . In : VIDAL, Laurent (Org.). La ville au Brésil (XVIIIe-XXe siècles) naissances, renaissances. Paris: Les Indes Savantes, 2008. p. 17-34.
BATISTA, G. S. N.; FICHER, Sylvia; LEITÃO, F.; FRANÇA, D. A. de. Brasília, uma história de planejamento. 10º Encontro Nacional da ANPUR, 2003, Belo Horizonte. Anais do 10º Encontro da ANPUR. Belo Horizonte: ANPUR, 2003. v. 1. p. 1-18.
BELLOTTO, Heloísa Liberalli. O Estado Português no Brasil: sistema administrativo e fiscal. In: SILVA, Maria Beatriz Nizza da (Coord.). O Império luso-brasileiro: 1750-1822. Lisboa: Editorial Estampa, 1986. v. 8, p. 263-275.
BICALHO, Maria Fernanda. O Rio de Janeiro no século XVIII: A transferência da capital e a construção do território centro-sul da América portuguesa. URBANA: Revista Eletrônica do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade, Campinas, SP, v. 1, n. 1, abr. 2013. Disponível em: <http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/urbana/article/view/8635108>. Acesso em: 06 mar. 2016.
BICALHO, Maria Fernanda. Poder régio e poder concelhio na disputa pela administração do espaço urbano do Rio de Janeiro: século XVII e XVIII. In: ARAÚJO, Renata Klautau Malcher de; CARITA, Helder; ROSSA, Walter. Colóquio Internacional Universo Urbanístico Português 1415-1822. Actas. [s.l.] CNCDP, 2001, p. 321-334
BICCA, Paulo. Brasília: mitos e realidades. In: PAVIANI, Aldo. (Org.). Brasília, ideologia e realidade: espaço urbano em questão. São Paulo: Projeto, 1985.
BRASIL. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO. Coleção Brasília. Rio de Janeiro: Presidência da República, 1960.
BUENO, Beatriz Piccolotto Siqueira. Desenho e Desígnio: o Brasil dos engenheiros militares (1500-1822). São Paulo: Edusp, Fapesp, 2011.
BURKE, Peter. História como alegoria. Estudos Avançados. São Paulo , v. 9, n. 25, p. 197-212, dez. 1995. Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141995000300016&lng=en&nrm=iso>. access on 01 Mar. 2016.
CEBALLOS, Viviane G. de. "E a história se fez cidade...": a construção histórica e historiográfica de Brasília, 2005. Dissertação (Mestrado em História) ”“ Instituto de Filosofia e Ciências Humanas/Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2005.
COSTA, Lucio. “Ingredientes” da concepção urbanística de Brasília. In: In: XAVIER, Alberto; KATINSKY, Julio Roberto (Org.) Brasília: antologia crítica. São Paulo, Cosac Naify, 2012, p. 144-146.
COSTA, Lucio. “Relatório do Plano Piloto de Brasília [1957]”. In: RELATÓRIO do Plano Piloto de Brasília. Brasília, GDF, 1991. p. 29.
COUTO, Ronaldo Costa. Brasília Kubitschek de Oliveira. Rio de Janeiro: Record, 2002.
DERNTL, Maria Fernanda. No coração da América portuguesa: aldeamentos indígenas e formação de territórios na capitania de Goiás. In: FRIDMAN, Fania. GENNARI, Luciana, KRAUSE, Cleandro. (Org.). De cidades e territórios. Rio de Janeiro: PoD, 2019, v. 2, p. 157-173.
FERNANDES, Ana. Capital. In: TOPALOV et al. (Org.). A aventura das palavras da cidade, através dos tempos, das línguas e das sociedades. São Paulo: Romano Guerra, 2014. p. 155-162
FRIDMAN, Fania. Donos do Rio em Nome do Rei. Uma história fundiária da cidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.
HOLSTON, James. A cidade modernista: uma crítica de Brasília e sua utopia. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.
KUBITSCHECK, Juscelino. Por que construí Brasília. Brasília: Senado Federal, 2000.
LEITÃO, Francisco; FICHER, Sylvia. A infância do Plano Piloto: Brasília, 1957 ”“ 1964. In: PAVIANI, A. (Org.) Brasília 50 anos: da capital a metrópole. Brasília: Editora UnB, 2010, p. 97-135.
MAGNOLI, Demétrio. O corpo da pátria: imaginação geográfica e política externa no Brasil (1808-1912). São Paulo: UNESP,Moderna, 1997.
MAGNOLI, Demétrio. Por uma arqueologia da narrativa nacional. Revista USP. Brasil, n. 49, p. 134-142, may 2001. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/32913>. Acesso em: 06 mar. 2016.
MARINS, Paulo César Garcez. A cidade colonial na América portuguesa: morfologia urbana, atores sociais, presença do estado (Salvador, séculos XVI a XVIII). In: CARVALHO, Margarida Maria et al (Org.). As cidades no tempo. Franca: Unesp. São Paulo: Olho d´Água, 2005, p. 229-246.
MONTELLO, Josué. Apresentação da alegoria. In: BRASÍLIA: 21 abril 1960. Programa das solenidades de instalação do Governo Federal em Brasília. Presidência da República. 1960, p. 3-5.
MOREAU, Filipe Eduardo. Arquitetura militar em Salvador da Bahia, séculos XVI a XVIII. 2011. Tese (Doutorado em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16133/tde-11012012-105548/>. Acesso em: 2016-03-05
MOREIRA, Vânia Maria L. Brasília: a construção da nacionalidade ”“ um meio para muitos fins. Vitória: Edufes. 1998.
PENNA, J. O. Meira. Quando mudam as capitais. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 1958.
PEREIRA, Sérgio N. Na boca do sertão ou integrada ao ecúmeno? Militares, estatísticos, geógrafos e a localização da nova capital. In: SENRA, Nelson de Castro (Org.). Veredas de Brasília: as expedições geográficas em busca de um sonho. Rio de Janeiro: IBGE, Centro de Documentação e Disseminação de Informações, 2010. p. 51-74.
PERIDES, Paulo Pedro. A organização político-administrativa e o processo de regionalização do território colonial brasileiro. Revista do Departamento de Geografia, São Paulo, FFLCH-USP, v. 9, p. 77-91, 1995.
PORDEUS, Ismael. Raízes históricas de Brasília. Fortaleza: Museu do Ceará, 2012
REGIMENTO que levou Tomé de Souza governador do Brasil. Almerim, 17 dez 1548. Lisboa, AHU, códice 112, fls. 1-9. Disponível em: <http://lemad.fflch.usp.br/sites/lemad.fflch.usp.br/files/1.3._Regimento_que_levou_Tom__de_Souza_0.pdf >. Aceso em: 6 mar. 2016.
REIS FILHO, Nestor Goulart; BUENO, Beatriz Piccolotto Siqueira; BRUNA, Paulo Júlio Valentino. Imagens de vilas e cidades do Brasil Colonial. [São Paulo: EDUSP/IMESP/FAPESP], 2000.
RISÉRIO, Antonio. Uma história da cidade da Bahia. Rio de Janeiro: Versal, 2004. p. 79-85.
ROSSA, Walter. A urbe e o traço: uma década de estudos sobre o urbanismo português. Lisboa: Almedina, 2002. p. 290.
SENRA, Nelson de Castro (Org.). Veredas de Brasília: as expedições geográficas em busca de um sonho. Rio de Janeiro: IBGE, Centro de Documentação e Disseminação de Informações, 2010.
SILVA, Andrée Mansuy-Diniz.Imperial re-organization. In: BETHELL, Leslie (Org.). Colonial Brazil. Cambridge: Cambridge University Press, 1987, p. 244-283.
SILVA, Daniel Afonso da. O enigma da capital: a mudança do vice-reinado para o Rio de Janeiro em 1763. 2012. Tese (Doutorado em História Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-10032014-113107/>. Acesso em: 2016-03-06. p. 183.
TAMANINI, Lourenço Fernando. Brasília: memória da construção. Brasília: Royal Court, 1994.
VARNHAGEN, F.A. de. A questão da capital: marítima ou no interior? Vienna: Carlos Gerold, 1877.
VIDAL, Laurent. De Nova Lisboa a Brasília: a invenção de uma capital (séculos XIX-XX). Brasília: EdUnB, 2009.
VIDAL, Laurent. Capitais sonhadas, capitais abandonadas Considerações sobre a mobilidade das capitais nas Américas (séculos XVIII - XX). História, Franca , v. 30, n. 1, p. 3-36, June 2011 .
VITOR, E, D´Almeida. História de Brasília. Brasília: Thesaurus, 1980.

Downloads

Publicado

2020-03-14

Como Citar

Derntl, M. F. (2020). Alegorias de Brasília: narrativas históricas sobre as capitais brasileiras . Paranoá, (25), 94–106. https://doi.org/10.18830/issn.1679-0944.n25.2020.07

Edição

Seção

Dossiê de Teoria, História e Crítica

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)