As Redes Sociais e a Psicologia das Massas

A Internet como Terreno e Veículo do Ódio e do Medo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/rfmc.v8i3.34292

Palavras-chave:

Psicologia das Massas. Redes Sociais. Manipulação Social.

Resumo

O mundo político foi tomado de sobressalto em meados da década passada pela descoberta da influência de empresas de propaganda que teriam utilizado rastros digitais dos eleitores para manipulá-los. Com o auxílio do Big Data e dos algoritmos, grupos teriam conseguido hackear eleições ao redor do mundo, criando uma nova arma de manipulação psicológica que constituiria uma ameaça à democracia. Este artigo, entretanto, pretende lançar luz sobre outra perspectiva: muito embora os avanços tecnológicos demandem análises específicas, mecanismos de controle social subjetivo não são uma novidade. Dessa forma, as táticas usadas contemporaneamente não são invenção de um modo novo de fazer política, são versões atualizadas de um sistema de manipulação antigo. Se a democracia corre risco porque as pessoas estão sob a mira de grupos que tentam influenciá-las sem que elas saibam, ela sempre esteve, pois sempre que a opinião pública foi importante, houve sistemas articulados para manipulá-la.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Cristian Arão, Universidade Federal da Bahia, UFBA

Realizou mestrado em graduação em filosofia na Universidade Federal da Bahia. Atualmente desenvolve sua tese de doutorado na mesma instituição, como bolsista da CAPES. Pesquisador filiado ao Grupo de Pesquisa Marx no Séc. XXI, desenvolve pesquisas nas áreas: Teoria Social, Filosofia da Psicanálise e Filosofia Política, dentro da tradição da Teoria Crítica, dialogando mais profundamente com Marx, Marcuse e Freud. Sua pesquisa atual está direcionada ao estudo dos mecanismos de controle subjetivo do capitalismo tardio.

Referências

ADORNO, T. Ensaios sobre psicologia social e psicanálise. Tradução de Verlaine Freitas. São Paulo: Editora Unesp, 2015.

BERNAYS, E. Propaganda. New York: Horace Liveright, 1928.

BOÉTIE, E. de. O discurso da servidão voluntária. Tradução de Evelyn Tesche. São Paulo: Edipro, 2020.

CHOMSKY, N. Mídia: propaganda política e manipulação. Tradução de Fernando Santos. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2013.

EMPOLI, G. da. Os engenheiros do caos. Tradução de Arnaldo Bloch. São Paulo: Vestígio, 2020.

FREUD, S. Cinco lições de psicanálise In: Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Tradução modificada por Verlaine Freitas. Imago: 2006. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3035127/mod_resource/content/1/Aula%202%20%28complementar%29%20-%20Cinco%20li%C3%A7%C3%B5es%20de%20Psican%C3%A1lise.pdf. Acesso em: 20 set. 2020.

_____. Conferências introdutórias à psicanálise [1916-1917]. Tradução de Sérgio Tellaroli. São Paulo: Companhia das letras, 2014.

_____. Psicologia das massas e análise do Eu e outros textos. Tradução de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das letras, 2011.

FROMM, E. O medo à liberdade. Tradução de Octávio Alvez Velho. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981.

HOBBES, T. Leviatã ou, Matéria, forma e poder de um estado eclesiástico e civil. Tradução de João Paulo Monteiro e Maria Beatriz Nizza da Silva. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

KAISER, B. Manipulados: como a Cambridge Analytica e o Facebook invadiram a privacidade de milhões e botaram a democracia em xeque. Tradução de Roberta Clapp e Bruno Fiuza. Rio de Janeiro: Harper Collins, 2020.

KALIL, I. Jovens ‘nerds’, ‘gamers’, hackers e ‘haters’ formam maior base de apoio a Bolsonaro. São Paulo, Valor Econômico, 2020. Disponível https://valor.globo.com/eu-e/noticia/2020/09/11/jovens-nerds-gamers-hackers-e-haters-formam-maior-base-de-apoio-a-bolsonaro.ghtml. Acesso em: 20 set. 2020.

MAQUIAVEL, N. O príncipe. Tradução de Lívio Xavier. São Paulo: Nova Cultural, 1987.

SUMPTER, D. Dominados pelos números. Tradução de Anna Maria Sotero e Marcello Neto. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2019.

VIOLÊNCIA e atrasos marcam início de eleição na Nigéria. BBC Brasil, 21 abr. 2007. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/reporterbbc/story/2007/04/070421_nigeriaeleicoes_pu. Acesso em: 20 set. 2020.

Downloads

Publicado

2021-01-31

Como Citar

ARÃO, C. As Redes Sociais e a Psicologia das Massas: A Internet como Terreno e Veículo do Ódio e do Medo. Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 181–206, 2021. DOI: 10.26512/rfmc.v8i3.34292. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/fmc/article/view/34292. Acesso em: 19 out. 2021.