Socialismo psicodélico

Autores

  • Jeremy Gilbert

Palavras-chave:

Realismo capitalista, comunismo ácido, psicodelia, Mark Fisher

Resumo

RESUMO: Escrito como relato de bastidores e como contraponto ao inacabado Comunismo Ácido, de Mark Fisher, o texto de Jeremy Gilbert, aqui traduzido, discute a implementação de diversas tecnologias do não-eu e de práticas super-terapêuticas, bem como um retorno requalificado à contracultura do anos 1960, como forma de impôr um desafio político viável aos valores hegemônicos e aos modos de subjetivação vigentes numa sociedade neoliberal. PALAVRAS-CHAVE: Comunismo ácido, realismo capitalista, psicodelia, Mark Fisher.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

FISHER, Mark. Capitalist Realism. Is there no alternative? Winchester ”“ UK; Washington ”“ EUA: Zero Books, 2009.

FISHER, Mark; AMBROSE, Darren (eds.). K-Punk: the collected and unpublished writings of Mark Fisher (2004-2016). Londres: Repeater, 2018.

GILBERT, Jeremy. Common Ground: Democracy and Collectivity in an Age of Individualism. London: Pluto Press, 2013.

GILBERT, Jeremy; PEARSON, Ewan. Discographies: Dance Music, Culture and the Politics of Sound. London: Routledge, 1999.

GILBERT, Jeremy; BEWES, Jeremy. Cultural Capitalism: Politics after New Labour. London: Lawrence And Wishart Ltd, 2001.

WEINSTONE, Ann. Avatar Bodies: a Tantra for Posthumanism. University of Minnesota Press: Minneapolis, London, 2004.

Downloads

Publicado

2021-06-20

Como Citar

GILBERT, J. Socialismo psicodélico. Das Questões, [S. l.], v. 12, n. 1, 2021. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/dasquestoes/article/view/34541. Acesso em: 27 nov. 2021.