A Progênie Transcendental do Realismo Especulativo:

heranças cruzadas de uma linhagem bastarda

Autores

  • Matheus Henrique da Mota Ferreira UFRJ

Palavras-chave:

Realismo Especulativo, Realismo Transcendental, Materialismo Transcendental, Naturalismo Transcendental, Ray Brassier

Resumo

O artigo pretende apresentar, 15 anos depois do colóquio que 'criou o movimento' do Realismo Especulativo, uma possível linhagem herdeira deste: o realismo(/materialismo/naturalismo) transcendental. A própria polivocidade de nomes já dá mostras de seu estado um tanto informe, contudo aqui partiremos da premissa de que, se as criaturas naturais podem dar à luz monstruosidades informes, também pode fazê-lo um movimento filosófico-especulativo. Começo então com uma breve apresentação sobre a questão de o Realismo Especulativo ser ou não um movimento ou tendência filosófica contemporânea pelo debate entre alguns dos participantes do workshop de Goldsmith. A seguir delineio essa tendência 'herdeira' do movimento e tento desencavar seus antecedentes filosóficos, enquanto argumento que talvez seja pela capacidade de gerar uma prole que o Realismo Especulativo possa ser retroativamente determinado como um movimento. O escavação começa ao reconhecer uma proximidade ‘transcendental’ entre os projetos filosóficos de Ray Brassier e Iain Hamilton Grant, terminando por revelar uma tripla genealogia que passa pelo naturalismo transcendental de Wilfrid Sellars, pelo cyber-deleuzianismo do CCRU e pelo materialismo lacano-marxista entre outros ‘personagens filosoficos’. Concluímos essa quimera genealógica discutindo trabalhos recentes de Adrian Johnston e Ray Brassier e a crescente aproximação dessa linhagem um tanto amorfa com o marxismo. Rascunhado o heredograma desse movimento contemporâneo, sugere-se a elaboração de seu etograma como projeto investigativo futuro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BEUCHOT, M. JEREZ, J-L. Manifiesto del nuevo realismo analógico. Buenos Aires: Circulo Erméneutico, 2013.

BRASSIER, Ray; GRANT, Iain H.; HARMAN, Graham; MEILLASSOUX, Quentin. Speculative Realism. In: MACKAY, R.. Collapse - Volume III: Unknown Deleuze/Speculative Realism. Reprint edition.Urbanomic, 2007. pp.307-449

BRASSIER, R.; IEVEN, B. Transitzone/Against an Aesthetics of Noise. nY, n. May 10, 2009.

BRASSIER, Ray; MALIK, Suhail. Reason Is Inconsolable and Non-Conciliatory: Ray Brassier in Conversation with Suhail Malik. In: MALIK, S.; COX, C. Realism Materialism Art. First Edition. Sternberg Press, 2015. pp.213-230

BRASSIER, R. Postscript: Speculative Autopsy In: Wolfendale, P. Object-Oriented Philosophy: The Noumenon’s New Clothes). Urbanomic, 2018a. pp.407-21.

BRASSIER, R. Concrete-in-Thought, Concrete-in-Act: Marx, Materialism and the Exchange Abstraction. Crisis & Critique, v. 5, n. 1, p. 111–129, 2018b.

BRASSIER, R. Sellars and Contemporary Philosophy. Notre Dame Philosophical Reviews, 2018c. Disponível em: <https://ndpr.nd.edu/news/sellars-and-contemporary-philosophy/> . Acesso em: 14 jul. 2020

BRYANT, L.; SRNICEK, N.; HARMAN, G. The Speculative Turn: Continental Materialism and Realism. First Edition. re.press, 2011.

FERRARIS, Maurizio. Manifesto del nuovo realismo. Roma-Bari: Editori Laterza, 2012.

FERRARIS, M. Transcendental Realism. The Monist, v. 98, n. 2, p. 215–232, 2015.

FISHER, Mark. Practical Eliminativism: Getting Out ofthe Face, Again. In: MACKAY, R. et al. Speculative Aesthetics. Edição: 2 ed. Urbanomic, 2018.

GRANT, I. H. Philosophies of Nature after Schelling. 1ed. Bloomsbury Academic, 2006.

GRANT, Iain H. Does Nature Stay What-it-is?:Dynamics and the Antecendence Criterion. In: BRYANT, L.; SRNICEK, N.; HARMAN, G. The Speculative Turn: Continental Materialism and Realism. First Edition. re.press, 2011. pp.66-83

HARMAN, Graham. brief SR/OOO tutorial. 2010. Disponível em: <https://doctorzamalek2.wordpress.com/2010/07/23/brief-srooo-tutorial/>. Acesso em: 15/02/2022.

HARMAN, G. The Current State of Speculative Realism. Speculations in science and technology, n. IV, p. 22–28, 2013.

HARMAN, G. Speculative Realism: An Introduction. 1. ed. Polity, 2018.

JAMES, I. New French Philosophy. 1. ed. Polity Press, 2012.

JOHNSTON, A. Alain badiou, the hebb-event, and materialism split from within. Angelaki Journal of Theoretical Humanities, v. 13, n. 1, p. 27–49, 1. 2008.

JOHNSTON, A. Prolegomena to Any Future Materialism, Volume One: The Outcome of Contemporary French Philosophy. Northwestern University Press, 2012.

JOHNSTON, A; GRATTON, P. On Transcendental Materialism - interview with Adrian Johnston. 2013a. Disponível em: <https://www.societyandspace.org/articles/on-transcendental-materialism> Acesso em: 26/09/2019.

JOHNSTON, A. Points of Forced Freedom: Eleven (More) Theses on Materialism. Speculations, n. IV, p. 91–98, 2013b.

JOHNSTON, A. Adventures in Transcendental Materialism: Dialogues with Contemporary Thinkers (Speculative Realism). 1. ed. Edinburgh University Press, 2014.

Downloads

Publicado

2023-12-20

Como Citar

DA MOTA FERREIRA, Matheus Henrique. A Progênie Transcendental do Realismo Especulativo: : heranças cruzadas de uma linhagem bastarda. Das Questões, [S. l.], v. 18, n. 1, 2023. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/dasquestoes/article/view/42446. Acesso em: 25 abr. 2024.