Sudário de Turim: Fotografia, História ou Arqueologia?

Autores

  • Jack Brandão Universidade de Santo Amaro

Palavras-chave:

Sudário de Turim. Sepultamento. Morte. Fotografia. Arqueologia.

Resumo

Após ser fotografado por Secondo Pia em maio de 1898, o Sudário de Turim revelou ser mais que uma mera relíquia medieval: torna-se verdadeira fonte de conhecimento imagético-arqueológico, fornecendo diversas informações sobre uma pena capital muito empregada no mundo romano, mas de que não se dispunha de muitas informações científicas: a crucificação. Assim, seguindo uma linha interdisciplinar, este artigo buscará resgatar, por meio da questão imagética, não apenas os ritos de sepultamento pertencentes aos povos da Antiguidade, como também aspectos anatômicos revelados pelo possível lençol mortuário de Jesus, apontados pelos primeiros cientistas que resolveram estudá-lo mais a fundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jack Brandão, Universidade de Santo Amaro

Doutor em Literatura - Universidade de Santo Amaro (UNISA/SP).

Referências

BARBET, Pierre. A paixão de Cristo segundo o cirurgião. São Paulo: Loyola, 1976.
BEVILACQUA, M. et alii: “How was the Turin Shroud man crucified?”, in Injury:
International Journal of the Care of the Injured, 45S, 2014, p. 142-148
BRANDÃO, Jack. “O Sudário de Turim: entre a história da arte e a datação do
carbono 14”, in Revista Lumen et Virtus, vol. V, nº 10, 2014.
______. “Eikon, eidolon, imago. Imagem: étimo e emprego dissuasório”, in Revista Lumen et Virtus, vol. VII, nº 16, 2016.
DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 2016.
SOLÉ, Manuel. O sudário do Senhor: sua autenticidade e transcedência. São Paulo:
Loyola, 1993.
VIGNON, Paul. The Shroud of Christ. San Diego: The Book Tree, 2002.

Downloads

Publicado

2017-10-27

Como Citar

Brandão, J. (2017). Sudário de Turim: Fotografia, História ou Arqueologia?. Revista Cerrados, 25(43). Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/cerrados/article/view/22332

Edição

Seção

Dossier Rachid Boudjedra