EMANCIPAÇÃO E A EXPANSÃO RECENTE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL:

nexos com a teoria crítica

Autores

  • Gabrielle dos Santos Universidade Federal de Mato Grosso/Programa de Pós-graduação em Política Social.
  • Leana Oliveira Freitas Universidade Federal de Mato Grosso/Programa de Pós-graduação em Política Social.
  • Crisanvania Luiz Gomes Universidade Federal de Mato Grosso/Programa de Pós-graduação em Política Social.

DOI:

https://doi.org/10.26512/ser_social.v17i37.14254

Palavras-chave:

Educação superior, Desenvolvimento capitalista, Emancipação

Resumo

O texto em tela toma como objeto de reflexão a educação superior no Brasil à luz da perspectiva teórica crítica. Busca empreender uma caracterização de como tem se desenvolvido as políticas públicas para este nível de ensino na particularidade histórica brasileira, o que exige a retomada de contexto em que se desenvolvem estas políticas, sobretudo, pós anos de 1970/80. Contexto em que as orientações dos organismos internacionais se intensificam no processo de desenvolvimento dos países periféricos. Busca-se, ainda, analisar dados estatísticos que revelam de que modo está configurado o acesso à educação superior no momento atual. Conclui-se que a emancipação humana corresponde a um estágio material e socialmente avançado de desenvolvimento de forças sociais humanas e somente sob uma nova ordem societária poderá ser a educação a forma de reciprocidade mutuamente benéfica entre os indivíduos particulares e sua sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabrielle dos Santos, Universidade Federal de Mato Grosso/Programa de Pós-graduação em Política Social.

Graduada em Serviço Social, Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Política Social da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT, Brasil).

Leana Oliveira Freitas, Universidade Federal de Mato Grosso/Programa de Pós-graduação em Política Social.

Assistente Social. Doutora em Políticas Públicas (UFMA, Brasil). Professora Adjunta do Programa de Pós Graduação em Política Social (Mestrado) e do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT, Brasil).

Crisanvania Luiz Gomes, Universidade Federal de Mato Grosso/Programa de Pós-graduação em Política Social.

Assistente Social. Mestre em Política Social (UFMT/Brasil).

Referências

ANTUNES, Caio S. Trabalho, alienação e emancipação: a educação em Mészáros. (Dissertação de Mestrado). Campinas: Unicamp, 2010.

BRASIL. Observatório do PNE. Disponível em: <http://www.observatoriodopne.org.br/sobre-pne>. Acesso em: 19/06/2014.

BRASIL. Censo da Educação Superior 2013, 2014.

CAÔN, Giovana Fonseca; FRIZZO, Heloisa Cristina Figueiredo. Acesso, equidade e permanência no ensino superior: desafios para o processo de democratização da educação no Brasil, 2010.

FRIGOTTO, Gaudêncio. As novas e velhas faces da crise do capital e o labirinto dos referenciais teóricos. In: CIAVATA, Maria; FRIGOTTO, Gaudêncio (Org.). Teoria e educação no labirinto do capital. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2014.

______. Educação e a crise do capitalismo real. São Paulo: Cortez, 2000.

______. A relação da educação profissional e tecnológica com a universalização da educação básica. Educação e Sociedade, v. 28, n. 100, out./2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302007000300023&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 03/06/2015.

______. Educação e a crise do capitalismo real. São. Paulo: Cortez, 1995

GOERGEN, Pedro. Educação Superior na perspectiva do sistema e do Plano Nacional de Educação. Educação e Sociedade, n. 112, 2010. Disponível em: <http://www.cedes.unicamp.br>. Acesso em: 01/02/2015.

IPEA. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Evolução do acesso dos jovens ao ensino superior. Brasília, 2014.

MARX, Karl. Sobre a questão judaica. São Paulo: Boitempo, 2010.

MÉSZÁROS, István. A educação para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2008.

______. Para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2002.

______. Marx: a teoria da alienação. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

MINTO, Lalo Watanabe. A educação da miséria: particularidade capitalista e educação superior no Brasil. São Paulo: Outras Expressões, 2014.

NETTO, José Paulo. Introdução ao estudo do método em Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

RODRIGUES, J. Da teoria do capital humano à empregabilidade: um ensaio sobre as crises do capital e a educação brasileira. Trabalho & Educação-Revista do Nete, n. 2, p. 215-230, ago.-dez./1997.

SAVIANI, Demerval. História das ideias pedagógicas no Brasil. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2011.

SANTOS, Gabrielle; FREITAS, Leana Oliveira. Ensino superior público brasileiro: acesso e permanência no contexto da expansão. Argumentum, n. 06, 2014.

Downloads

Publicado

01-06-2016

Como Citar

SANTOS, Gabrielle dos; FREITAS, Leana Oliveira; GOMES, Crisanvania Luiz. EMANCIPAÇÃO E A EXPANSÃO RECENTE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL:: nexos com a teoria crítica. SER Social, Brasília, v. 17, n. 37, p. 368–389, 2016. DOI: 10.26512/ser_social.v17i37.14254. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/SER_Social/article/view/14254. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Cientí­ficos - Temáticos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.