RESENHA: Interpreting Schelling: Critical Essays. Edited By Lara Ostaric, Cambridge University Press, 2014.

Palavras-chave: Schelling, ensaios

Resumo

Interpretando Schelling, Ensaios Críticos é uma coletânea de onze ensaios, organizados por Lara Ostaric[1]. Esses ensaios traçam sistematicamente o desenvolvimento histórico do pensamento de Friedrich Wilhelm Joseph Schelling desde a Filosofia Transcendental e Filosofia da Natureza (1794-1800), passando pela sua Filosofia da Identidade (1801-1809), Escritos sobre a Liberdade, Idades do Mundo (1809-1827), chegando até sua Filosofia Positiva / Negativa e à crítica de Hegel (1827-1854).

 

[1] Lara Ostaric é Professora Assistente de Filosofia na Temple University. Publicou artigos sobre Kant e Schelling e está trabalhando num livro sobre a terceira Crítica de Kant e sua influência na filosofia alemã pós Kant.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marilia Cota Pacheco, Universidade de Brasília

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Braz Cubas (1982), mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2001) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2009). Pós-doutorado (2012-2015), Programa de Pós Doutorado da Universidade de São Paulo, (Fapesp) . Em 2013, realizou estágio de pesquisa no exterior na Bayerische Akademie der Wissenschaften - Kommission zur Herausgabe der Schriften von Schelling -, em Munique, Alemanha. Em linhas gerais,o projeto de pesquisa de pós-doutorado, aprofunda o tema desenvolvido na tese de doutorado, a partir de uma questão subjacente à dialética da imaginação em Schelling, a saber: o próprio conceito kantiano de Ideia é a raiz da relação entre ideia, representação e ideal em Schelling, que implica uma exposição simbólica.

Publicado
2018-12-28
Como Citar
PACHECO, M. RESENHA: Interpreting Schelling: Critical Essays. Edited By Lara Ostaric, Cambridge University Press, 2014. Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea, v. 6, n. 2, p. 197-202, 28 dez. 2018.