Um museu em chamas: o caso do Museu Nacional do Rio de Janeiro

Palavras-chave: Brasil. Museologia.Museus. Museu Nacional (Rio de Janeiro).

Resumo

O editorial comenta a tragédia ocorrida com o incêndio do Museu Nacional no Rio de Janeiro, que destruiu a mais antiga instituição científica brasileira e o museu mais antigo do país. Com um acervo de 20 milhões de peças, o Museu Nacional, localizado no Rio de Janeiro, foi criado por D. João VI e completou 200 anos em 2018. O edifício é tombado pelo patrimônio histórico e foi residência da família Real e Imperial brasileira. Enfatiza a necessidade de maior apoio às atividades museológicas no Brasil. Além disso, são comentados os artigos incluídos no primeiro número de 2019 da Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Murilo Bastos da Cunha, Universidade de Brasília, Faculdade de Ciência da Informação, Brasília, DF, Brasil

É graduado em Biblioteconomia pela Universidade de Brasília (UnB, 1968), mestrado em Administração de Bibliotecas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1978), doutor (Ph. D.) em Library Science pela University of Michigan ( EUA,1982), e estágio de pós-doutorado na University of Michigan (1996-97). Professor titular aposentado da UnB, professor permanente do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da UnB, líder do Grupo de Pesquisa sobre Biblioteca digital (UnB-FCI). Foi presidente da Associação dos Bibliotecários do Distrito Federal e do Conselho Federal de Biblioteconomia. Na UnB ocupou os cargos de diretor da Faculdade de Estudos Sociais Aplicados, chefe do Departamento de Ciência da Informação e Documentação e Diretor da Biblioteca Central (em dois períodos). Publicou os livros: Uso de informações científicas e técnicas no Brasil, com Victor Rosenberg (1983); Bases de dados e bibliotecas brasileiras (1984); Documentação de hoje e de amanhã, com Jaime Robredo (1986 e 1994); Para saber mais: fontes de informação em ciência e tecnologia (2a. ed., 2016); Dicionário de biblioteconomia e arquivologia (2008), com Cordélia R. O. Cavalcanti; Manual de fontes de informação (2010); Manual de estudo de usuários da informação (2015), com Sueli Amaral e Edmundo Dantas. Atua na pesquisa e docência nas áreas de informação científica e tecnológica, biblioteca digital, estudo de usuários e biblioteca universitária. Editor da Revista Ibero-americana de Ciência da Informação [http://periodicos.unb.br/index.php/RICI/index]; é colunista do blog Biblioteca do Bibliotecário [ https://www.facebook.com/bibliotecadobibliotecario/]

Referências

ALMEIDA, Alexandra Ozorio. O lugar dos museus. Revista FAPESP, n. 272, outubro 2018. Disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br/2018/10/22/o-lugar-dos-museus/. Acesso em: 10 de nov. 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: 15 nov. 2018.

LACK of science support fails Brazil. Science, v. 361, n. 6409, p. 1322-1323, 28 Sept 2018. Disponível em: http://science.sciencemag.org/content/361/6409/1322.2. Acesso em: 29 de set. 2018.

Publicado
2018-11-19
Como Citar
Cunha, M. (2018). Um museu em chamas: o caso do Museu Nacional do Rio de Janeiro. Revista Ibero-Americana De Ciência Da Informação, 12(1), 1-3. https://doi.org/10.26512/rici.v12.n1.2019.19354