Rasguem o que escrevi! Uma análise comparada do intelectual e do presidente Fernando Henrique Cardoso

Main Article Content

Rodrigo Badaró de Carvalho

Resumo

O presente artigo investiga a relação entre as construções teóricas de Fernando Henrique Cardoso e os principais projetos levados à frente, décadas depois, pelo presidente FHC. Comprova-se a hipótese de que, ressalvadas as diferenças inerentes às diferentes funções e aos diferentes contextos, há considerável continuidade entre as propostas desenvolvidas pelo teórico e aquela levada a cabo pelo político em termos de projeto de desenvolvimento. Para verificar essas relações, faz-se análise bibliográfica de algumas das principais obras do autor e, em seguida, é feita também uma análise de importantes instrumentos do governo, como Plano de Governo, Projeto de Reforma do Estado e emendas constitucionais diversas. Permeia a análise uma reflexão acerca das relações entre teoria e mudança política, concluindo pela identificação da importância da realização de estudos teóricos para a devida compreensão da realidade político-institucional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Badaró de Carvalho, R. (2022). Rasguem o que escrevi! Uma análise comparada do intelectual e do presidente Fernando Henrique Cardoso. Sociedade E Estado, 37(02), 621–649. https://doi.org/10.1590/s0102-6992-202237020011
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Rodrigo Badaró de Carvalho, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutorando em ciência política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com bolsa da Fapemig, mestre em direito e bacharel em ciências do Estado pela UFMG

Referências

AVELAR, Idelber. Alegorias da derrota: a ficção pós-ditatorial e o trabalho do luto na América Latina. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

BARTHES, Roland. A morte do autor. In: ______. O rumor da língua. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

BIELSCHOWSKY, Ricardo (Org.). Cinquenta anos de pensamento na Cepal. 2 v. Rio de Janeiro: Record, 2000.

BRASIL. Presidência da República. Presidente (1995-1998: Fernando Henrique Cardoso). Mensagem ao Congresso Nacional: abertura da 1a sessão legislativa ordinária da 51a legislatura, 1999.

______. Presidência da República. Presidente (1995-1998: Fernando Henrique Cardoso). Mensagem ao Congresso Nacional: abertura da 4a sessão legislativa ordinária da 50a legislatura, 1998

______. Presidência da República. Presidente (1995-1998: Fernando Henrique Cardoso). Mensagem ao Congresso Nacional: abertura da 3a sessão legislativa ordinária da 50a legislatura, 1997.

______. Presidência da República. Presidente (1995-1998: Fernando Henrique Cardoso). Subsecretaria de Imprensa e Divulgação. Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado. Brasília: Secretaria de Comunicação Social, 1996a.

______. Presidência da República. Presidente (1995-1998: Fernando Henrique Cardoso). Mensagem ao Congresso Nacional: abertura da 2a sessão legislativa ordinária da 50a legislatura, 1996b.

______. Presidência da República. Presidente (1995-1998: Fernando Henrique Cardoso). Mensagem ao Congresso Nacional: abertura da 1a sessão legislativa ordinária da 50a legislatura, 1995.

______. Constituição, 1988. Brasília: Senado Federal, 1988.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. A reforma gerencial do Estado de 1995. Revista de Administração Pública, v. 34, n. 4, p. 7-26, 2000.

______. Sociedade e Estado em transformação. São Paulo; Brasília: Editora Unesp; Editora Enap, 1999.

______. Reforma do Estado para a cidadania: a reforma gerencial brasileira na perspectiva internacional. Brasília; São Paulo: Editora Enap; Editora 34, 1998a.

______. Um novo Estado para a América Latina. Novos Estudos Cebrap, n. 50, p.91-98, Mar. 1998b.

______. Uma Reforma para ficar na História (Entrevista). Reforma Gerencial. Revista do Ministério da Administração Federal e Reforma do Estado, Brasília, Mare, 1998c. Disponível em: <http://www.bresserpereira.org.br/documents/mare/bp-papers/entrevst.lcbp.rg98.pdf>. Acesso em: 25 Ago. 2014.

» http://www.bresserpereira.org.br/documents/mare/bp-papers/entrevst.lcbp.rg98.pdf

______. A crise do Estado. Ensaios sobre a economia brasileira. São Paulo: Nobel, 1992.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos; CUNILL GRAU, Nuria. O público não estatal na reforma do Estado. Rio de Janeiro: Editora FGV, 1999.

CARDOSO, Fernando Henrique. Diários da Presidência, v. 4: 2001-2002. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

______. Diários da Presidência, v. 3: 1999-2000. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

______. Diários da Presidência, v. 2: 1997-1998. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

______. Diários da Presidência, v. 1: 1995-1996. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

______. Pensadores que inventaram o Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

______. Mãos à obra, Brasil: proposta de governo. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisa Social, 2008 [1994].

______. Discurso de despedida do Senado Federal: filosofia e diretrizes de governo. Brasília: Presidência da República, Secretaria de Comunicação Social, 1995.

______. O modelo político brasileiro e outros ensaios. 5. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1993.

______. Autoritarismo e democratização. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1975.

______. Empresário industrial e desenvolvimento econômico no Brasil. 2. ed. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1972.

______. Capitalismo e escravidão no Brasil meridional: o negro na sociedade escravocrata do Rio Grande do Sul. São Paulo: Difusão Europeia do Livro. 1962.

______. Desenvolvimento econômico e nacionalismo. Revista Brasiliense, n. 12, p. 88-98, 1957.

CARDOSO, Fernando Henrique; FALETTO, Enzo. Dependência e desenvolvimento na América Latina: ensaio de interpretação sociológica. 10. Ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

CARDOSO, Fernando Henrique; OLIVEIRA, Miguel Darcy de (Orgs.) Relembrando o que escrevi: da reconquista da democracia aos desafios globais - Fernando Henrique Cardoso. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

CARVALHO, Rodrigo Badaró de. FHC - do sociólogo ao presidente: a implementação de um projeto neoliberal no Brasil. Belo Horizonte: Conhecimento Livraria e Distribuidora, 2021.

______. O sociólogo Fernando Henrique nunca esquecido pelo presidente FHC: do discurso contra Vargas à reforma neoliberal do Estado no Brasil. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós Graduação em Direito da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.

COUTO, Cláudio Gonçalves. Os mecanismos da governabilidade: sistema de governo e democracia no Brasil. Tese (Doutorado) - Departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo, 2000.

DULCI, Marcelo Soares. PSDB: força e limites da resposta liberal aos desafios do Brasil contemporâneo. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais, 2010.

FAORO, Raymundo. Existe um pensamento político brasileiro? São Paulo: Ática, 1994.

______. Os donos do poder: formacao de patronato politico brasileiro. v. 2. Porto Alegre, RS: Editora Globo, 1975.

FIORI, José Luís. Em busca do dissenso perdido: ensaios críticos sobre a festejada crise do estado. Rio de Janeiro: Insight, 1995.

FRANK, André Gunder. Capitalismo y subdesarrollo en America Latina. México: Siglo Veintiuno, 1978.

______. América Latina: subdesarrollo o revolución. Buenos Aires: Era, 1976.

______. Clases y revolución en América Latina. Montevideo: Aportes, 1969.

GOMES, Ângela de Castro. Autoritarismo e corporativismo no Brasil: o legado de Vargas. Revista da USP, n. 65, p. 105-119, Mar.-Maio 2005.

GRAU, Eros Roberto. A ordem econômica na Constituição de 1988: interpretação e crítica. 12. ed. rev. e atual. São Paulo: Malheiros. 2007.

HADDAD, Fernando (Org.). Desorganizando o consenso: nove entrevistas com intelectuais à esquerda. São Paulo; Petrópolis, RJ: Editora Fundação Perseu Abramo; Vozes, 1998.

LAHUERTA, Milton. Intelectuais e resistência democrática: vida acadêmica, marxismo e política no Brasil. Cadernos AEL, v. 8, n. 14-15, 2001.

LIMA, Pedro Luiz. Entre massas afônicas e o interesse soberano: Fernando Henrique Cardoso e a gênese marxista da teoria do populismo no Brasil. Teoria & Pesquisa: Revista de ciência política, v. 26, n. 1, p. 118-148, 2017.

MARINI, Ruy Mauro. Dialéctica de la dependência. México: Era, 1991.

______. Subdesarrollo y revolución. 9. ed. México: Siglo Veintiuno. 1978a.

______. Las razones del nedesarrollismo (respuesta a F. H. Cardoso y J. Serra). Archivo de Ruy Mauro Marini. Revista Mexicana de sociologia, v. 40, n. especial, 1978b.

MOREIRA, Marcelo Sevaybricker. Raízes intelectuais da democracia brasileira: linguagens políticas e a formação da república. Tese (Doutorado) - Programa de Pós Graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2013.

______. O debate teórico-metodológico na ciência política e o pensamento social e político brasileiro. Teoria & Pesquisa: Revista de Ciência Política, v. 21, n. 1, 2012.

NATALINO, Enrique. A construção do pensamento internacionalista de Fernando Henrique Cardoso. Tese (Doutorado) - Programa de Pós Graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2020

PAULA, Ana Paula Paes de. Por uma nova gestão pública. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

PINTO, Élida Graziane. Por uma administração pública (gerencial ou não) mais accountable no Brasil: entre outras coisas, uma questão de respeito às salvaguardas constitucionais. XV Concurso de Ensayos del CLAD “Control y Evaluación del Desempeño Gubernamental”. Caracas, 2001.

PRADO JR., Caio. A revolução brasileira e a questão agrária no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

PREBISCH, Raul. O desenvolvimento econômico da América Latina e alguns de seus problemas principais. In: BIELSCHOWSKY, Ricardo (Org.). Cinquenta anos de pensamento na Cepal. v. 1. Rio de Janeiro: Record, 2000.

SANTOS, Theotonio dos. Imperialismo y dependencia. México: Ediciones Era, 1978.

______. Dependencia y cambio social. Santiago do Chile: Centro de Estudios Socioceonomicos, 1970.

______. El nuevo caracter de la dependencia. Santiago do Chile: Centro de Estudios Socioceonomicos, 1968

SANTOS, Wanderley Guilherme dos. O ex-leviatã brasileiro: do voto disperso ao clien­telismo concentrado. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

SKINNER, Quentin. Meaning and understanding in the history of ideas. History and Theory, v. 8, n. 1, p. 3-53, 1969.

TOLEDO, Caio Navarro de. Iseb: fabrica de ideologias. 2. ed. São Paulo: Editora Unicamp, 1997.

TRASPADINI, Roberta. A teoria da (inter)dependência de Fernando Henrique Cardoso. 2. ed. São Paulo: Outras Expressões, 2014.

VISENTINI, Georgine Simões. Reforma do Estado no Brasil: o Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006.

WASSERMAN, Claudia. A teoria da dependência: do nacional-desenvolvimentismo ao neoliberalismo. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2017.

WEBER, Max. Ciência e política: duas vocações. São Paulo: Cultrix, 2004.