Produtos da linha de pesquisa Recriar-se/NESPROM

quem são os interessados e como são utilizados os jogos (IN)DICA-SUS, BANFISA, VIOLETAS E VIDAS VIOLETAS?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.7879118

Palavras-chave:

Brasil, Educação em saúde, Enfermagem, Pessoal paramédico, Tecnologias educativas

Resumo

Introdução: A linha de pesquisa Recriar-se: arte, lúdico e educação para a saúde, pertencente ao Núcleo de Estudos em Educação e Promoção da Saúde (Recriar-se/NESPROM/CEAM/UnB), dedica-se à produção de tecnologias lúdico-educativas voltadas para estudantes, profissionais de políticas públicas e interessados nas questões de gênero em geral, desde 2010. Dentre os jogos produzidos estão os de tabuleiro (IN)DICA-SUS (2011), BANFISA (2011), VIOLETAS (2016), VIOLETAS 2ed (2019) e o jogo de cartas VIDAS VIOLETAS (2020), lançado recentemente. Concebidos a partir da metodologia Recriar-se Lúdico, método desenvolvido ao longo de 12 anos de pesquisas especializadas, esses jogos estão disponíveis para aquisição do público interessado. Haja vista o estágio atual de consolidação da linha de pesquisa e a necessidade de aprimoramento constante das investigações, este estudo objetiva: identificar a quantidade de cada um dos jogos adquiridos ao longo dos 12 anos da linha Recriar-se; caracterizar o perfil das/os adquirentes dos Jogos (IN)DICA-SUS, BANFISA e VIOLETAS; identificar as potencialidades desses jogos para práticas educativas; construir um banco de dados com informações dos interessados para subsidiar o aperfeiçoamento dos produtos Recriar-se. Metodologia: Pesquisa exploratória, quantitativa e qualitativa, com aplicação de questionário e análise de conteúdo. Fez-se um levantamento comparativo do percentual de jogos adquiridos no período de 2010 a 2022, por tipo de jogo. Em seguida, um questionário on-line foi aplicado aos 104 adquirentes, com 17 respondentes, o que permitiu traçar um perfil preliminar do público-alvo interessado pelos produtos da linha de pesquisa Recriar-se, bem como avaliar a potencialidade de tecnologias lúdico-educativas produzidas no período. Resultados/Discussão: o perfil das/os adquirentes é composto majoritariamente por mulheres (n=15; 88%), na faixa etária entre 24-31 anos (n=6; 35%), que cursaram pós-graduação (n=13; 76%) e trabalham como docentes (n=7; 41%), vinculadas a instituições de ensino de diversos níveis. O jogo preferido foi o (IN)DICA-SUS, por ser considerado mais “educativo”. Dentre os cenários de utilização, as/os participantes referiram utilizá-los em sala de aula e oficinas pedagógicas. Com relação à aplicação dos jogos, prevaleceu o público-alvo das/os estudantes de graduação da área da saúde. A avaliação dos produtos Recriar-se foi positiva dentre todas/os adquirentes e a principal sugestão foi a necessidade de atualização de cartelas do jogo (IN)DICA-SUS e BANFISA. Considerações finais: A investigação oportunizou a identificação de um perfil preliminar, das preferências e da avaliação dos jogos pelas/os adquirentes, subsidiando o constante aperfeiçoamento das pesquisas da Linha Recriar-se/NESPROM/CEAM. Constatou-se adequabilidade entre a concepção dos jogos produzidos e sua potencialidade como ambiência lúdico-educativa para reflexões críticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Duarte Almeida Mundim, Universidade de Brasília - UnB

Bacharel em Enfermagem pela Universidade de Brasília - UnB. Membro efetivo do grupo de pesquisa Recriar-se/NESPROM - Núcleo de Estudos em Educação e Promoção da Saúde (NESPROM/Ceam/UnB). Linhas depesquisa e àreas de interesse: políticas públicas em saúde, saúde da família e comunidade, saúde da mulher,questões de gênero na enfermagem, economia do cuidado.

Maria Raquel Gomes Maia Pires, Universidade de Brasília - UnB

Com formação interdisciplinar, possui doutorado (2004) e mestrado (2001) em Política Social pela Universidade de Brasília (UnB), com estágios pós-doutorais nas áreas ciências sociais, migrações e gênero (2017, ISCTE/IUL, Lisboa-PT) e design de jogos na saúde (2011, UnB). Mestranda (UnB, ingresso 2022.2) e graduada em Filosofia (2019). Graduação em enfermagem (Universidade Estadual do Ceará, 1994) . Professora do Departamento de Enfermagem da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília, docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Gestão Pública (PPGP) e do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas para a Infância e Juventude, UnB. Pesquisadora do grupo de pesquisa NESPROM - Núcleo de Estudos em Educação e Promoção da Saúde (NESPROM/Ceam/UnB), no qual coordena a linha Recriar-se (arte, lúdico, saúde e educação), voltada ao desenvolvimento de jogos ambientados nas políticas públicas para as mulheres e de saúde (https://recriarse.wordpress.com/). Integra o grupo de pesquisa Violes (pesquisa sobre tráfico de pessoas, violência e exploração sexual de mulheres, crianças e adolescentes), ambos cadastrados no diretório de grupos do Cnpq. Produção científica nas áreas de Gestão e avaliação de políticas públicas setoriais; Desenvolvimento de jogos e tecnologias às políticas públicas; Gestão do cuidado e do processo de trabalho em saúde; Gênero, saúde e políticas públicas. Linhas de pesquisa: Gestão, análise e avaliação de políticas públicas sociais; Avaliação de sistema, serviços e políticas de saúde; Gênero, saúde e políticas públicas; Planejamento, organização e gestão de sistema de saúde; Design e ludicidade de jogos; Linguagem estética na filosofia de Nietzsche.

Referências

CAMPOS, Claudinei José Gomes. Método de análise de conteúdo: ferramenta para a análise de dados qualitativos no campo da saúde. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v. 57, n. 5, p. 611-614, out. 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672004000500019&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 19 ago. 2020. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672004000500019.

COLUCI, Marina Zambon Orpinelli; ALEXANDRE, Neusa Maria Costa; MILANI, Daniela. Construção de instrumentos de medida na área da saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, p. 925-936, 2015.

FREIRE, Karine de Mello. A influência do envolvimento com o produto e do comprometimento com a marca na lealdade à marca. 2005. 140 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/4792. Acesso em: 12 jul. 2020.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

HUIZINGA, Johan. Homo ludens. São Paulo: Editora Perspectiva, 2020.

KATO, Pamela M. Evaluating efficacy and validating games for health. GAMES FOR HEALTH: Research, Development, and Clinical Applications, v. 1, n. 1, p. 74-76, 2012.

MUNDIM, Gabriela. Produtos Recriar-se: quem são, onde estão e como utilizam os jogos de tabuleiro (IN)DICA-SUS e Banfisa? In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNB, 25., 2019, Brasília. Anais eletrônicos. Brasília: UnB, 2019. Disponível em: https://conferencias.unb.br/index.php/iniciacaocientifica/25CICUnB16df/paper/view/21033. Acesso em: outubro 2022

PASQUALI, L. Princípios de elaboração de escalas psicológicas. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 25, p. 206-213, 1998.

PETRI, G.; WANGENHEIM, C. Gresse Von; BORGATTO, A. F. MEEGA+: an evolution of a model of educational games. Relatório Técnico INCoD/GQS.03.2016.E. Florianópolis: INCoD/INE/UFSC, 2016. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/5957/61c9b31ebe1125ed01fe9f26ddd4d22ddf42.pdf. Acesso em: 12 jul. 2020.

PIRES, Maria Raquel Gomes Maia et al. Desenvolvimento e validação de instrumento para avaliar a ludicidade de jogos em saúde. Rev. Esc. Enferm. USP, São Paulo, v. 49, n. 6, p. 978-987, dez. 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342015000600978&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 21 out. 2020. Doi: https://doi.org/10.1590/S0080-623420150000600015.

PIRES, Maria Raquel Gomes Maia et al. Gameplay, learning and emotions in the board game Violets: cinema & action in combating violence against women. Ciência & Saúde Coletiva, v. 26, p. 3277-3288, 2021.

PIRES, Maria Raquel Gomes Maia et al. Validação do Ludic-Quest à ludicidade de jogos na saúde: jogabilidade e emoções em campo. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 75, 2022.

PIRES, Maria Raquel Gomes Maia. Recriarecriar-se: arte, lúdico e tecnologias educativas na saúde. 2011. 101 f. Relatório Final (Pós-Doutorado) – Universidade de Brasília, Brasília, 2011.

PIRES, Maria Raquel Gomes Maia; GOTTEMS, Leila Bernarda Donato; FONSECA, Rosa Maria Godoy Serpa da. Recriar-se lúdico no desenvolvimento de jogos na saúde: referências teórico-metodológicas à produção de subjetividades críticas. Texto contexto – enferm., Florianópolis, v. 26, n. 4, e2500017, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072017000400603&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 10 jul. 2019.

PREECE, J.; ROGERS, Y.; SHARP, H. Design de interação: além da interação humano-computador. Porto Alegre: Bookman, 2005.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, P. B. Metodologia de pesquisa. 3. ed. São Paulo: McGraw-Hill, 2006. 584p.

SILVA, Laianna Victoria Santiago; TANAKA, Patrícia Sayuri de Lima; PIRES, Maria Raquel Gomes Maia. BANFISA e (IN)DICA-SUS na graduação em saúde: o lúdico e a construção de aprendizados. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 68, p. 124-130, 2015.

SOARES, A. N.; GAZZINELLI, M. F.; SOUZA, V.; ARAÚJO, L. H. L. Role Playing Game (RPG) na graduação em enfermagem: potencialidades pedagógicas. Rev. Eletr. Enf., v. 18, e1178, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v18.37672. Acesso em: 26 out. 2022.

SOARES, Amanda Nathale et al. Role Playing Game (RPG) como estratégia pedagógica na formação do enfermeiro: relato da experiência de criação do jogo. Texto & Contexto Enfermagem, v. 24, n. 2, p. 600-608, 2015.

Downloads

Publicado

2023-04-30

Como Citar

Mundim, G. D. A., & Pires, M. R. G. M. (2023). Produtos da linha de pesquisa Recriar-se/NESPROM: quem são os interessados e como são utilizados os jogos (IN)DICA-SUS, BANFISA, VIOLETAS E VIDAS VIOLETAS?. Revista Do CEAM, 9, 13–27. https://doi.org/10.5281/zenodo.7879118