Lélia fala de Lélia

Homenagem a Lélia Gonzalez

Autores

  • Ana Gretel Echazú Böschemeier Departamento de Antropologia/PPGAS/UFRN
  • Carine de Jesus Santos Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN
  • Mónica Inés Cejas UAM-X, Estudios de la Mujer y Feministas
  • Eva Maria Lucumi Universidade de Manizales-CINDE

DOI:

https://doi.org/10.21057/10.21057/repamv15n1.2021.40453

Resumo

Extracto del testimonio dado a Carlos Alberto M. Pereira y Heloisa Buarque de Hollanda, publicado en la revista “Patrullas Ideológicas”. San Pablo, Brasiliense, 1980 ANO 2386 2° Semestre, 94 pp 383-386.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ana Gretel Echazú Böschemeier , Departamento de Antropologia/PPGAS/UFRN

Ana Gretel Echazú Böschemeier é mãe, feminista, professora adjunta do Departamento de Antropologia/PPGAS/UFRN, tradutora no Projeto ReCânone/UFRN e pesquisadora do CNPQ. Faz parte da rede Feminismos, Cultura y Poder, é embaixadora do Movimento Parent in Science, integra a comissão avaliativa do II Ciclo de Ações Antirracistas da UNESCO/UNTREF e o Comitê Central de Ética em Pesquisa da UFRN. Atua nas áreas de Pluralismo Epistêmico, Direitos Humanos, Interseccionalidades, Feminismos do Sul, Descolonização, Ética e Saúde Coletiva. Contato: gretigre@gmail.com

Carine de Jesus Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Carine de Jesus Santos, é mãe, feminista negra, doutoranda em Ciências Sociais, participa da Associação Brasileira de Agroecologia, colaboradora da Rede De Economia Feminista e Solidária, pesquisadora do Laboratório de Estudos Rurais/UFRN e pesquisadora do projeto Boas Práticas de Enfrentamento ao COVID-19 do Conselho Nacional de Pesquisa (Brasil). Contato: cariny.santos@gmail.com

Mónica Inés Cejas, UAM-X, Estudios de la Mujer y Feministas

Mônica Inés Cejas, nascida na Argentina, estudou no México e no Japão. Ela vive e trabalha no México (UAM-X, Estudos femininos e Feministas). A partir daí, ela tenta estabelecer laços do Sul em torno das lutas das mulheres. Ela está particularmente interessada na intersecção entre gênero, nação e cidadania, política de memória e feminismo na África (especialmente na história e nos dias atuais da África do Sul). Estudos culturais e feministas são a fonte dessas reflexões. Contato: mcejas@correo.xoc.uam.mx

Eva Maria Lucumi, Universidade de Manizales-CINDE

Eva Maria Lucumi, nascida na Colômbia, é doutoranda em Ciências Sociais em Estudos Comparativos nas Américas PPGECsA - ELA - Universidade de Brasília (2018-2022). Mestre em Educação e Desenvolvimento Humano pela Universidade de Manizales-CINDE. Eu me formei em Psicologia Universidad Del Valle - Cali. Trabalho profissional no ensino universitário, pesquisa, intervenção psicosso-social pacífica colombiana (Cali-Buenaventura) Pesquisa sobre migração qualificada, subjetividades e violência sexual em mulheres negras. E-mail: evaria2980@gmail.com.

Downloads

Publicado

2021-11-09

Como Citar

Echazú Böschemeier , A. G. ., de Jesus Santos, C., Inés Cejas, M. ., & Maria Lucumi, E. . (2021). Lélia fala de Lélia: Homenagem a Lélia Gonzalez. Revista De Estudos E Pesquisas Sobre As Américas, 15(1), 55–65. https://doi.org/10.21057/10.21057/repamv15n1.2021.40453

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)