Avaliação da deterioração socioeconômica e ambiental da microbacia do córrego Saudade, afluente do rio Uberaba

Autores

  • Jose Luiz Rodrigues Torres Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro - IFTM- Uberaba-MG, Brasil
  • Eliane Miziara Passaglia Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro - IFTM- Uberaba-MG, Brasil
  • Michele Couto Salerno Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro - IFTM- Uberaba-MG, Brasil
  • Virginia Mara Nomeline Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro - IFTM- Uberaba-MG, Brasil

Palavras-chave:

Degradação ambiental, erosão, recursos naturais, sustentabilidade

Resumo

O manejo integrado da bacia hidrográfica visa à recuperação ambiental dessas unidades, equilibrando os ecossistemas e buscando a sustentabilidade dos recursos naturais. Com objetivo de avaliar a deterioração socioeconômica e ambiental na microbacia do córrego Saudade, foram aplicados os questionários adaptados do CIDIAT em 75% das propriedades da área em estudo, onde foram abordados aspectos socioeconômicos e ambientais. Os índices calculados para deterioração social, econômica, tecnológica, socioeconômica e ambiental foi de 47,4; 82,6; 55,9; 53,5 e 20,8%, respectivamente. A microbacia do córrego Saudade se encontra em elevado processo de deterioração, com mais de 50% da área comprometida; A deterioração para o fator econômico de 82,6% reflete as condições precárias de vida do morador da região; o valor obtido para deterioração ambiental de 20,8% não reflete o que foi observado nas visitas de campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-31

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

<< < 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.