Centro-monumento e a patrimonialização de Sobral, Ceará, Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/patryter.v4i7.29311

Palavras-chave:

Patrimônio histórico e cultural. centro-monumento. monumentalização. identidade. política.

Resumo

O artigo discute o processo de patrimonialização da cidade de Sobral, no estado brasileiro do Ceará, como pautada em uma determinada forma de ver a urbanização e a educação. A política de preservação do patrimônio cultural aplicada no sítio histórico é usada como lugar de um discurso que define um modelo de tradição, ao mesmo tempo de modernidade, construídos pelo quase-grupo político ancorado nos “Ferreira Gomes”. Este discurso está presente nas políticas públicas de urbanização e educação. O artigo faz a leitura do PDDU da cidade, e de livro didático de história e geografia local produzido para o ensino fundamental municipal e tenta explicitar como a patrimonialização está presente nestes documentos, cruzando com outras fontes documentais e lembranças do pesquisador. Esta leitura mostra que a identidade e o patrimônio cultural tombado, portanto, não podem ser entendidos como representativos de todos os sobralenses, mas daqueles que defendem um determinado modelo de cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Nilson Almino Freitas, Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA, Brasil

Professor doutor de Antropologia da UVA, Ceará, Brasil

Referências

Balandier, G. (1997). A desordem: elogio do movimento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Barbosa, M. E. J., Lucas, M. R. L., Souza, R. N. R., & Vasconcelos, R. I. V. (2000). Sobral: Patrimônio Histórico. Sobral: Prefeitura Municipal de Sobral.

Caracristi, I., & Saboya, G. (2002). Descobrindo e construindo Sobral: conhecimentos de Geografia e História. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha.

Deleuze, G. (1997). Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. São Paulo: Editora 34.

Duarte Júnior, R. (2012). Sítios Históricos Brasileiros: monumento, documento, empreendimento e instrumento ”“ o caso de Sobral-CE. (Tese de Doutorado em Arquitetura e Urbanismo). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo.

Freitas, N. A. (2000). Sobral, opulência e tradição. Sobral, CE: Edições UVA.

Freitas, N. A. (2003). Práticas, rituais e regras de disputa no tempo da política em Sobral. In R. V. A. Carvalho (Org.). A produção da política em campanhas eleitorais: eleições municipais de 2000 (pp. 211-230). Campinas, SP: Pontes.

Freitas, N. A. (2005). O sabor de uma cidade: práticas cotidianas dos habitantes de Sobral. (Tese de Doutorado em Sociologia). Universidade Federal do Ceará, Fortaleza.

Freitas, N. A. (2010). Ação, efeito e manobras: o "artefato primoroso" da monumentalização de Sobral e seus usos no campo político. In N. A. Freitas, V. C. C. Holanda & M. Maria Júnior (Orgs.). Múltiplos olhares sobre a cidade e o urbano: Sobral e região em foco (pp. 216-243). Sobral, CE: UECE/UVA.

Frota, D. J. T. (1995). História de Sobral. Fortaleza: Imprensa Oficial do Ceará.

Henriques, E. B. (2004). O Patrimônio nas Políticas Territoriais. In Actas do V Congresso de Geografia Português (pp. 1-11). Portugal. Recuperado em 29 julho, 2019, de http://www.apgeo.pt/files/docs/CD_V_Congresso_APG/web/_pdf/E5_14Out_Eduardo%20Brito%20Henriques.pdf

Herzfeld, M. (1991). A place in history: social and monumental time in a Creta town. Princeton: Pinceton University Press.

Le Goff, J. (1994). Documento/monumento. In J. Le Goff. (Org.). História e memória (pp. 535-549). Campinas, SP: Editora da UNICAMP.

Mayer, A. (1987). A importância dos “quase-grupos” no estudo das sociedades complexas. In B. Feldman-Bianco (Org.). Antropologia das sociedades contemporâneas (pp. 127-158). São Paulo: Global.

Mont’Alverne Girão, G. G., & Soares, M. N. M. (1997). Sobral: história e vida. Sobral, CE: Edições UVA.

Palmeira, M., & Heredia, B. (1995). Os comícios e a política de facção. Anuário Antropológico, 19 (1), 95-125. Recuperado em 29 julho, 2019, de https://periodicos.unb.br/index.php/anuarioantropologico/article/view/6587 .

Silva, E. P. (2000). Patrimônio e identidade: desafios do turismo cultural. ANTROPOlógicas, (4), 217-224. Recuperado em 29 julho, 2019, de https://revistas.rcaap.pt/antropologicas/article/view/932.

Silva Júnior, A. S. (2015). Cidades Sagradas: da Roma Cearense à "Jerusalém Sertaneja" - A igreja Católica e o desenvolvimento urbano no Ceará (1870-1920) - Sobral e Juazeiro do Norte. 1ª. ed. Sobral, CE: ECOA.

Downloads

Publicado

27-02-2021

Como Citar

Freitas, N. A. (2021). Centro-monumento e a patrimonialização de Sobral, Ceará, Brasil. PatryTer, 4(7), 120–136. https://doi.org/10.26512/patryter.v4i7.29311

Edição

Seção

Artigos