Edições anteriores

  • Dance with me (2018), de autoria de Élle de Bernardini. Créditos: cortesia da artista

    Musealização da Performatividade em Coleções Públicas e Privadas
    v. 9 n. 18 (2020)

    Sabe-se que a intenção, a aquisição e os processos contextuais-temporais em uma coleção configuram o que podemos considerar musealização - ação / ato / gesto em trânsito, retroalimentado por trajetórias de objetos e narrativas em uma relação indispensável com o sujeito que os observa e os ressignifica. Se a condição de narrativa sobre a existência dos objetos está atrelada à imaterialidade, a performatividade é elemento central para compreensão das intenções e dos processos que envolvem agentes e agências: museus, patrimônios, acervos, grupos sociais, indivíduos. A performatividade está associada à sobrevivência, aquilo que dá continuidade, que perpetua, que permanece, que é vestigial; uma metalinguagem, como uma locução que articula os sentidos e as narrativas sobre algo, aquilo que transmuta, que se configura como ponto de conexão entre genealogias e temporalidades. Nesse sentido, a proposta deste dossiê é contemplar reflexões sobre a performatividade ao encontro das práticas museológicas e museais e dos acervos, e vice-versa. Para tanto, o dossiê vislumbra textos que apresentem a musealização da performatividade frente às artes visuais, aos saberes tradicionais, à dança, ao teatro, à música, às artes cênicas, e que possam também discorrer sobre encenação, ritual, corporeidade. Desse modo, sugerem-se como eixos temáticos: (1) História das políticas de preservação imaterial; (2) A noção de performatividade em coleções públicas e privadas de artes visuais, saberes tradicionais, dança, artes cênicas e música; (3) Relações entre performance, ritual e corporeidade e suas transformações; (4) A musealização da performatividade das obras/ do acervo nos processos museais e museológicos.

  • Museus e Museologia: aportes teóricos na contemporaneidade
    v. 9 n. 17 (2020)

    Tiriyó-Kaxuyana beadwork – Acervo do Memorial dos Povos Indígenas (MPI) – Brasília/DF

    Foto: Daderot

     
  • Museus e Educação: História e Perspectivas Transnacionais
    v. 8 n. 16 (2019)

    Foto: Mão de Rosella Andreassi - Autor: Giorgio Calabrese  - Università degli Studi del Molise Local: Museo della Scuola e dell’Educazione popolare - Campobasso  Data: 23/05/2017 Evento: "Vite maestre tra libri, registri e quaderni. La dimensione locale della ricerca e il patrimonio storico educativo" 
  • Claudia Andujar, Gisele Motta e Leandro Lima, Yano-a, 2005, instalação (detalhe). Acervo da Pinacoteca de São Paulo. Foto: E.Dionisio, 2016.

    Dossiê: Cinema, museu e patrimônio
    v. 8 n. 15 (2019)

    Organizadores: José Quental (Doutorando em Cinema Université Paris 8/Cinemateca do MAM) e Alda Heizer (JBRJ)

    Capa: Claudia Andujar, Gisele Motta e Leandro Lima, Yano-a, 2005, instalação (detalhe).

    Acervo da Pinacoteca de São Paulo.

    Foto: E.Dionisio, 2016.

  • Os Museus e o Mar
    v. 7 n. 14 (2018)

    Mercedes Lachmann, Área de Emergência, 2014, instalação - casco de barco de madeira sobre banco de areia. I Mostra Rio Esculturas Monumentais, Praça Paris, Glória, RJ.

  • v. 7 n. 13 (2018)

    Ida Hannemann de Campos,

    Voltando da feira 2, série Transeuntes, 1964

    Coleção da Artista

    Foto: E.Dionisio

  • v. 6 n. 12 (2017)

    Henrique de Oliveira

    Transarquitetônica, 2014, instalação (detalhe)

    Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo

    Foto: E.Dionisio

  • v. 6 n. 11 (2017)

    Nelson Leirner

    Terra à vista, 1998.

    MAC, Niterói, RJ

  • v. 5 n. 10 (2017)

    Túlio Pinto

    Cumplicidade #7, 2016.

    Foto do artista.

  • v. 5 n. 9 (2017)

    Laura Lima e José Barattino

    Comida, 2012

    Encontros de arte e gastronomia, MAM - SP

    Foto: Edouard Fraipont

  • v. 4 n. 8 (2015)

    Elida Tessler

    Você me dá a sua palavra?, 2004-2013, instalação

    Foto: Carlos Stein

  • v. 4 n. 7 (2015)

    Ana Ruas

    Plano B

    Intervenção no Museu de Arte Contemporânea do Mato Grosso do Sul, 2014.

  • v. 3 n. 6 (2014)

    Jac Leirner

    Cantos, 2014, níveis de precisão sobre parede

    foto:Museo Tamayo, México. 

  • v. 2 n. 3 (2013)

    Corpos Informáticos

    Encerando a chuva, 2012

    Pirangy, RN. 
    foto: Bia Medeiros
    performer: Maria Eugênia Matricardi

  • Gê Orthof,  Escuto, 2009  Espaço Marcantonio Vilaça, Brasília.

    v. 1 n. 2 (2012)

    Gê Orthof,

    Escuto, 2009

    Espaço Marcantonio Vilaça, Brasília.

  • Elder Rocha  Paisagens Instáveis, 2008  Intervenção no Torreão, Porto Alegre

    v. 1 n. 1 (2012)

    Elder Rocha

    Paisagens Instáveis, 2008

    Intervenção no Torreão, Porto Alegre