Interdisciplinaridade e Preservação: a caracterização microanalítica dos ornatos e da escultura da Águia da cobertura de cobre do Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Autores

  • Guadalupe do Nascimento Campos Museu de Astronomia e Ciências Afins
  • Marcus Granato Museu de Astronomia e Ciências Afins
  • Otávio Fonseca Martins Gomes Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.26512/museologia.v1i2.12652

Palavras-chave:

Archaeometry. Characterization. Copper.

Resumo

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro foi inaugurado em 1909. A construção inclui muitos elementos metálicos, com destaque para uma escultura monumental de Águia que encima o prédio em sua fachada frontal. A partir de 2008, foi iniciado o processo de restauração da edificação, finalizado em 2010. Nesse âmbito, foi realizada uma pesquisa interdisciplinar, para caracterização microanalítica dos ornatos originais da cobertura e da escultura da Águia. O objetivo foi identificar os materiais e as técnicas empregadas em sua confecção e avaliar o estado de conservação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2012-11-28

Como Citar

Campos, G. do N., Granato, M., & Gomes, O. F. M. (2012). Interdisciplinaridade e Preservação: a caracterização microanalítica dos ornatos e da escultura da Águia da cobertura de cobre do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Museologia & Interdisciplinaridade, 1(2), 30. https://doi.org/10.26512/museologia.v1i2.12652

Edição

Seção

Artigos