Programa de uma filosofia da linguagem racionalista: à guisa de uma (re)atualização do Crátilo de Platão

Autores

  • André Luis Muniz Garcia Universidade de Brasília - UnB

DOI:

https://doi.org/10.26512/rfmc.v1i1.8537

Palavras-chave:

Linguagem, Nome, Verdade, Platão

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar e discutir algumas das teses centrais de Platão no diálogo Crátilo concernentes à teoria da verdadeira nomeação. Mais precisamente, pretende-se discutir a contra-perspectiva de Sócrates à perspectiva de Hermógenes, no mencionado diálogo, acerca do estatuto do “nome” na verdadeira significação das coisas. Dessa contra-perspectiva surge a proposta segundo a qual uma teoria da verdadeira significação das coisas não pode ser fundada por uma “linguagem natural”, mas unicamente por uma “linguagem” purificada de qualquer conteúdo sensível.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BORSCHE, Tilman. Was etwas ist: Fragen nach der Wahrheit de Bedeutung bei Platon, Augustin, Nikolaus von Kues und Nietzsche. München: Wilhelm Fink Verlag, 1992.

Cahier du Groupe de Recherches sur la Philosophie e le Language: No6 et 7. Philosophie du language et grammaire dans l’antiquité. Vários autores. Bruxelles: Éditions Ousia, 1986.

CASSIRER, E. A filosofia das formas simbólicas: a linguagem. Trad. Marion Fleischer. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

COSERIU, Eugenio. Geschichte der Sprachphilosophie von der Antike bis zur Gegenwart.2 Bde. Stuttgart: UTB, 2003.

KRAUS, M. Name und Sache: Ein Problem im frühgrieschichen Denken. Amsterdam: Verlag B. R. Grüner, 1987.

PLATON. Werke. Bearbeitet von Klaus Widda. Deutsche Übersetzung von Hyeronimus Müller und Friedrich Schleiermacher. Darmstadt: Wissenschaftliche Buchgesellschaft, 1972.

PLATÃO. Teeteto e Crátilo. Trad. Carlos Alberto Nunes. Pará: Editora da UFPA, 2001.

SIMON,Josef. Sprachphilosophie. Freiburg/München. Verlag Karl Alber, 1981.

Downloads

Publicado

26-06-2013

Como Citar

GARCIA, André Luis Muniz. Programa de uma filosofia da linguagem racionalista: à guisa de uma (re)atualização do Crátilo de Platão. Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 07–21, 2013. DOI: 10.26512/rfmc.v1i1.8537. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/fmc/article/view/8537. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos