Heidegger e a modernidade: Sobre a ideia heideggeriana de “consumação da metafísica”

Autores

  • Eberth Santos Universidade Federal de Campina Grande

DOI:

https://doi.org/10.26512/rfmc.v6i1.20414

Palavras-chave:

Modernidade. Metafísica. Técnica. Tarefa do pensamento.

Resumo

Pretendemos aqui utilizar alguns conceitos e noções chave tais como Mundo, Clareira, Pensamento, Ser, Metafísica e Modernidade para a compreensão da ideia de consumação da metafísica em Heidegger. Mantendo estes conceitos e noções no horizonte de nosso estudo, escolhemos alguns textos de Heidegger, apenas aqueles necessários para nosso objetivo imediato, para delinearmos os contornos daquilo que neles ficou estabelecido como a Tarefa do Pensamento. Trata-se de entender a tarefa que coube à Filosofia em sua gênese e que perdurou até o final do século XIX ao receber o tratamento que Nietzsche lhe conferiu e denominado de platonismo invertido. Esta forma de pensamento foi interpretada por Heidegger como o momento culminante da metafísica ocidental. De acordo com ele, a filosofia de Nietzsche é o momento extremo na história da filosofia, anunciando a Era da Técnica como a derradeira etapa deste percurso histórico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eberth Santos, Universidade Federal de Campina Grande

Professor Adjunto do Curso de Filosofia da Universidade Federal de Campina Grande. Doutor em Filosofia
pela Universidade de Campinas (UNICAMP). 

Referências

HEIDEGGER, M. "A determinação do ser do ente segundo Leibniz". In: Conferências e Escritos Filtsóficos. Tradução de Ernildo Stein, São Paulo: Abril Cultural, 1973, p.413-427. (Col. Os Pensadores).

HEIDEGGER, M. A origem da obra de arte. Tradução de Idalina Azevedo e Manuel Antonio de Castro, São Paulo: Edições 70, 2010.

HEIDEGGER, M. "A questão da técnica". Scientia Studia, São Paulo, V. 5, n. 3, p. 375-98, 2007.

HEIDEGGER, M. Nietzsche (Vol. I e II). Tradução de Marco Antonio Casanova, Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

HEIDEGGER, M. "O fim da filosofia e a tarefa do pensamento". In: Conferências e Escritos Filosóficos. Tradução de Ernildo Stein, São Paulo: Abril Cultural, 1973, p.263-279. (Col. Os Pensadores).

HEIDEGGER, M. "Que é Metafísica?"In: Conferências e Escritos Filosóficos. Tradução de Ernildo Stein, São Paulo: Abril Cultural, 1973, p. 223-261. (Col. Os Pensadores).

HEIDEGGER, M. Ser e tempo. Tradução, organização, nota prévia, anexos e notas de Fausto Castilho, Campinas/Petrópolis: Editora da Unicamp/Editora Vozes, 2014.

LEIBNIZ, G.W. Os princípios da filosofia ditos a Monadologia. Tradução de Marilena de Souza Chauí Merlinck, São Paulo: Abril Cultural, 1974, p. 59-73. (Col. Os Pensadores).

MARTON, S. Nietzsche: a Transvaloração dos valores. São Paulo: Editora Moderna, 2006. (Cal. Logos).

MÜLLER-LAUTER, W. Nietzsche: sua filosofia dos antagonismos e os antagonismos de sua filosofia. Tradução Clademir Araldi com apresentação de Scarlett Marton. São Paulo: Editora Unifesp, 2011.

NIETZSCHE, F. Além do bem e do mal: prelúdio a uma filosofia da futuro. Tradução de Paulo César de Souza, São Paulo: Cia. das Letras, 1992.

NIETZSCHE, F. Crepúsculo dos ídolos: ou como filosofar com o martelo. Tradução Marco Antonio Casanova. Rio de Janeiro: Conexões, 2000.

NIETZSCHE, F. Nietzsche: Obras incompletas. São Paulo: Abril Cultural, 1983. (Col. Os Pensadores)

SANTOS, E. "Merleau-Ponty: para além das filosofias dass certezas". Ekstasis: revista de hermenêutica e fenomenologia, v. 5, n. 2, p. 69- 88, 2017.

STEGMAIER, W. As linhas fundamentais do pensamento de Nietzsche. Tradução Oswaldo Giacoia Jr et al. Petrópolis: Vozes, 2013.

STEIN, E. "Introdução ao texto ’O fim da filosofia e a tarefa do pensamento’". In: HEIDEGGER, M. Conferências e Escritos Filosóficos. Tradução de Ernildo Stein, São Paulo: Abril Cultural, 1973, p.263-

(Col. Os Pensadores).

Downloads

Publicado

12-12-2018

Como Citar

SANTOS, Eberth. Heidegger e a modernidade: Sobre a ideia heideggeriana de “consumação da metafísica”. Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 323–342, 2018. DOI: 10.26512/rfmc.v6i1.20414. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/fmc/article/view/20414. Acesso em: 28 maio. 2024.