James Harrington e a tradição republicana na Inglaterra do século XVII

Autores

  • Pedro Eduardo Batista Ferreira da Silva Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i26.14803

Palavras-chave:

The Commonwealth of Oceana. Humanismo. Inglaterra.

Resumo

O presente artigo analisa a obra The Commonwealth of Oceana, publicada em 1656, escrita por James Harrington. O objetivo do texto é trazer os principais elementos de Oceana, a qual não tem tradução para o Português. Ao entender Harrington como o primeiro humanista cívico da Inglaterra, reconhece-se a importância do autor para uma compreensão mais ampla dos eventos políticos que marcaram um século XVII inglês. A elaboração do artigo foi inspirada pelas leituras de importantes autores da chamada escola de Cambridge, como John Pocock e Quentin Skinner.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

APPLEBAUM, Robert. Literature and Utopian Politics in Seventeenth Century England. Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

ARAÚJO, Cícero. A angústia republicana ”“ entrevista com J.G.A. Pocock. In: Lua Nova: Revista de Cultura e Política. São Paulo, n.51, pp. 31-40, 2000.

BEIRED, José Luis Bendicho. Vertentes da História Intelectual. In: Cadernos de Seminário Cultura e Política nas Américas. São Paulo, v.1, pp. 86-98, 2001.

CROMARTIE, Alan. Harringtonian virtue: Harrington, Machiavelli and the method of the moment. In: The Historical Journal. Cambridge, v.41, n.4, pp 987-1009, 1998.

COTTON, James. James Harrington and Thomas Hobbes. In: Journal of the History of Ideas. Philadelphia, v.42, n.3, pp. 407-421, 1981.

FLORENZANO, Modesto. J.G.A. Pocock e a reavaliação do discurso político moderno. In: Cadernos de Seminário Cultura e Política nas Américas. São Paulo, v.1, pp. 6-19, 2001.

HILL, Cristopher. Puritanism and Revolution: Studies in Interpretation of the English Revolution of the 17th Century. New York: St. Martin’s Press, 1997.

HILL Christopher. The World Turned Upside Down: Radical Ideas During the English Revolution. London: Penguin Books, 1991.

O’FERRAL, Fergus. Civic-Republican Citizenship and Voluntary Action. In: The Common Good. Dublin, n.2 (Spring/Summer 2001), pp. 126-137, 2001.

OSTRENSKY, Eunice. As várias faces de um ator político. In: Revista Latinoamericana de Filosofía. Buenos Aires, v.37, n.2 (Primavera 2011), pp. 167-188, 2011.

POCOCK, J.G.A. James Harrington and the Good Old Cause: A Study of the Ideological Context of His Writings. In: The Journal of British Studies. Chicago, v. 10, n.1, p. 30-48, 1970.

POCOCK, J.G.A. The Machiavellian Moment. Princeton: Princeton University Press, 2001.

SHARP, David. Oliver Cromwell. London: Heinemann, 2003.

SKINNER, Quentin. Meaning and Understanding in the History of Ideas. In: History and Theory. Middletown ”“ Wesleyan University, v.8, n.1, p. 3-53, 1969.

SILVA, Ricardo. Maquiavel e o conceito de liberdade em três vertentes do novo republicanismo. In: Revista Brasileira de Ciências Sociais. São Paulo, v.25, n.72, pp. 37-58.

STRUMIA, Anna Maria. Ancient Republics in Seventeenth Century England and the Origins of the Modern Dichotomy Between Authority and Power. In: Hebraic Political Studies. Jerusalem, v. 2, n.3 (Summer 2007),

pp. 284-300, 200

Downloads

Publicado

2015-08-19

Como Citar

DA SILVA, P. E. B. F. James Harrington e a tradição republicana na Inglaterra do século XVII. Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 26, 2015. DOI: 10.26512/emtempos.v0i26.14803. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/14803. Acesso em: 1 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê