De Voltaire a Balzac, passando por Berman

Autores

  • Ivone C. Benedetti Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Tradução; Voltaire; Balzac; Berman

Resumo

A finalidade deste texto é fazer um levantamento das estratégias adotadas em minha tradução do Dicionário filosófico (Voltaire) e de Ilusões perdidas (Balzac), levando em conta não só o estilo de cada um desses autores, mas também os conceitos de elegância preconizados por Voltaire e as expectativas do público-alvo de Balzac no Brasil. O paralelo traçado convida a uma reflexão sobre a noção de tradução centrada na fidelidade à letra, que tem em Berman um de seus teóricos mais importantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivone C. Benedetti, Universidade de São Paulo

Tradutora, doutora pela Universidade de São Paulo.

Downloads

Como Citar

Benedetti, I. C. (2014). De Voltaire a Balzac, passando por Berman. Revista Cerrados, 16(23), 73–80. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/cerrados/article/view/1241

Edição

Seção

Manifestações da tradução literária