O sentido do trabalho infantil doméstico

Autores

  • Terçália Suassuna Vaz Lira Universidade Estadual da Paraíba - UEPB

DOI:

https://doi.org/10.26512/sersocial.v23i49.32276

Palavras-chave:

crise capitalista. reprodução social. superexploração da força de trabalho. trabalho infantil doméstico.

Resumo

O estudo analisa a funcionalidade do trabalho infantil doméstico nas economias periféricas dependentes. O trabalho foi realizado mediante pesquisa bibliográfica, documental e coleta de dados.  A pesquisa se realizou no Brasil, no estado da Paraíba, no município de João Pessoa. O locus de referência empírica foi o ambiente escolar. A crise capitalista e a superexploração da força de trabalho no contexto contemporâneo vem explicar a persistente exploração do trabalho infantil doméstico no Brasil. Sua utilização possibilita diminuir os custos com a reprodução da força de trabalho; contribuir para o processo de reprodução da classe trabalhadora e para a transmissão de valores instituídos que se fazem transmitir por meio da cultura; reproduz as desigualdades de gênero; reforça a desresponsabilização do Estado no que se refere às políticas voltadas à assistência famíliar, o que vem engendrar novas atribuições à infância da classe trabalhadora e um novo sentido ao trabalho infantil doméstico.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, E.; GENTILI, P. (Orgs.). Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

ANTUNES, Ricardo. O sentido do trabalho. Ensaios sobre a negação e a afirmação do trabalho. São Paulo: Boitempo, 1999.

BARBOSA, Alexandre de Freitas; CARVALHO, Daniela Sampaio. O trabalho precário no mundo, na América Latina e no Brasil: Observatório Social. 2012. Disponível em: . Acesso em: 20/05/2014.

CASTELO, Rodrigo. O novo desenvolvimentismo e a decadência ideológica do estruturalismo latino-americano. In: CASTELO, R. (Org.). Encruzilhada da América Latina do século XXI. Rio de Janeiro: Pão e Rosas, 2010.

DIEESE. Salário Mínimo Nominal e Necessário. 2019. Disponível em: .

ESTADÃO. O Brasil e o trabalho infantil. 2018. Disponível em: http://www.politica.estadao.com.br.

FRANK, André Gunder. Apresentando o Tio Sam: sem roupas. In: MARTINS, Carlos Eduardo, SOTELO, Valencia, Adrian (Orgs.). A América Latina e os desafios da globalização: ensaios dedicados a Ruy Mauro Marini. São Paulo: Boitempo, 2009. p. 79-110.

HARVEY, D. A condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Loyola; Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

HIRATA, H.; KERGOAT, D. Novas configurações da divisão sexual do trabalho. Cadernos de Pesquisa, v. 37 n. 132, p. 595-609, set/dez 2007.

HIRATA, Helena S. A crise mundial e o impacto da reestruturação produtiva na divisão sexual do trabalho. In: COSTA, Albertina; ÁVILA, Maria Betânia de Melo; SILVA, Roseane; SOARES, Vera; FERREIRA, Verônica (Orgs). Divisão sexual do trabalho, Estado e crise do capitalismo, 1. ed. Recife: SOS Corpo, 2010.

HIRATA, Helena S. A precarização e a divisão internacional e sexual do trabalho. Sociologias, n. 21, Porto Alegre, jan/jun 2009.

HIRATA, Helena S. O universo do trabalho e da cidadania das mulheres – um olhar do feminismo e do sindicalismo. In: COSTA, Ana Alice; OLIVEIRA, Eleonora Menicucci de; LIMA, Maria Ednalva Bezerra de Lima; SOARES, Vera (Orgs). Reconfigurações das relações de gênero no trabalho. São Paulo: CUT Brasil, 2004.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, 2008. Disponível em: http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 23/03/2013.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, 2016. Disponível em: http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 30/07/2019.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, 2018. Disponível em: http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 30/07/2019.

LIRA, Terçália Suassuna Vaz. A invisibilidade do trabalho infantil doméstico e a violação de direitos. In: Cognitio Juris, Ano III, n. 8, dez./2013. Disponível em: . Acesso em: 20/08/2014.

LOMBARDI, Maria Rosa. A persistência das desigualdades de gênero no mercado de trabalho. In: COSTA, Albertina; ÁVILA, Maria Betânia de Melo; SILVA, Roseane;

Downloads

Publicado

07/30/2021

Como Citar

SUASSUNA VAZ LIRA, Terçália. O sentido do trabalho infantil doméstico . SER Social, [S. l.], v. 23, n. 49, p. 496–516, 2021. DOI: 10.26512/sersocial.v23i49.32276. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/SER_Social/article/view/32276. Acesso em: 4 mar. 2024.