A atualidade do conceito de gerações na pesquisa sobre o envelhecimento

Main Article Content

Alda Britto da Motta

Resumo

Se a definição de gerações esteve na preocupação dos estudiosos desde os primórdios da sociologia, por outro lado sua utilização foi sempre teoricamente instável, porque polissêmica e, mesmo quando alcançado um grau de estruturação teórica alta, com Mannheim, também acompanhou a instabilidade inicial da aceitação teórica desse autor em alguns meios acadêmicos. Hoje a polissemia se mantém, mas também uma escassa atenção (ou percepção) às posições sociais geracionais e à dinâmica das relações entre as gerações, ao ponto de causar certos prejuízos analíticos, como no caso aqui apontado da violência contra os idosos ”“ onde a análise do ponto de vista da solidariedade e do conflito entre as gerações é crucia

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Motta, A. B. da. (2011). A atualidade do conceito de gerações na pesquisa sobre o envelhecimento. Sociedade E Estado, 25(2). Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/sociedade/article/view/5531
Seção
Dossiê
Biografia do Autor

Alda Britto da Motta, Universidade Federal da Bahia

Professora doutora da Universidade Federal da Bahia, Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS) e Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher (Neim)