Entre a visibilidade e a escuta: o acesso da população LGBTI+ à atenção básica de saúde

Main Article Content

Richard Miskolci
Pedro Paulo Gomes Pereira

Resumo

Este artigo tem como objetivo identificar e analisar como os profissionais de saúde, que atuam na atenção básica na cidade de São Paulo, percebem o acesso à saúde de pessoas LGBTI+. A pesquisa abrangeu as seis regionais de saúde paulistanas e o artigo centra-se na análise das entrevistas em profundidade com especialistas nas regionais, além de gerentes, médicos, enfermeiros e técnicos/auxiliares de enfermagem nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) focando na forma como os profissionais veem a entrada desse segmento na atenção básica.  Conclui-se que a forma atual de acolhimento tende a priorizar aquelas e aqueles reconhecíveis visualmente e cujas demandas envolvem uma concepção de saúde centrada na doença, o que mantém vários segmentos e demandas de saúde sem atenção. Sugere-se que a superação do enquadramento visual por uma estratégia de escuta poderia contribuir para o acesso das pessoas LGBTI+ à saúde integral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Miskolci, R., & Gomes Pereira, P. P. (2022). Entre a visibilidade e a escuta: o acesso da população LGBTI+ à atenção básica de saúde. Sociedade E Estado, 37(01), 193–215. https://doi.org/10.1590/s0102-6992-202237010009
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Richard Miskolci, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

 Richard Miskolci, professor in the Department of Preventive Medicine and in the Graduate Program in Public Health, Federal University of São Paulo (Unifesp).

Pedro Paulo Gomes Pereira, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Livre Docente pela Universidade Federal de São Paulo (2013). Professor Associado da Universidade Federal de São Paulo. Professor do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal de São Paulo. Coordenador do Quereres - Núcleo de Pesquisa em Diferenças, Direitos Humanos e Saúde.

Referências

AARON, Deborah et al. Behavioral risk factors for disease and preventive health practices among lesbians. Am J Public Health, v. 91, p. 972-975, 2001.

ALMEIDA, Glaucia Elaine Silva de. Argumentos em torno da possibilidade de infecção por DST e Aids entre mulheres que se autodefinem como lésbicas. Physis, v. 19, n. 2, p. 301-331, 2009.

ANGONESE, Mônica; LAGO, Mara Coelho de Souza. Direitos e saúde reprodutiva para a população de travestis e transexuais: abjeção e esterilidade simbólica. Saúde e Sociedade, v. 26, n. 1, p. 256-270, 2017.

ATKINSON, Sarah. Antropologia e pesquisa sobre qualidade dos serviços de saúde. Cad Saúde Pública, v. 9, n. 3, p. 283-299, 1993. Available at: <https://doi.org/10.1590/S0102-311X1993000300016>. Accessed on Feb 9, 2021.

» https://doi.org/10.1590/S0102-311X1993000300016

BENTO, Berenice. Nome social para pessoas trans: cidadania precária e gambiarra legal. Contemporânea - Revista de Sociologia da UFSCar, v. 4, n. 1, p. 165-182, 2014.

BRASIL. Política nacional de saúde integral de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.

BRYAN, Amanda et al. Factors associated with high-risk alcohol consumption among LGB older adults: the roles of gender, social support, perceived stress, discrimination, and stigma he. Gerontologist, v. 57, suppl. 1, p. S95-S104, 2017. Available at: <https://doi.org/10.1093/geront/gnw100Published>. Accessed on Jan. 13, 2017.

» https://doi.org/10.1093/geront/gnw100Published

BUTLER, Judith. Regulações de gênero. Cadernos Pagu, n. 42, p. 249-274, 2014. Available at: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/ 8645122>. Accessed on Oct. 13, 2020.

» https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/ 8645122

______. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

CALAZANS, Gabriela Junqueira. Políticas de saúde voltadas à diversidade sexual e de gênero. In: FACCHINI, Regina; FRANÇA, Isadora Lins (Orgs.). Direitos em disputa: LGBTI+, poder e diferença no Brasil contemporâneo, p. 439-470. Campinas: Editora Unicamp, 2020.

CALAZANS, Gabriela Junqueira et al. A experiência de implantação da Política de Saúde Integral para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT) no município de São Paulo. BIS - Boletim do Instituto de Saúde, v. 19, p. 105, 2019.

CARRARA, Sérgio. Moralidades, racionalidades e políticas sexuais no Brasil contemporâneo. Mana, v. 21, n.2, p. 323-345, 2015. Available at: <https://doi.org/10.1590/0104-93132015v21n2p323>. Accessed on Jan. 10, 2021.

» https://doi.org/10.1590/0104-93132015v21n2p323

COLLUCI, Cláudia. Em SP, 1 a cada 4 homens que transam com homens tem HIV. Folha de São Paulo, 06 Jun. 2018. Available at: <https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2018/06/em-sp-1-a-cada-4-homens-que-transam-com-homens-tem-hiv-revela-estudo.shtml>. Accessed on Jan. 10, 2021.

» https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2018/06/em-sp-1-a-cada-4-homens-que-transam-com-homens-tem-hiv-revela-estudo.shtml

FERREIRA, João Paulo; MISKOLCI, Richard. Homosexuality and biomarkers of aging in the production of gerontological knowledge in US, British and Brazilian authors. Cadernos de Saúde Pública, v. 36, n. 3, 2020.

FERREIRA, Breno de Oliveira; BONAN, Claudia. Vários tons de “não”: relatos de profissionais da Atenção Básica na assistência de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBTT). Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v. 25, 2021.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I. “A vontade de saber”. São Paulo: Paz & Terra, 2020.

______. O nascimento da clínica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1977.

FREITAS, Daniela Fonseca et al. Resilience in LGB Youths: a systematic review of protection mechanisms. Paidéia, v. 27, n. 66, p. 69-79, 2017.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2010.

INGOLD, Tim. The perception of the environment. Essays in Livelihood, Dwelling and Skill. London; New York: Routledge; 2000.

LEMOS, Adriana. Direitos sexuais e reprodutivos: percepção dos profissionais de atenção primária em saúde. Saúde em Debate, v. 38, n. 101, p. 244-253, 2014. Available at: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-1104201 4000200244>. Accessed on May 10, 2020.

» https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-1104201 4000200244

LIMA, Shirley Acioly Monteiro de et al. (Des)encontros no hospital: itinerário tera- pêutico de uma experiência intersexo. Cadernos Pagu, n. 49, 2017. Available at: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-83332017000100506&lng=en&nrm=iso>. Accessed on Jan. 10, 2021.

» https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-83332017000100506&lng=en&nrm=iso

LIONÇO, Tatiana. Que direito à saúde para a população GLBT? Considerando direitos humanos, sexuais e reprodutivos em busca da integralidade e da equidade. Saúde Soc, v. 17, n. 2, p. 11-21, 2008.

MARRAZZO, Jeanne et al. Genital human papillomavirus infection in women who have sex with women: a review. Am J ObstetGynecol, n. 183, p. 770-774, 2000.

MELLO, Luiz et al. Políticas públicas para a população LGBT no Brasil: notas sobre alcances e possibilidades. Cadernos Pagu, n. 39, p. 403-429, 2012.

MEARLEAU-PONTY, M. Phenomenology of perception. Evanston, IL: Northwestern University Press, 1962.

MISKOLCI, Richard. Networks of desire: the specter of Aids and the use of digital media in the suest for secret same-sex relations in São Paulo. Vibrant, v. 10, p. 40-70, 2013.

MOSCHETA, Murilo et al. Health care provision in Brazil: A dialogue between health professionals and lesbian, gay, bisexual and transgender service users. J Health Psychol, v. 21, n. 3, p. 369-378, 2016.

PAULINO, Danilo; RASERA, Emerson; TEIXEIRA, Flávia. Discursos sobre o cuidado em saúde de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais (LGBT) entre médicas(os) da estratégia Saúde da Família. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v. 23, 2019.

PEIRANO, Mariza. Etnografia não é método. Horizontes Antropológicos, v. 20, n. 42, p. 377-391, 2014.

______. Etnografia, ou a teoria vivida. Ponto Urbe, n. 2, p. 2-9, 2008.

PELÚCIO, Larissa; MISKOLCI, Richard. A prevenção do desvio: o dispositivo da Aids e a repatologização das sexualidades dissidentes. Sexualidad, Salud y Sociedad - Revista Latinoamericana, v. 1, p. 125-157, 2009.

PEREIRA, Pedro Paulo Gomes. O terror e a dádiva. Goiânia: Editora Vieira; Cânone Editorial, 2004.

PINTO, Isabella Vitral et al. Perfil das notificações de violência em lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais registradas no Sistema de Informações de Agravos de Notificação, Brasil, 2015 a 2017. Rev Bras Epidemiol, v. 23, n. 1, 2020.

POLIDORO, Maurício; KAUSS, Bruno ; MISKOLCI, Richard; OLIVEIRA, Daniel Canavese de. O panorama atual da estratégia de profilaxia pré-exposição (PrEP) no Brasil e os caminhos possíveis para a equidade em saúde. Saúde & Transformação Social, v. 11, p. 1-11, 2020.

POPADIUK, Gianna Schreiber et al. A política nacional de saúde integral de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros (lgbt) e o acesso ao processo transexualizador no Sistema Único de Saúde (SUS): avanços e desafios. Ciência & Saúde Colet, v. 22, n. 5, p.1509-1520, 2017.

PRADO, Elizabeth Alves de Jesus; SOUSA Maria Fátima de. Políticas públicas e a saúde da população LGBT: uma revisão integrativa. Tempus, Actas de Saúde Colet, v. 11, n. 1, p. 69, 2017. Available at: <http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v11i1.1895>. Accessed on July 17, 2019.

» http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v11i1.1895

RAMOS, Lázaro Saluci et al. A humanização da atenção básica a saúde brasileira no atendimento de travestis e transsexuais: uma revisão narrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde, n. 44, 2020. Available at: <https://doi.org/10.25248/reas.e2770.2020>. Accessed on Jan. 10, 2021.

» https://doi.org/10.25248/reas.e2770.2020

RUSSEL, Stephen Thomas; JOYNER, Kara. Adolescent sexual orientation and suicide risk: evidence from a national study. Am J Public Health, v. 91, n. 8, p. 1276-1281, 2001.

SANTOS, Juliana Spinula dos et al. Saúde da população LGBTI+ na atenção primária à saúde e a inserção da enfermagem. Esc Anna Nery, v. 23, n. 4, 2019.

SANTOS, Luís Eduardo Soares dos et al. O acesso ao Sistema Único de Saúde na percepção de homossexuais masculinos. Rev Bras Enferm; v. 73, n. 2, 2020.

SEDGWICK, Eve Kosofsky. A epistemologia do armário. Cadernos Pagu, n. 28, p. 19-54, 2007.

SEGATO, Rita Laura. Contra-pedagogias de la crueldad. Buenos Aires: Prometeo, 2018.

SENA, Ana Gabriela Nascimento; SOUTO, Kátia Maria Barreto. Avanços e desafios na implementação da Política Nacional de Saúde Integral LGBT. Tempus, Actas de Saúde Colet; v. 11, n. 1, 2017. Available at: <http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v11i1.1923>. Accessed on May 10, 2020.

» http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v11i1.1923

SIGNORELLI, Marcos; MORETTI-PIRES, Rodrigo Otavio; OLIVEIRA, Daniel Canavese de; MISKOLCI, Richard; POLIDORO, Mauricio; PEREIRA, Pedro Paulo Gomes. The health of LGBTI+ people and the COVID-19 pandemic: A call for visibility and health responses in Latin America. Sexualities, v. 23, 2020.