O ENSINO DE ASTRONOMIA A PARTIR DE ATIVIDADES PRÁTICAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/rpf.v5i2.38734

Palavras-chave:

Ensino de Ciências. Ensino de Física. Interdisciplinaridade. Proposta didática. Atividades práticas.

Resumo

O ensino de Astronomia nos anos finais do Ensino Fundamental possui algumas peculiaridades. Uma delas diz respeito ao fato de contar com um professor formado em um curso de Ciências Biológicas. Na maioria das vezes, a grade curricular de tal curso não contempla uma disciplina específica de ensino de Astronomia. Essa ausência afeta diretamente a forma como tal conhecimento é abordado em sala de aula. Com o intuito de contribuir com o ensino de Astronomia na Educação Básica, nosso trabalho objetivou avaliação do potencial pedagógico de um caderno de atividades práticas interdisciplinares de Astronomia para os anos finais do Ensino Fundamental. Nosso trabalho foi dividido em duas etapas, a primeira possui abordagem qualitativa do tipo descritiva para a qual utilizamos como instrumento de constituição dos dados o diário de campo produzido pelo professor pesquisador durante a implementação das atividades, bem como os documentos produzidos pelos alunos. A segunda etapa possui uma abordagem quantitativa, para essa, foi realizado um experimento, comparando o desempenho de alunos do Ensino Fundamental a partir de um instrumento de avaliação composto de 29 questões acerca de Física e Astronomia, antes e após a implementação do caderno de atividades práticas interdisciplinares de Astronomia. Os resultados dessa etapa foram organizados por intermédio do teste paramétrico t pareado. A escolha desse teste leva em consideração a dependência intra-indivíduo das observações. De modo geral, nossos resultados evidenciam uma construção de pensamento prático e dinâmico que motivou os alunos a terem um interesse pela temática Astronomia e o mais importante: uma mudança de postura do professor-pesquisador diante da sala de aula. Entendemos assim, que o material implementado possui um grande potencial pedagógico, com um caráter motivador e reflexivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Paardekooper S.-J. et al. (2010) Mon. Not. R. Astron. Soc., 401, 1950.

ARAÚJO, M.S.T.; ABIB, M.L.V.S. Atividades experimentais no ensino de Física: diferentes enfoques, diferentes finalidades. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 25, n. 2, p. 176-194, 2003.

BATISTA, M. C.; A experimentação no ensino de física: modelando um ambiente de aprendizagem, 2009. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência e a Matemática), Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2009.

BATISTA, M. C. A formação de professores dos anos iniciais para o Ensino de Astronomia no estado do Paraná. Ensino Pesquisa, [S.l.], nov. 2016. ISSN 2359-4381. Disponível em: <http://periodicos.unespar.edu.br/index.php/ensinoepesquisa/article/view/1056>. Acesso em: 01 jan. 2020.

BATISTA, M. C. FUSINATO, P; A. OLIVEIRA, A. A. Astronomia nos livros didáti-cos de Ciências do Ensino Fundamental I. Ensino Pesquisa, [S.l.], jun. 2018. ISSN 2359-4381. Disponível

em: <http://periodicos.unespar.edu.br/index.php/ensinoepesquisa/article/view/1996>. Acesso em: 01 jan. 2020.

BRETONES, P. S. Disciplinas introdutórias e Astronomia nos cursos superiores do Brasil. 1999. 187p. Dissertação, Mestrado em Educação. Campinas, Instituto de GeoCiências, UNICAMP, 1999. Disponível em: <http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/ 287056/1/Bretones_PauloSergio_M.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2019.

GASPAR, A. Atividades experimentais no ensino de física. Uma nova visão baseada na teoria de Vigotski. São Paulo: LF Editorial, 2014. Disponível em: <https://www.avm.edu.br/docpdf/monografias_publicadas/posdistancia/54358.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2019.

LANGHI, R. Astronomia nos anos iniciais do ensino fundamental: repensando a formação de professores. Unesp, 2009. 370 p. Tese (Doutorado). Programa de Pós-graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências, Bauru, 2009. Disponível em: <https://www2.fc.unesp.br/BibliotecaVirtual/ArquivosPDF/TES_DOUT/TES_DOUT20091105_LANGHI%20RODOLFO.pdf.Acessoem:02dez.2019>.

LANGHI, R.; NARDI, R. Dificuldades de professores dos anos iniciais do ensino fundamental em relação ao Ensino da Astronomia. Revista Latino-Americana de Educação em Astronomia, São Carlos (SP), n. 2, p. 7591, 2005. Disponível em: <https://www.relea.ufscar.br/index.php/relea/article/view/60>. Acesso em: 29 maio. 2021.

LEITE. C. Os Professores de Ciências e suas Formas de Pensar Astronomia. 2002. Dissertação Mestrado. Universidade de São Paulo (USP), São Paulo. Disponível em: <http://www.btdea.ufscar.br/teses-e-dissertacoes/os-77professores-de-ciencias-e-suas-formas-de-pensar-a-astronomia>. Acesso em: 10 dez. 2019.

LUDKE, M. ANDRE, M.E.A.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. 2 ed. Rio de Janeiro: E.P.U. 2013. Disponível em: <https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4247151/mod_resource/content/2/Lud_And_cap3.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2019.

MEES, A. A. Astronomia: Motivação para o Ensino de Física na 8a Série. 2004. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/rbef/v40n4/1806-9126-RBEF-40-4-e5401.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2019.

PARANÁ, Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes curriculares da Educação Básica. Curitiba, SEED, 2008.

PEDROCHI, F. NEVES, M. C. D. Concepções Astronômicas de estudantes no ensino superior. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciências, v. 4, n. 2, 2005. Disponível em:<http://reec.webs.uvigo.es/volumenes/volumen4/ART1_Vol4_N2.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2019.

SOUZA, A.C. A experimentação no ensino de ciências: importância das aulas práticas no processo de ensino aprendizagem. 2013. 33 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Medianeira, 2013. Disponível em: <http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/4718>. Acesso em: 10 dez. 2019.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. 13a ed. São Paulo, Cortez, 2004.

ZABALA, A. A Prática Educativa: Como ensinar. Tradução de Ernani F. da F. Rosa. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

Downloads

Publicado

2021-09-21

Como Citar

BATISTA, M. C.; MARTINS, V. C.; MENEZES, L. P. G. de; ROCHA, A. C. de M. O ENSINO DE ASTRONOMIA A PARTIR DE ATIVIDADES PRÁTICAS. Revista do Professor de Física, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 11–30, 2021. DOI: 10.26512/rpf.v5i2.38734. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rpf/article/view/38734. Acesso em: 8 dez. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)