Os Desajustados da Floresta

corpos dissidentes em museus insubordinados

Autores

  • Bruno Brulon

Palavras-chave:

Museu. Museologia. Queermuseu. Indisciplina. Desobediência. Insubordinação.

Resumo

Adotando a indisciplina como ponto de vista para observar museus e exposições, este artigo analisa a exposição Queermuseu: cartografias da diferença na arte brasileira, cuja censura em 2017 levou a um movimento no Rio de Janeiro pela sua abertura na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, entre agosto e setembro de 2018. Nossa análise se baseia no potencial de insubordinação de uma exposição que se tornou um devir do socio-ativismo museal no contexto político brasileiro nos anos que antecederam à eleição do presidente Jair Bolsonaro. Com base na análise etnográfica da exposição e do programa educativo da EAV, buscamos compreender as disputas de narrativa sobre o “queer” e o “normal” ou o “ajustado”, denunciando a violência museal sobre os corpos dissidentes e discutindo as apropriações contemporâneas dos museus em sua insubordinação ao poder disciplinar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALTMAYER, Guilherme. Notas para uma curadoria transviada. Poiésis, Niterói, v. 21, n. 35, jan./jun. 2020, pp. 17-34.

BHABHA, Homi K. O local da cultura. Belo Horizonte: UFMG, 1998 [1994].

BOURCIER, Sam. HOMO inc.orporated. Le triangle et la licorne qui pète. Paris : Cambourakis, 2017.

BRULON, Bruno. Os objetos de museu, entre a classificação e o devir. Informação & Sociedade (UFPB, Online), vol. 25, 2015, pp. 25-37.

BRULON SOARES, Bruno. Every museum has a God, or God is in every museum? ICOFOM Study Series, 47(1-2), 2019, pp. 57-72.

BUTLER, Judith. Quadros de guerra: quando a vida é passível de luto? Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015 [2009].

CARNEIRO, Júlia Dias. ‘Queermuseu’, a exposição mais debatida e menos vista dos últimos tempos, reabre no Rio. BBC News Brasil, Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2018. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-45191250. Acesso em: 11 de julho de 2020.

FARAH, Tatiana. Queermuseu, a exposição censurada em Porto Alegre, faz vaquinha na internet para reabrir no Rio. Buzzfeed News Brasil, 2 de fevereiro de 2018. Disponível em: https://www.buzzfeed.com/br/tatianafarah/queermuseu-a-exposicao-censurada-em-porto-alegre-faz. Acesso em: 11 de julho de 2020.

FIDELIS, Gaudêncio (org.). Queermuseu: cartografias da diferença na arte brasileira. Catálogo da exposição realizada na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, no Rio de Janeiro, de 18 de agosto a 16 de setembro de 2018. Rio de Janeiro: AMEAV, 2018.

______. Queermuseu: cartografias da diferença na arte brasileira: a primeira exposição não heterocêntrica realizada no país e censurada. In: PEDROSA, Adriano & MESQUITA, André (org.). Histórias da sexualidade: antologia. São Paulo: MASP, 2017. pp.419-421.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I. A vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 1985 [1976].

FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 2019 [1999].

GOBBI, Nelson. Artistas acusam prefeitura de censura a mostra de diversidade no Castelinho. O Globo, 5 de outubro de 2017. Disponível em: https://oglobo.globo.com/cultura/artes-visuais/artistas-acusam-prefeitura-de-censura-mostra-de-diversidade-no-castelinho-21914722. Acesso em: 07 de julho de 2020.

HEINICH, Nathalie. Le paradigme de l’art contemporain. Structures d’une révolution artistique. Paris : Gallimard, 2014.

KIRSHENBLATT-GIMBLETT, Barbara. Destination Culture: Tourism, Museums, and Heritage. Berkeley and Los Angeles: University of California Press, 1998.

LAGNADO, Lisette (org.). O que é uma escola livre? Rio de Janeiro: Cobogó, 2015.

_____. Parque Lage: notas para adensar uma atmosfera. In: CERVETTO, Renata & LÓPEZ, Miguel A. Agite antes de usar. Deslocamentos educativos, sociais e artísticos na América Latina. São Paulo: SESC, 2018 [2016]. pp. 193-202.

Downloads

Publicado

2021-11-04

Como Citar

Brulon, B. (2021). Os Desajustados da Floresta: corpos dissidentes em museus insubordinados. Museologia & Interdisciplinaridade, 10(20), 102–121. Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/museologia/article/view/33903

Edição

Seção

Dossiê Inclusão em Museus e Diversidade: conceitos, políticas e práticas