A tragédia no Colégio Goyases e a colonialidade da violência juvenil

Autores

  • Assis da Costa Oliveira Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.26512/insurgncia.v3i2.19773

Resumo

Artigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Assis da Costa Oliveira, Universidade Federal do Pará

Professor de Direitos Humanos da Faculdade de Etnodesenvolvimento da Universidade Federal do Pará (UFPA), mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD) da UFPA, advogado.

Referências

GASPAR, Gabriel Gaspar. Por que não somos todos Somália? In: Justificando, 17 out. 2017. Disponível em: << http://justificando.cartacapital.com.br/2017/10/17/o-que-extrema-violencia-na-somalia-pode-nos-ensinar-sobre-empatia/ >>. Acesso em: 20 out. 2017.
VÁSQUEZ, Jorge Daniel. Imaginario moderno/colonial, resistencia epistemica e insurgencia juvenil. In Revista Telos, 13(1), p. 65-69, 2011. Disponível em: << http://www.urbe.edu/publicaciones/telos/index.htm>>. Acesso em: 10 jun. 2015.

Publicado

2018-04-14

Como Citar

Oliveira, A. da C. (2018). A tragédia no Colégio Goyases e a colonialidade da violência juvenil. InSURgência: Revista De Direitos E Movimentos Sociais, 3(2), 525-529. https://doi.org/10.26512/insurgncia.v3i2.19773

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 > >>