Um Um monumento trecentista: a herança linguística dos manuscritos Serafim da Silva Neto

Palavras-chave: Monumento linguístico. Manuscritos Serafim da Silva Neto. Livro das Aves. Diálogos de São Gregório. Flos Sanctorum.

Resumo

Livro das Aves, os Diálogos de São Gregório e o Flos Sanctorum compõem, inegavelmente, um espólio monumental, a que a escrita e a solidificação histórica da língua portuguesa rendem vênia. Desviados do espaço original de produção na Idade Média portuguesa, transportaram, do século XIV para o presente, uma língua no silêncio velado do pergaminho e, desde 1950, constituem-se nos documentos mais antigos escritos em língua portuguesa existentes no Brasil. Considerando ser próprio a monumentos não apenas representar uma história cristalizada às confluências e defluências sociais, mas especialmente permitir a depreensão dos movimentos e dos contornos das sociedades que os constroem, servindo-se-lhes funcionalmente de forma retroalimentadora, discutem-se neste trabalho alguns aspectos linguísticos que comprovam o valor maior desse espólio documental, que reside na possibilidade de representarem a variação e os processos de mudança em sua integreza histórica, ou seja, evidenciarem a tão necessária e propagada diversidade ou diferença, sem os disfarces e controles de uma norma padrão que ainda se encontrava, àquela altura de sua produção, embrionária. A memória linguístico-literária, que comportam, cumpre devidamente esse papel e revela a vivacidade de fenômenos da língua, cujas regras e padrões não se apagaram e continuam a se propagar no português brasileiro, como têm evidenciado as diversas pesquisas em Linguística Histórica que se têm realizado com base nesses documentos, no Brasil e no exterior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, Adalberto. Dicionário de arabismos da língua portuguesa. Lisboa: INCM, 2013.

ANDRADE, Carlos Drummond de. Contos plausíveis. Rio de Janeiro: José Olympio, 1985, p. 20.

AZEVEDO, Joaquim de. Chronologia dos summos pontifices romannos, extrahida dos melhores authores da história ecclsiastica. Lisboa: Regia Officina Typografica, 1789.

FREIRE, Paulo. Política e educação. São Paulo: Cortez, 2001.

MACHADO FILHO, Américo Venâncio L. Pequeno vocabulário do português arcaico. Edufba/Editora UnB: Salvador/Brasília, 2014.

MACHADO FILHO, Américo Venâncio L. Um flos sanctorum trecentista em português. Brasília: Editora da UnB, 2009.

MACHADO FILHO, Américo Venâncio L. Três manuscritos medievais trecentistas em confronto: indícios paleográficos e linguísticos recorrentes e divergentes nos Manuscritos Serafim da Silva Neto, Filologia e Linguística Portuguesa, n. 6, p. 39-51, 2004.

MATTOS E SILVA, Rosa Virgínia. A mais antiga versão portuguesa dos Quatro Livros dos Diálogos de São Gregório. Edição Crítica com Introdução e Índice geral das palavras. Tese de doutoramento. Orientação de Isaac Salum. Universidade de São Paulo, 1971.

MEIRELES, Cecília. Obra poética. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1983.

MORAES, Vinícius de. Antologia poética. Rio de Janeiro: Editora do Autor, 1960.

PESSOA, Fernando. Obra poética. Rio de Janeiro: Aguilar, 1977.

PESSOA, Fernando. Novas poesias inéditas. Lisboa: Ática, 1973.

PIEL, Joseph-Maria. Origens e estruturação histórica do léxico português, Estudos de Linguística Histórica Galego-Portuguesa, Lisboa, IN-CM, 1989, pp. 9-16.

ROSSI, Nelson; Mota, Jacyra; MATTOS E SILVA, Rosa Virgínia; Vera Sampaio. Livro das aves: edição e glossário. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, 1965.

SOARES, Bernardo [PESSOA, Fernando]. Livro de desassossego. Lisboa: Ática, 1982.

Publicado
2019-06-24
Como Citar
Machado Filho, A. V. L. (2019). Um Um monumento trecentista: a herança linguística dos manuscritos Serafim da Silva Neto. História, histórias, 7(14), 5-23. https://doi.org/10.26512/hh.v7i14.19307