VITENTI, Livia. 2016. Los pueblos indígenas americanos y la práctica del suicidio: una reseña crítica. Buenos Aires: Prometeo Libros. 152 pp.

Autores

  • Mônica Thereza Soares Pechincha

DOI:

https://doi.org/10.26512/anuarioantropologico.v42i1.2017/6346

Palavras-chave:

suicídio, povos indígenas

Resumo

A antropóloga brasileira Livia Vitenti realizou pesquisa etnográfica acerca do suicídio entre os Atikamekw de Manawan, no Canadá, da qual resultou sua tese de doutoramento pela Universidade de Montreal. Com o presente livro, a autora oferece mais uma contribuição ao ainda exíguo campo de produção antropológica sobre o assunto. O livro não é uma releitura de sua tese: como indica o título, sua intenção é apresentar recensões críticas de enfoques diversos sobre o problema do suicídio. Já o recorte geográfico, o do continente americano, é conformado pelo exame de estudos de caso, não só da antropologia, entre coletivos indígenas no Canadá, no Brasil, na Colômbia, no Peru e na Argentina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

VITENTI, Livia. 2016. Los pueblos indígenas americanos y la práctica del suicidio: una reseña crítica. Buenos Aires: Prometeo Libros. 152 pp.

Downloads

Publicado

2018-01-25

Como Citar

Pechincha, Mônica Thereza Soares. 2018. “VITENTI, Livia. 2016. Los Pueblos indígenas Americanos Y La práctica Del Suicidio: Una reseña crítica. Buenos Aires: Prometeo Libros. 152 Pp”. Anuário Antropológico 42 (1):323-26. https://doi.org/10.26512/anuarioantropologico.v42i1.2017/6346.

Artigos Semelhantes

<< < 1 2 3 4 5 6 7 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.