Foco e Escopo

Revista de Estudos e Pesquisas sobre as Américas (ISSN 1984-1639) é uma publicação quadrimestral do Departamento de Estudos Latino-Americanos (ELA) da Universidade de Brasília (UnB), que aceita trabalhos no formato de ensaios ( textos livres que incluam a discussão das Ciências Sociais Latino-americana de assuntos específicos), revisões críticas (da literatura relativa a assuntos de interesse para o desenvolvimento das Ciências Sociais Latino-Americanas) e estudos teóricos (análises e discussões teóricas e empíricas  que contribuam para a compreensão dos modelos existentes e suscitem elaborações de hipóteses para futuras pesquisas) sob a forma de artigos originais e inéditos produto de pesquisas realizadas por pesquisadores com consolidada trajetória acadêmica e dentro do foco e escopo do periódico.  

A revista publica somente artigos redigidos por autoras e autores com títulação mínima de doutorado. Para autores e autoras que não possuem tal titulação, recomenda-se que o artigo seja redigido e assinado em co-autoria com a orientadora ou orientador da dissertação ou tese.

 A revista também aceita resenhas de livros e entrevistas - submetidos por mestres, doutorandos e doutores. Os trabalhos podem ser submetidos em qualquer época do ano em português, espanhol e inglês (poderão ser publicados também em outras línguas a critério do comitê editorial).

A Revista tem como Missão contemplar o debate teórico metodológico de trabalhos sobre: i - a discussão dos grandes temas e problemas que caracterizam as Ciências Sociais na e sobre as Américas; ii - a ênfase nos estudos comparativos e interdisciplinares; e iii - análises empíricas sobre os grandes temas sociais, políticos, econômicos relativos às três Américas.

A Revista abrange todas as áreas classificadas no CNPq como Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas.

A Revista é classificada no Qualis da CAPES nas seguintes áreas: Interdisciplinar, Direito, Antropologia/Arqueologia, Sociologia, Ciência Político e Relações Internacionais, Ciências Ambientes, Geografia e Planejamento Urbano e Regional/Demografia. Sendo B1 nas áreas Interdisciplinar, Direito, Antropologia/Arqueologia e História.

 

 

Políticas de Seção

SEÇÃO TEMÁTICA

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

ARTIGOS

Insira aqui a política desta seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

ENTREVISTAS

Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

RESENHAS

Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ: ARRANJOS SOCIAIS, MEDIAÇÕES E SENTIDOS DE JUSTIÇA

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ: POLÍTICAS SOCIAIS NA AMÉRICA LATINA

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ: ENSAIOS CARIBENHOS

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ: SOCIEDADE E ESTADO NA AMÉRICA LATINA: DISPUTAS E PERSPECTIVAS

Editores

  • Paulo Roberto
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ: INTELECTUAIS INDÍGENAS NAS AMÉRICAS: DESAFIOS E PERSPECTIVAS.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ “SITUAÇÕES EXTREMAS, GRANDES PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO E POVOS INDÍGENAS: INDIGENISMO...

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

CLÁSSICOS DAS CIÊNCIAS SOCIAIS LATINO-AMERICANAS

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ: MIGRAÇÕES NA AMÉRICA LATINA E NA EUROPA EM PERSPECTIVA COMPARADA

Editores

  • Paulo Roberto
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ: RETOMADA OU CONTINUIDADE NEOLIBERAL? (DES)CAMINHOS DA DEMOCRACIA E DESENVOLVIMENTO NA AMÉRICA LATINA

Editores

  • Paulo Roberto
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ: OS 60 ANOS DA REVOLUÇÃO CUBANA: LOGROS, DESAFIOS E DILEMAS PARA A AMÉRICA LATINA

Editores

  • Paulo Roberto
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

DOSSIÊ: A SOCIOLOGIA HISTÓRICA NUESTRAMERICANA

Editores

  • Paulo Roberto
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
Submissões abertas Indexado Avaliado pelos pares

Resenhas

Submissões abertas Indexado Avaliado pelos pares


Clássicos das Ciências Sociais Latino-Americanas

Submissões abertas Indexado Avaliado pelos pares


Processo de Avaliação pelos Pares

  1. Os trabalhos enviados serão apreciados pela equipe editorial da revista para conferência preliminar relativa às normas para publicação (o não cumprimento das orientações implicará na interrupção deste processo);
  2. Após a conferência preliminar, a equipe editorial submeterá o original a avaliação de ao menos dois(duas) especialistas no tema (internos ou externos à Universidade de Brasília) para emitir pareceres sem conhecimento de sua autoria (formato blind review);
  3. Casos controversos, em que houver uma avaliação de aprovação e outra avaliação de reprovação serão submetidos a uma terceira avaliação conclusiva;
  4. A depender da especificidade da temática a avaliação pode levar entre 2 a 4 meses para sua conclusão;
  5. Os(as) autores(as) serão notificados(as) da aceitação ou recusa de seus artigos;
  6. As avaliações poderão ser de quatro tipos: aceitar; revisões requeridas; rejeitar ou submeter a nova rodada. No último caso, cabe a Equipe Editorial, em consulta com outros membros do Comitê Científico, decidir o encaminhamento, sempre com base nas informações oferecidas pelos avaliadores. Quando o trabalho submetido não se adequar à linha editorial, caberá a Equipe informar os/as autores(as), podendo sugerir outros periódicos para encaminhamento ou arquivamento da submissão.
  7. Eventuais sugestões de modificações de estrutura, forma e/ou conteúdo que se façam necessárias serão notificadas ao(à) autor(a), que se encarregará de fazê-las no prazo máximo de um mês;
  8. Não serão permitidos acréscimos ou modificações depois que os textos tiverem sido encaminhados à editoração final.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Todo o conteúdo do periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons do tipo atribuição BY.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Indexação

A Revista está indexada em bases de dados Nacionais e Internacionais, como o LATINDEX, DOAJ, Sumários e periódicos CAPES. Na classificação QUALIS da CAPES está situada como B1 na área Interdisciplinar, Antropologia, História e Direito.

 

Política de Conflitos de Interesses

Quando os autores submetem um manuscrito, eles são responsáveis por reconhecer e revelar conflitos financeiros ou de outra natureza que possam ter influenciado seu trabalho. Os autores devem reconhecer no manuscrito todo o apoio financeiro para o trabalho e outras conexões financeiras ou pessoais com relação à pesquisa. 

O avaliador deve revelar aos editores quaisquer conflitos de interesse que poderiam influir em sua opinião sobre o manuscrito, e, quando couber, deve declarar-se não qualificado para revisá-lo. 

Se os autores não estiverem certos do que pode constituir um potencial conflito de interesses, devem contatar a secretaria editorial da Revista.

 

Declaração de ética e más práticas

Para publicar um manuscrito na Revista de Estudos e Pesquisas sobre as Américas (REPAM) é necessário estar de acordo com padrões de comportamento ético esperados por todas as partes envolvidas no ato de publicação: os autores, os editores da revista e os pareceristas. Esta declaração é baseada nas “Diretrizes de melhores práticas para editores de revistas” da COPE. Ela detalha esses padrões para fins de publicação de textos na nossa revista

1. Deveres dos Editores

I. Decisões de publicação
A editora-chefe é responsável por decidir quais artigos submetidos à revista devem ser publicados. A editora pode seguir as políticas do Conselho Editorial da revista e levará em conta requisitos legais, no que toca a assuntos como difamação, violação de direitos autorais e plágio.    

  1. Fair play
    O editor avalia o  manuscrito pelo seu conteúdo intelectual, sem distinção de raça, sexo, orientação sexual, crenças religiosas, origem étnica, nacionalidade, ou filosofia política dos autores.

    III. Confidencialidade
    O editor não deve divulgar qualquer informação sobre um manuscrito submetido a qualquer pessoa que não seja o autor correspondente, os pareceristas, e os conselheiros editoriais, conforme o caso.

    IV. Divulgação e conflitos de interesse
    Materiais inéditos divulgados em um artigo submetido não devem ser utilizados nas pesquisas próprias dos editores sem o expresso consentimento por escrito dos autores.

    2. Deveres dos pareceristas ou avaliadores 

    I. Contribuição para as decisões editoriais
    Os pareceristas ajudam o editor na tomada de decisões editoriais, por meio de comunicações com o editor e com o autor correspondente. Ele pode também auxiliar os autores na melhoria dos manuscritos.

    II. Pontualidade
    Qualquer avaliador convidado que se sinta desqualificado para analisar a pesquisa apresentada em um manuscrito ou que sabe que a sua imediata avaliação será impossível, deve notificar imediatamente o editor e se retirar do processo de avaliação.

    III. Confidencialidade 
    Os trabalhos recebidos para análise devem ser tratados pelos pareceristas como documentos confidenciais. Eles não devem ser mostrados ou discutidos com outros, exceto se autorizado pelo editor-chefe.

    IV. Padrões de objetividade 
    As revisões e os pareceres devem ser conduzidos e redigidos de forma objetiva. Críticas pessoais aos autores são inadequadas. Os avaliadores devem expressar suas opiniões de forma clara, usando argumentos que apoiam a sua avaliação.

    V. Reconhecimento de fontes 
    Os pareceristas devem identificar trabalhos publicados relevantes que não tenham sido citados pelos autores. Qualquer afirmação de que uma observação, derivação ou argumento tenham sido publicados antes devem ser acompanhados de citação da fonte relevante. Um parecerista deve também chamar a atenção dos editores para qualquer semelhança substancial ou sobreposição entre o manuscrito em questão e qualquer outro trabalho publicado de que tenha conhecimento pessoal.

    VI. Divulgação e conflito de interesses 
    Informações privilegiadas ou ideias obtidas através da leitura dos manuscritos devem ser mantidas em sigilo e não devem utilizadas para proveito pessoal dos pareceristas. Os avaliadores não devem considerar manuscritos em que tenham conflitos de interesse resultantes de concorrência, colaboração, ou outros relacionamentos ou ligações com qualquer um dos autores, empresas ou instituições ligadas aos manuscritos.

    3. Deveres dos autores

    I. Relato de normas e procedimentos 
    Os autores de textos originais deverão apresentar um relato preciso do trabalho de pesquisa realizado, bem como uma análise objetiva de seu significado. 

    II. Dados subjacentes devem ser apresentados com precisão no manuscrito. Um artigo deve conter detalhes e referências suficientes para permitir que outros possam replicar o trabalho. Declarações fraudulentas ou intencionalmente imprecisas constituem comportamento antiético e são inaceitáveis.

    III. Acesso e retenção a dados 
    Os autores podem ser solicitados a fornecer os dados brutos relacionados ao manuscrito submetido, com a finalidade de revisão editorial. E se possível, devem, em qualquer caso, estar preparados para guardar esses dados por um período de tempo razoável após a publicação. 

    IV. Originalidade e plágio 
    Os autores devem garantir que escreveram obras totalmente originais; se os autores usaram o trabalho e/ou palavras de outros, eles devem garantir que eles sejam devidamente citados ou referenciados. 

    V. Publicação múltipla, redundante ou concorrente 
    Os autores não devem publicar os manuscritos que descrevem essencialmente a mesma pesquisa em mais de uma revista ou publicação primária. Adicionalmente, a submissão do mesmo manuscrito a mais de um periódico simultaneamente constitui comportamento antiético e é inaceitável.

    VI. Reconhecimento de fontes 
    O reconhecimento adequado do trabalho de outros pesquisadores deve ser sempre feito. Os autores devem citar todas as publicações que tenham sido influentes na determinação da natureza e dos resultados do trabalho relatado.

    VII. Autoria do artigo 
    A autoria deve ser limitada àqueles que fizeram uma contribuição significativa para a concepção, desenho, execução ou interpretação do estudo relatado. Todos aqueles que fizeram contribuições significativas devem ser listados como coautores. Se há outros que participaram de certos aspectos substantivos do projeto de pesquisa, devem ser creditados ou listados apenas como contribuidores. 
    O autor correspondente deve garantir que todos os coautores apropriados estejam incluídos no papel, e que coautores inapropriados não estejam incluídos; deve garantir também que todos os coautores viram e aprovaram a versão final do documento e concordaram com a sua submissão para publicação. 
    No ato de submissão, devem ser fornecidos os endereços de e-mail de todos os coautores. Após isso, toda comunicação será feita apenas com o autor correspondente.

    VIII. Divulgação e conflitos de interesse 
    Todos os autores devem revelar no manuscrito qualquer conflito de interesse financeiro, profissional ou de qualquer outra natureza substantiva que possa ser interpretado como fator influente nos resultados da pesquisa ou na interpretação desses resultados. Além disso, devem ser divulgadas todas as fontes de apoio financeiro para o projeto. 

    IX. Erros fundamentais em trabalhos publicados 
    Quando um autor descobre um erro ou imprecisão significativa em seu próprio trabalho publicado, é de sua obrigação notificar imediatamente a Equipe Editorial da revista e colaborar com eles para retratar ou corrigir o artigo.