A domesticação do talento no capitalismo do século XXI: uma leitura alternativa da criatividade

Main Article Content

Jefferson Dantas Santos

Resumo

Resenha da obra:



MOULD, Oli. Against creativity. London: Verso, 2020.

O sistema que  nos conta que devemos ser “criativos” para progredir é o mesmo que provoca injustiças como a precarização do trabalho e da vida, as desigualdades raciais e de gênero e que encoraja o fascismo. O livro mostra o uso político da criatividade no contexto do neoliberalismo. De um lado, o texto enfoca a busca pelo lucro a partir da criatividade no capitalismo atual tem reorientado o perfil de indivíduos e instituições em todo o mundo, por outro lado, indica que há resistências, mostrando indivíduos e processos que lutam por justiça social, igualdade e democracia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Dantas Santos, J. (2022). A domesticação do talento no capitalismo do século XXI: uma leitura alternativa da criatividade. Sociedade E Estado, 37(02), 707–713. https://doi.org/10.1590/s0102-6992-202237020015
Seção
Resenhas
Biografia do Autor

Jefferson Dantas Santos, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Doutor em Ciências Sociais pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas-IFCH/UNICAMP. Bacharel em Ciências Sociais e mestre em Sociologia pela Universidade Federal de Sergipe.

Referências

BLYTH, Mark. Austeridade. A história de uma ideia perigosa. São Paulo: Autonomia Literária, 2017.

FOUCAULT, Michel. Nascimento da biopolítica. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

HAN, Byung-Chul. Sociedade do cansaço. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

HARVEY, David. Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Loyola. 1992.

MARX, Karl. Grundrisse: manuscritos econômicos de 1857-1858: esboços da crítica da economia política. São Paulo; Rio de Janeiro: Boitempo; Editora UFRJ, 2011.

ZUBOFF, Shoshana. The age of surveillance capitalism: the fight for a human future at the new frontier of power. New York: Public Affairs, 2019.