Repercussões de programas televisivos sobre a saúde da família

Autores

  • Vagner Ferreira do Nascimento Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

Palavras-chave:

Comunicação, Televisão, Saúde da Família

Resumo

Trata-se de um estudo observacional, onde buscou refletir sobre as repercussões de programas televisivos sobre à saúde da família. Assim, de fevereiro a julho de 2011, numa Unidade de Saúde da Família de Barra do Garças – Mato Grosso, o pesquisador observou o comportamento dos clientes, por meio de expressões espontâneas que remetiam à matérias ou reportagens de programas sobre saúde. Ao término do estudo, verificou-se que tais programas estimularam e geraram novos comportamentos, principalmente em mulheres. Mas, para tanto, há necessidade do profissional de saúde em dialogar com essa educação midiática para conduzir as informações aprendidas de forma positiva, colaborando com a saúde da família, onde esta, assumi automaticamente função de multiplicadora desse aprendizado na comunidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vagner Ferreira do Nascimento, Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

Enfermeiro pela Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT. Especialista em Saúde da Família, Urgência/Emergência e Enfermagem do Trabalho. Mestrando em Terapia Intensiva pela Sociedade Brasileira de Terapia Intensiva. Atua como coordenador de USF do municipio de Barra do Garças-MT. É professor substituto da UFMT graduação de Enfermagem e do curso Técnico de Enfermagem do SENAC - unidade de Barra do Garças-MT. Enfermeiro do trabalho da empresa A. F. Santos - Cimento. É facilitador da estratégia AIDPI Neonatal pela Organização Pan Americana de Saúde e Organização Mundial da Saúde no estado de Mato Grosso. Atualmente pesquisador CNPQ no grupo de pesquisa Informática em Saúde, na linha Gestão em Saúde da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT.

Publicado

2017-07-28

Como Citar

1.
Ferreira do Nascimento V. Repercussões de programas televisivos sobre a saúde da família. Rev. G&S [Internet]. 28º de julho de 2017 [citado 8º de março de 2021];3(3):677-89. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/132

Edição

Seção

Artigos Originais