AGROECOLOGIA E ODS

HÁ UM CAMINHO CONVERGENTE ENTRE A PRÁTICA E A AGENDA 2030?

Autores

  • Cesar Renato Ferreira Costa Unemat
  • Sandro Benedito Sguarezi Universidade Estadual do Mato Grosso - UNEMAT

DOI:

https://doi.org/10.33240/rba.v18i1.23719

Palavras-chave:

sustentabilidade, transição, agroecossistemas

Resumo

A espécie humana, pré-histórica e extrativista, competidora da natureza e ecocêntrica em seus primórdios, perverte sua lógica na modernidade com o modo de produção capitalista, tornando-se antropocêntrica e tendendo ao estresse da biosfera e à destruição do planeta. Instituições como a ONU, para reverter o cenário apocalíptico, propõem os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) na Agenda 2030. A Ciência da Agroecologia, reconhecida como suporte a uma proposta alternativa ao modo de produção capitalista, propõe elementos, mesmo na diversidade. Este artigo, com revisão sistemática da literatura, apresenta elementos da Agroecologia e reflete a possibilidade de transição agroecossitêmica, desde o caos à um modo de produção econômica, social e ambientalmente sustentáveis. A Agroecologia parece ser base científica eficaz na transição do agroecossistema, mas lacunas precisam ser preenchidas até que o equilíbrio entre a espécie humana e a natureza, que sustenta a vida planetária, seja recuperado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADORNO, Theodor W.; e HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento – fragmentos filosóficos. Trad. Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997. 254 p.

ALECRIM, Renata Gondim. A conciliação entre trabalho decente e crescimento econômico na Agenda 2030 da ONU: a responsabilidade das empresas privadas em tempos de modernidade líquida. Revista FIDES, v. 11, n. 1, p. 337-357, 2020.

ALTIERI, Miguel A. Agroecologia, agricultura camponesa e soberania alimentar. Revista Nera, n. 16, p. 22-32, 2012.

ANDERSON, Molly D.; RIVERA-FERRE, Marta. Food system narratives to end hunger: extractive versus regenerative. Current Opinion in Environmental Sustainability, v. 49, p. 18-25, 2021.

BOFF, Leonardo. Covid-19: a Mãe Terra contra-ataca a Humanidade: advertências da Pandemia. Petrópolis-RJ: Editora Vozes, 2022. 176 p.

BOMBARDI, Larissa Mies. Geografia do uso de agrotóxicos no Brasil e conexões com a União Europeia. São Paulo, FFLCH-USP. 2017. 296 p.

BORDA, Orlando Fals. Orígenes universales y retos actuales de la IAP. Análisis político, n. 38, p. 73-90, 1999.

BROWN, Lori DiPrete; ATAPATTU, Sumudu; STULL, Valerie Jo; CALDERÓN, Claudia Irene; HUAMBACHANO, Mariaelena; HOUÉNOU, Marie Josée Paula; SNIDER, Anna and MONZÓN, Andrea. From a three-legged stool to a three-dimensional world: Integrating rights, gender and indigenous knowledge into sustainability practice and law. Sustainability, v. 12, n. 22, p. 9521, 2020.

CAPORAL, Francisco Roberto. O que não é Agroecologia. Recife: NAC/UFRPE. 2016. 3 p.

CARDOSO, Antônio Sidnei Ribeiro; DE SOUSA, Raimunda Áurea Dias; REIS, Leandro Cavalcanti. O agro é tech, é pop, é tudo: O (des) velar dessa realidade. Geosul, v. 34, n. 71, p. 836-857, 2019.

DESA, Geoffrey; JIA, Xiangping. Sustainability transitions in the context of pandemic: an introduction to the focused issue on social innovation and systemic impact. Agriculture and Human Values, v. 37, n. 4, p. 1207-1215, 2020.

CORDEIRO, Karolyna Maciel dos Santos; PINHO, Leandro Garcia. Educação do Campo e políticas públicas brasileiras: uma breve revisão bibliográfica. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 4, p. 37214-37233, 2021.

Food and Agriculture Organization of the United Nations – FAO. The 10 Elements of Agroecology: Guiding the transition to sustainable food and agricultural systems. 2018. 199 p.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, v. 23, n. 79, p. 257-272, 2002.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013. 90 p.

GALLEGOS-RÍOFRIO, Carlos Andres; WALTERS, William F.; CARRASCO, Amaya; RÍOFRIO, Luis A.; PINTAF, Mabel, CARANQUI, Martha; CARANQUI, Joaquin; BLACKDEER, Autumn Asher; and IANNOTTI, Lora L. Calista: An Indigenous Community in Ecuador Offers Lessons on Food Sovereignty and Sustainable Diets. Current Developments in Nutrition, v. 5, n. supp. 4, p. 61-73, 2021.

GLIESSMAN, Steve; WIT DE MONTENEGRO, Maywa. Agroecologia na cúpula de sistemas alimentares da ONU. Agroecology Systems and Food Sustainable Systems. v. 45. n. 10, 1417-1421, 2021.

GORIS, Margriet B.; LOPES, Silva; VERSCHOOR, Gerard; BEHAGEL, Jelie; BOTELHO, Maria I. V. Popular education, youth and peasant agroecology in Brazil. Journal of Rural Studies, v. 87, p. 12-22, 2021.

JORGE, Cyntia dos Santos; BUZATO, Marcelo El Khouri; LUQUETTI, Eliana C.F. O levantamento do estado da arte e a bibliometria: apontamentos sobre possibilidades e desafios da produção científica das Ciências Sociais e Humanas. In: CONGRESSO INTERNACIONAL INTERDISCIPLINAR EM SOCIAIS E HUMANIDADES, 10., Niterói, 2021. Anais eletrônicos... Niterói: UFF, 2021

KNABBEN, Virgínia Mendonça. Ana Maria Primavesi: histórias de vida e agroecologia. São Paulo: Expressão Popular, 2017. 488 p.

KUHN, Thomas S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Editora Perspectiva. 2001. 324 p.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006. 894 p.

MELO, Bianca Maria da Silva. O agro é pop: a anulação da conflitualidade no campo do discurso da TV Globo. 97 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Jornalismo) – Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Artes, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2020.

NICOL, Poppy. Pathways to scaling agroecology in the city region: scaling out, scaling up and scaling deep through community-led trade. Sustainability, v. 12, n. 19, p. 7842, 2020.

OLIVEIRA, Naia. Grupos Mulheres da Terra: abordagem fundamentada no ecofeminismo e na alfabetização ecológica. Mulher e Trabalho, v. 5, p. 101-112, 2011.

PEREIRA, Caroline Nascimento; CASTRO, César Nunes de. Texto para discussão – Expansão da Produção agrícola, novas tecnologias de produção, aumento de produtividade e o desnível tecnológico no meio rural. Rio de Janeiro: IPEA, 2022. 48 p.

POPPER, Karl R. A lógica da pesquisa científica. São Paulo: Editora Cultrix, 1972. 456 p.

POZZER, Adecir; DÍAZ, José María Hernandéz O bem viver como filosofia da vida: contribuições à educação intercultural. Revista Temas em Educação, v. 28, n. 2, p. 121, 2019.

QUEVEDO-SILVA, Felipe; SANTOS, Eduardo Biagi Almeida; BRANDÃO, Marcelo Moll; VILS, Leonardo. Estudo bibliométrico: orientações sobre sua aplicação. Revista Brasileira de Marketing, v. 15, n. 2, p. 246-262, 2016.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidad del poder, eurocentrismo y América Latina. In: LANDER, Edgardo (Ed.). La colonialidad del saber: eurocentrismo y ciencias sociales: perspectivas latinoamericanas. Buenos Aires: CLACSO, 2000. p. 227-278

RIVERA-FERRE, Marta G; GALLAR, David; CALLE-COLLADO, Ángel; PIMENTEL, Vania. Agroecological education for food severeignty: insights from formal and non-formal spheres in Brazil and Spain. Journal of Rural Studies. v. 88, p. 138-148, 2021.

SANTOS, Livia S.; SOUZA, Leonardo F.; COSTA, Gilson S. Agroecologia como alternativa de produção no campo: um estudo de caso no assentamento João Batista II, em Castanhal – PA. Revista ELO. v. 10, p. 1-15, 2021.

SMITH, Adams. A riqueza das nações – investigação sobre sua natureza e suas causas. São Paulo: Abril Cultural, 1983. 471 p.

TRIBALDOS, Theresa; KORTETMÄKI, Teea. Just transition principles and criteria for food systems and beyond. Environmental Innovation and Societal Transitions, v. 43, p. 244-256, 2022.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS – ONU. Transformig our world: the 2030 Agenda for sustainable development. New York: General Assembly - A/RES/70/1. 2015. 49 p.

Downloads

Publicado

2023-02-15

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.