Performance arte, arquivos rebeldes e fósseis críticos

Autores

  • Daniela Labra UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.26512/museologia.v9i18.34555

Palavras-chave:

Performance Arte. Conceitualismo. Feminismo. Colecionismo. Historicização

Resumo

Este texto crítico trata de aspectos gerais da performance no meio das artes visuais, seu processo de objetificação/fossilização e comodificação. Toma como exemplo a seleção de arte feminista histórica da Coleção Verbund, na Áustria e, em diálogo com ideias do dramaturgo André Lepecki e do filósofo Jean-Luc Nancy, conclui que o que resta da performance arte é sobretudo o verbo, isto é, seu conceito e a narrativa que sustentam sua breve “vida-em presença”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é um dispositivo. In: O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Trad. Vinícius Nicastro Honesko. Santa Catarina: Argos ed. 2009.

CENTRO DE CULTURA CONTEMPORÂNEA DE BARCELONA. Exposição Feminisms! Disponível em: <https://www.cccb.org/en/exhibitions/file/feminisms/231713>. Acesso em 30 jul 2020.

COHEN, Renato. Work in progress na cena contemporânea. São Paulo: Ed. Perspectiva, 1998.

HARRIS, Gareth. Performance Art in the Market Place. In: Financial Times, 8/10/2010. Disponível em: <https://www.ft.com/content/ef939b02-d19f-11df-b3e1-00144feabdc0>. Acesso em 10 ago. 2020.

KUL-WANT, Christopher (ed.). Philosophers on Art from Kant to the Postmodernists. New York Chichester: Columbia, 2010.

LABRA, Daniela. O artista-personagem. Dissertação de mestrado. I.A. Unicamp, 2005.

LEPECKI, André. 9 variações sobre coisas e performance. Trad. Sandra Meyer. In: Urdimento, nº 19, novembro. 2012, p. 93-95.

MALZACHER, Florian. Palcos vazios, apartamentos apinhados. Curadoria Performativa das Artes Performáticas. Cartografias. Revista de Artes Cênicas, n. 5, 2018, p. 226-240.

NANCY, Jean-Luc. O vestígio da arte. In: HUCHET, Stéphane. Fragmentos de uma Teoria da Arte. Trad. Mary Amazonas Leite de Barros. SP: Edusp, 2012.

NOCHLIN, Linda. Why there have been no great women artists? Woman in Sexist Society: Studies in Power and Powerlessness. Edited by Vivian Gornick and Barbara K. Moran. New York: Basic Books, 1971.

RIVERA, Tania. O retorno do sujeito: ensaio sobre a performance e o corpo na arte contemporânea. In: Revista Polêmica Imagem. UERJ. 2006 (publicação digital indisponível).

SCHECHNER, Richard. Performance Theory. New York: Routledge, 1988.

SCHOR, Gabriele (ed.). The feminist Avant-Garde of the 1970s. Works from the Sammlung Verbund. Bruxelas: Bozar Books, 2014, p. 12.

SCHOR, Gabriele. Entrevista à Daniela Labra. Mensagem eletrônica. Agosto de 2020.

VÁRIOS. Yves Klein. Disponível em <http://mediation.centrepompidou.fr/education/ressources/ENS-yves_klein/ENS-Yves_Klein.htm> Acesso em: 30 ago 2020

VERBUND COLLECTION. Press release. Disponível em: <https://www.verbund.com/en-at/about-verbund/responsibility/art-collection>. Acesso em 12 ago. 2020.

VERGINE, Lea. Body Art and Performance. The body as language. Milano: Skira, 1970 (2000).

Downloads

Publicado

2020-11-03

Como Citar

Labra, D. (2020). Performance arte, arquivos rebeldes e fósseis críticos. Museologia & Interdisciplinaridade, 9(18), 121–132. https://doi.org/10.26512/museologia.v9i18.34555

Edição

Seção

Dossiê Musealização da Performatividade em Coleções Públicas e Privadas