Museologia na UFRGS: trajetórias e memórias

estratégias de preservação e difusão de um patrimônio da Educação Superior por meio do repositório digital Tainacan

Autores

  • Ana Carolina Gelmini de Faria curso de Museologia/ UFRGS
  • Ana Celina Figueira da Silva
  • Elias Palminor Machado
  • Marlise Maria Giovanaz

DOI:

https://doi.org/10.26512/museologia.v8i16.23254

Resumo

O trabalho reflete as primeiras etapas do projeto de extensão Museologia na UFRGS: Trajetórias e Memórias. A iniciativa foi concebida no ensejo da celebração dos dez anos de vigência desta graduação, quando a equipe de discentes, docentes e técnicos-administrativos diagnosticaram duas circunstâncias: que os vestígios da trajetória do curso encontravam-se em processo de dissociação e perda; e que esses mesmos indícios possuíam potencialidade enquanto acervo da memória da formação em Museologia, caracterizando-se como fontes da História da Educação. Iniciou-se, assim, um tratamento de gestão de acervos de viés museológico no software Tainacan, processo que culminou em um repositório digital de acesso público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-10-30

Como Citar

Faria, A. C. G. de, Silva, A. C. F. da, Machado, E. P., & Giovanaz, M. M. (2019). Museologia na UFRGS: trajetórias e memórias: estratégias de preservação e difusão de um patrimônio da Educação Superior por meio do repositório digital Tainacan. Museologia &Amp; Interdisciplinaridade, 8(16), 183–195. https://doi.org/10.26512/museologia.v8i16.23254