Museologia na UFRGS: trajetórias e memórias

estratégias de preservação e difusão de um patrimônio da Educação Superior por meio do repositório digital Tainacan

Autores

  • Ana Carolina Gelmini de Faria curso de Museologia/ UFRGS
  • Ana Celina Figueira da Silva
  • Elias Palminor Machado
  • Marlise Maria Giovanaz

DOI:

https://doi.org/10.26512/museologia.v8i16.23254

Resumo

O trabalho reflete as primeiras etapas do projeto de extensão Museologia na UFRGS: Trajetórias e Memórias. A iniciativa foi concebida no ensejo da celebração dos dez anos de vigência desta graduação, quando a equipe de discentes, docentes e técnicos-administrativos diagnosticaram duas circunstâncias: que os vestígios da trajetória do curso encontravam-se em processo de dissociação e perda; e que esses mesmos indícios possuíam potencialidade enquanto acervo da memória da formação em Museologia, caracterizando-se como fontes da História da Educação. Iniciou-se, assim, um tratamento de gestão de acervos de viés museológico no software Tainacan, processo que culminou em um repositório digital de acesso público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2019-10-30

Como Citar

Faria, A. C. G. de, Silva, A. C. F. da, Machado, E. P., & Giovanaz, M. M. (2019). Museologia na UFRGS: trajetórias e memórias: estratégias de preservação e difusão de um patrimônio da Educação Superior por meio do repositório digital Tainacan. Museologia &Amp; Interdisciplinaridade, 8(16), 183–195. https://doi.org/10.26512/museologia.v8i16.23254