No Fascínio do jogo, a alegria de aprender

Autores

  • Simão de Miranda

DOI:

https://doi.org/10.26512/lc.v8i14.2989

Palavras-chave:

Jogos infantis;, Socialização;, Afeição;, Motivação;, Criatividade;, Cognição

Resumo

Este artigo tem o propósito de mostrar a importância do uso de jogos como instrumento adjuvante no processo educativo. Afinal, por que a prática pedagógica das séries iniciais tradicionalmente inclui situações de jogo no planejamento das aulas? Quais as vantagens pedagógicas proporcionadas pelo uso de jogos infantis nas séries iniciais? Traça um panorama sobre as idéias dos principais autores que discorrem sobre a ludicidade e suas relações com a aprendizagem, analisa os aspectos que concorrem para que o jogo cumpra integralmente seu papel. Mostra como a socialização, a afeição, a motivação, a criatividade e a cognição se relacionam para que o aprendizado proporcione um desenvolvimento integrado das potencialidades e habilidades das crianças nas séries iniciais. Este artigo tem o propósito de mostrar a importância do uso de jogos como instrumento adjuvante no processo educativo. Afinal, por que a prática pedagógica das séries iniciais tradicionalmente inclui situações de jogo no planejamento das aulas? Quais as vantagens pedagógicas proporcionadas pelo uso de jogos infantis nas séries iniciais? Traça um panorama sobre as idéias dos principais autores que discorrem sobre a ludicidade e suas relações com a aprendizagem, analisa os aspectos que concorrem para que o jogo cumpra integralmente seu papel. Mostra como a socialização, a afeição, a motivação, a criatividade e a cognição se relacionam para que o aprendizado proporcione um desenvolvimento integrado das potencialidades e habilidades das crianças nas séries iniciais.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

20.03.2012

Como Citar

Miranda, S. de. (2012). No Fascínio do jogo, a alegria de aprender. Linhas Crí­ticas, 8(14), 21–34. https://doi.org/10.26512/lc.v8i14.2989

Edição

Seção

Artigos