Releituras de Oswald de Andrade: o movimento da poesia concreta e a antropofagia

Autores

  • Reginaldo Sousa Chaves

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v1i33.23552

Palavras-chave:

Concretismo. antropofagia. tropicalismo.

Resumo

O presente artigo busca investigar a participação fundamental do concretismo na retomada da leitura da obra de Oswald de Andrade no campo das artes brasileiras nos anos sessenta. Apresentamos ainda as trocas intelectuais entre os poetas concretos e os jovens artistas que protagonizaram o movimento da Tropicália. Nessa importante interlocução estava em jogo a obra do escritor modernista. Esse encontro contribuiu decisivamente para estabelecer a sutura entre o Tropicalismo e a Antropofagia. Nesse contexto, a tropical-antropofagia se projetou no centro da cena das discussões sobre a cultura brasileira moderna.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUILAR, Gonzalo. Poesia Concreta Brasileira: As Vanguardas na Encruzilhada Modernista. São Paulo: Edusp, 2015.

ANDRADE, Oswald de. Manifesto Antropófago. In: Revista de Antropofagia. Revistas do Modernismo 1922-1929. Edição Fac-similar. Organização: Pedro Puntoni e Samuel Titan Jr. Ensaio: Eucanãa Ferraz. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, Biblioteca Brasiliana Guita e José Midlin, 2014.

ANDRADE, Oswald de. Do Pau-Brasil à Antropofagia e à s Utopias. (Obras Completas Vol. VI). Rio de Janeiro:Civilização Brasileira, 1972.

ALAMBERT, Francisco. A realidade tropical. In: NAPOLITANO, Marcos. CZAJKA, Rodrigo. SÁ MOTTA, Rodrigo Patto. Comunistas Brasileiros: cultura política e produção cultural. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

BASUALDO, Carlos. Vanguarda, Cultura popular e Indústria Cultural no Brasil. In: _____. (org.) Tropicália: Uma Revolução na Cultura Brasileira. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

BOPP, Rul. Vida e morte da Antropofagia. 2ª Ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2008.

CASTELO BRANCO, Edwar de Alencar. Todos os dias de Paupéria: Torquato Neto e a invenção da tropicália. São Paulo: Annablume, 2005.

CALLIGARES, Contardo. Hello Brasil: notas de um psicanalista europeu viajando pelo Brasil. São Paulo: Escuta, 1991.

CAMARÁ, Mario. Corpos Pagãos: usos e Figurações do Corpo na cultura brasileira. (1960-1980). Tradução: Luciana Di Leoni. Belo Horizonte: UFMG, 2014.

CANDIDO, Antonio. Estouro e Libertação [1943]. Oswald Viajante [1954]. Digressão Sentimental de Oswald de Andrade [1970]. In:

CANDIDO, Antonio. Vários Escritos. 2ª Ed. São Paulo: Duas Cidades, 1977.CAMPOS, Augusto. pontos-periferia-poesia concreta. [1956]. In: Teoria da poesia concreta: textos críticos e manifestos 1950-1960. São Paulo: Ateliê, 2006.

CANDIDO, Antonio. Gullar Barata Tonta. O Globo. Rio de Janeiro, 22 de Dezembro de 1986.

CANDIDO, Antonio. Um Formigueiro Memorioso. Folha de São Paulo. São Paulo, 15 de Junho de 2016a.

CANDIDO, Antonio. Um Neocordeiro superconcreto e um expremio. Folha de São Paulo. São Paulo, 02 de Julho de 2016b.

CANDIDO, Antonio. Poeta Augusto de Campos contesta Ferreira Gullar. Folha de São Paulo. São Paulo, 11 de Julho de 2016c.

CANDIDO, Antonio. Revistas Re-Vistas: Os Antropófagos.(1975). Poesia Antipoesia Antropofagia & Cia. São Paulo: Companhias das Letras, 2015.

CANDIDO, Antonio. Boa Palavra sobre a Música Popular (1966). In: Balanço da Bossa e outras bossas. São Paulo: Perspectiva, 2012a.

CANDIDO, Antonio. Conversa com Caetano Veloso (1968). In: Balanço da Bossa e outras bossas. São Paulo: Perspectiva, 2012b.

CANDIDO, Antonio. A Explosão de Alegria, Alegria(1967). In: Balanço da Bossa e outras bossas. São Paulo: Perspectiva, 2012c.

CANDIDO, Antonio. Viva a Bahia-Ia-Ia! (1968). In: Balanço da Bossa e outras bossas. São Paulo: Perspectiva, 2012d.

CANDIDO, Antonio. Da Jovem Guarda a João Gilberto (1966). In: Balanço da Bossa e outras bossas. São Paulo: Perspectiva, 2012e.

CANDIDO, Antonio. É Proibido Proibir os Baianos (1968). In: Balanço da Bossa e outras bossas. São Paulo: Perspectiva, 2012f.

CANDIDO, Antonio. Música Popular de Vanguarda (1969-1970). In: Balanço da Bossa e outras bossas. São Paulo: Perspectiva, 2012g.

CANDIDO, Antonio. HAROLDO, Campos. PIGNATARI, Décio. plano piloto da poesia concreta [1958 e post-scriptum de 1961]. In: Teoria da poesia concreta: textos críticos e manifestos 1950-1960. São Paulo: Ateliê, 2006.

CAMPOS, Haroldo de. Kurt Schwitters ou o júbilo do objeto (1956). A Arte no Horizonte do Provável. São Paulo: Perspectiva, 1977a.

CAMPOS, Haroldo de. Poesia de Vanguarda Brasileira e Alemã (1966). A Arte no Horizonte do Provável. São Paulo: Perspectiva, 1977b.

CAMPOS, Haroldo de. Marcação do Percurso (1973). In: Morfologia do Macunaíma. 2ª Ed. São Paulo: Perspectiva, 2008.

CAMPOS, Haroldo de. Oswald de Andrade: Trechos Escolhidos. Rio de Janeiro: Agir, 1967.

CAMPOS, Haroldo de. Da Razão Antropofágica: diálogo e diferença na cultura brasileira (1980). Metalinguagem & outras metas. São Paulo: Perspectiva, 2013.CATROGA, Fernando. Memória, História e Historiografia. Rio de Janeiro: FGV, 2015.

CHAMIE, Mário. O Trópico Entrópico de Tropicália. [Publicado originalmente no Suplemento Literário de O Estado de São Paulo, 4 de abril de 1968]. In: BASUALDO, Carlos. Tropicália: Uma Revolução na Cultura Brasileira. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

COELHO, Frederico. A Semana Sem Fim: celebrações e memória da Semana de Arte Moderna de 1922. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2012.

FAVARETTO, Celso. Tropicália: a explosão do óbvio. In: BASUALDO, Carlos. (org.) Tropicália: Uma Revolução na Cultura Brasileira. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

FERRAZ, Eucanaã. Notícia (quase) filológica. In: Revista de Antropofagia. Revistas do Modernismo 1922-1929. Edição Fac-similar. Organização: Pedro Puntoni e Samuel Titan Jr. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, Biblioteca Brasiliana Guita e José Midlin, 2014.

FONSECA, Maria Augusta. Oswald de Andrade: biografia. São Paulo: Globo, 2007. FRANCHETTI, Paulo. Alguns Aspectos da Teoria da Poesia Concreta. 4ª Ed. Campinas: Editora Unicamp, 2012.

GULLAR, Ferreira. A Luta Corporal. In: Poesia Completa, Teatro e Prosa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008a.

GULLAR, Ferreira. João Boa-Morte: Cabra Marcado para Morrer. In: Poesia Completa, Teatro e Prosa. Rio de janeiro: Nova Fronteira, 2008b.

GULLAR, Ferreira. Experiência neoconcreta:Momento limite da arte. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

GULLAR, Ferreira. Cultura posta em Questão, Vanguarda e Subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: José Olympio, 2010.

GULLAR, Ferreira. Encontro com Oswald. Folha de São Paulo. São Paulo, 12 de Junho de 2016ª.

GULLAR, Ferreira. Não quero ter razão. Folha de São Paulo. São Paulo, 26 de Junho de 2016b.

GULLAR, Ferreira. O Banal Maravilhoso. Folha de São Paulo. São Paulo, 10 de Julho de 2016c.

GULLAR, Ferreira. Autobiografia poética e outro textos. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.p.37-39. Narrado anteriormente, com variantes, em Idem. Experiência neoconcreta:Momento limite da arte. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

GULLAR, Ferreira. Ferreira Gullar conversa com Ariel Jiménez. São Paulo: Cosac & Naify, 2002.MALTZ, Bina. TEXEIRA, Jerônimo. FERREIRA, Sérgio. Antropofagia e Tropicalismo. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 1993.

MELLO E SOUZA, Gilda de. Vanguarda e nacionalismo na de década de 20. In: Exercícios de Leitura. São Paulo: Duas Cidades/Editora 34, 2008.

NEVES, Arlete. Tropicalismo: movimento, mito, escola ou cafajestada sob encomenda? [Publicado originalmente em revista Cruzeiro em 20 de abril de 1968]. In: COELHO Frederico. COHN, Sergio (Org.). Tropicália. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2008.

OITICICA, Hélio. Tropicália e Parangolés por Mário Barata, Jornal do Commercio 21 de maio de 1967. In: FILHO, César Oiticica. VIERA, Ingrid. (Org.). Hélio Oiticica: encontros. (Entrevistas). Rio de Janeiro: Azougue, 2009.

OITICICA, Hélio. Esquema Geral da Nova Objetividade [1967]. In: BASUALDO, Carlos. (org.). Tropicália: Uma Revolução na Cultura Brasileira. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

ORTIZ, Renato. Cultura Brasileira e Identidade Nacional. São Paulo: Brasiliense, 2012.

PIGNATARI, Décio. Marco Zero de Andrade [1964]. In: Contracomunicação. 3ª Ed. São Paulo: Ateliê, 2004.

SANTELLA, Lúcia Santaella. Convergências: poesia concreta e tropicalismo. São Paulo: Nobel, 1986. SILVA, Armando Sérgio da. Oficina: do teatro ao te-ato. São Paulo: Perspectiva, 2008.

VELOSO, Caetano. Verdade tropical.São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

VELOSO, Caetano. É Proibido Proibir. Discurso realizado no TUCA, em São Paulo, em Setembro de 1968. In: COELHO Frederico. COHN, Sergio (Org.). Tropicália. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2008.

WISNIK, Guilherme. Caetano Veloso. São Paulo: Publifolha, 2005. WOLLF, Fausto. Tropicália: a busca da saúde ou canto de debilidade? [Publicado originalmente na Tribuna da Imprensaem 17 de Outubro de 1968]. In: BASUALDO, Carlos. Tropicália: Uma Revolução na Cultura Brasileira. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

Downloads

Publicado

2019-03-17

Como Citar

CHAVES, R. S. Releituras de Oswald de Andrade: o movimento da poesia concreta e a antropofagia. Em Tempo de Histórias, [S. l.], v. 1, n. 33, p. 47–63, 2019. DOI: 10.26512/emtempos.v1i33.23552. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/23552. Acesso em: 5 dez. 2022.