Observações sobre a Narrativa Histórica e Religiosa em Kierkegaard e Wittgenstein

Palavras-chave: Kierkegaard. Wittgenstein. narrativa religiosa,. narrativa histórica. fé.

Resumo

O presente artigo busca apresentar uma aproximação entre Kierkegaard e Wittgenstein no que diz respeito à distinção entre a narrativa histórica e narrativa religiosa. Para ambos, enquanto a narrativa histórica apresentaria uma verdade que é passível de ser verificada, a narrativa religiosa traria uma verdade captada pela fé. A fé, neste contexto, não exigiria a prova, mas a aceitação da mensagem, ou seja, um enunciado poderia ser falso e continuaria sendo aceito pela crença. Kierkegaard e Wittgenstein, deste modo, defenderiam não só um abismo entre razão e fé, mas também a impossibilidade de encontrar nas demonstrações e provas históricas uma forma de justificar a crença religiosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wagner de Barros, Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR

Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Graduado e mestre em Filosofia pela Universidade do Estadual Paulista (UNESP). 

Referências

CARROL, T. Wittgenstein within the Philosophy of Religion. Londres: Palgrave Macmillan,

SANTOS, L. H. L. “A essência da proposição e a essência do mundo”. In: WITTGENSTEIN, L. Tratactus lógico-philosophicus. São Paulo: EDUSP, 2001.

EVANS, C.S. “Kierkegaard and the Limits of Reason: Can There Be a Responsible Fideism?” In : Revista Portuguesa de Filosofia. Vol 64, n.2-4, 2008, pp. 1021-1035.

FERMSTEDAL, R. “Wittgenstein and Kierkegaard on the ethico-religious: A contribution to the interpretation of the Kierkegaardian existential philosophy in Wittgenstein’s Denkbewegungen”. In: Ideas in History, vol 1, n.2, 2006, pp. 109- 150.

GLEBE-MOELLER, J. “Notes on Wittgenstein's Reading of Kierkegaard”. In: Wittgenstein Studies 2, 1997. Disponível em http://sammelpunkt.philo.at/521/1/13-2-97.TXT acessado em: 31 de janeiro de 2019.

KIERKEGAARD, S.A. Migalhas Filosóficas. Petrópolis : Editora Vozes, 2008..

KIERKEGAARD, S.A. Obras do amor. Petrópolis: Editora Vozes, 2012.

KIERKEGAARD, S.A. Pós-Escrito às Migalhas Filosóficas. Petrópolis: Editora Vozes, 2013.

HUSTWIT, R. “Wittgenstein’s Interest in Kierkegaard”. In. Wittgenstein Studies 2, 1997.

Disponível em: http://sammelpunkt.philo.at/526/1/18-2-97.TXT acessado em: 07 de fevereiro de 2019.

MILES, T. “Kierkegaard, Wittgenstein, and the wittgensteinian tradition”. In: STEWART, John. Kierkegaard’s Influence on Philosophy. Tomo I: German and scandinavien Philosophy. Reino Unido: Routledge, 2016, pp. 209-235. Vol XI (Kierkegaard Research: sources, reception and sources)

NIELSEN, K. “Wittgensteinian Fideism”. In: Philosophy, the jornal of the royal institute of philosophy. Vol: XLII, n. 161, 1967, pp. 191- 209.

NIELSEN, K; PHILLIPS, D.Z. Wittgensteinian Fideism? Londres: SCM Press, 2005.

NIENTIED, M. Kierkegaard und Wittgenstein. Berlin/Nova Iorque: Walter der Gruyter,

PERISSINOTTO, L. “Wittgenstein e a religião: a crença religiosa e o milagre entre a fé e

superstição”. In: Cadernos teologia pública. São Leopoldo: UNISINOS, ano VIII, n. 62, 2011, pp. 6-28.

RUDD, A. “Kierkegaard, Wittgenstein and the Wittgesteinian Tradition”. In: LIPPIT, J;

PATTISON, G. [edit]. The Oxford Handbook of Kierkegaard. Reino Unido: Oxford

Univeristy Press, 2013.

SCHÖNBAUMSFELD, G. A Confusion of the Spheres: Kierkegaard and Wittgenstein on Philosophy and Religion. Nova York: Oxford Press, 2007.

SILVA, G. F. DA. “Algumas considerações acerca do conceito de verdade no Postscriptum de S. A. Kierkegaad”. In: Revista Filosofia Capital. Vol. 6, (2011) - Edição Especial Dossiê Søren Aabye Kierkegaard. pp.112 – 124.

SUZUKI, Y. “Wittgenstein’s Relations to Kierkegaard Reconsidered: Wittgenstein’s Diaries – 1932, 1936 – 1937”. In: (ORG) SCHULZ, Heike; STEWART, Jon; VERSTRYNGE,

Karl. Kierkegaard Studies Yearbook, 2011, pp. 465-476.

ULE, A.: “Wittgenstein and Kierkegaard in and on Paradox”. In: Filozofia, 69, 2014, No 5, pp. 451-457.

VON STOCH, K. “Wittgensteinian Fideism?”. In: DALFERTH, I.U; VON SASS, H. The

contemplative Sppirit. Tübingen: Mohr Siebeck, 2010, pp. 117-26.

WITTGENSTEIN, L. “A lecture on Ethics”. In: The Philosophical Review, n. 64, 1965, pp. 3-13.

WITTGENSTEIN, L. Cultura e Valor. Lisboa: Edições 70, 2000.

WITTGENSTEIN, L. ” Observações sobre o “Ramo de Ouro”de Frazer”. In: Revista Ad Verbum. n.2, 2007, pp. 186-231.

WITTGENSTEIN, L. Tractatus Logico-Philosophicus. São Paulo: Edusp, 2001.

Publicado
2019-05-13
Como Citar
de BarrosW. Observações sobre a Narrativa Histórica e Religiosa em Kierkegaard e Wittgenstein. Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea, v. 7, n. 1, p. 327-344, 13 maio 2019.