Centralidade de um cosmopolitismo periférico: a “Coleção Grandes Cientistas Sociais” no espaço das ciências sociais brasileiras (1978-1990)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/s0102-6992-201833030002

Palavras-chave:

Ciências sociais brasileiras, Circulação internacional, Florestan Fernandes, Coleções didáticas, Editoras

Resumo

A investigação a respeito da circulação internacional dos saberes tem mostrado que os países dominados no espaço econômico e político se inclinam à prática importação de bens dos países dominantes também no plano simbólico. Contudo, eles não o fazem, passiva ou aleatoriamente; mas segundo princípios estruturantes de seu próprio mercado cultural interno. Ao adotar esta perspectiva, o presente trabalho tratará da “Coleção Grandes Cientistas Sociais”, publicada pela editora Ática, entre 1978 e 1990, e coordenada pelo sociólogo Florestan Fernandes (1920-1995). O artigo descreverá a coleção, fará uma sociogênese da editora, caracterizará as negociações prévias à escolha de autores para compô-la e, finalmente, situará os agentes envolvidos no espaço das ciências sociais brasileiras, reconfigurado durante a década de 1970.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lidiane Soares Rodrigues, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Professora adjunta do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, Brasil.

Referências

ABBOTT, A. Le chaos des disciplines. In. BOUTIER, J. et alii. Qu’est-ce qu’une discipline? Paris: Éditions de l’École des Hautes Études en Sciences Sociales (Ehess), 2006. [ Links ]

ARRUDA, M. A. N. A embalagem do sistema. 3. ed. São Paulo: Edusp, 2015. [ Links ]

_____. A sociologia no Brasil: Florestan Fernandes e a “Escola paulista”. In: MICELI, S. (Org.). História das ciências sociais no Brasil, v. 2. São Paulo: Sumaré, 1995. [ Links ]

AURÉLIO, D. Bibliografia básica: a “Coleção Grandes Cientistas Sociais” e a relação entre o mercado editorial e a expansão do ensino superior brasileiro nas décadas de 1970 e 1980. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), São Paulo, 2014. [ Links ]

BLANCO, A. Razón y modernidad. Gino Germani y la sociologia en la Argentina. Buenos Aires: Siglo XXI Editores, 2006. [ Links ]

BLANCO, A.; JACKSON, L. C. Sociologia no espelho. São Paulo: Editora 34, 2014. [ Links ]

BOLTANSKI, L. Note sur les échanges philosophiques internationaux. Actes de la Recherche en Sciences Sociales, n. 5, 1975. [ Links ]

_____. L’espace positionnel: multiplicité des positions institutionnelles et habitus de classe. Revue Française de Sociologie, v. 14, n. 1, 1973. [ Links ]

BONELLI, M. G. No mundo das ciências sociais. In: MICELI, S. (Org.). História das ciências sociais no Brasil, v. 2. São Paulo: Sumaré, 1995. [ Links ]

BORELLI, S. H. S. Editora Ática: padrão de mercado, modelo de qualidade? In: BORELLI, S. H. S. Ação, suspense, emoção: literatura e cultura de massa no Brasil. São Paulo: EdUSC; Fapesp, 1996. [ Links ]

BORTOLUCI, J. H.; JACKSON, L. C.; PINHEIRO FILHO, F. Contemporâneo clássico: a recepção de Pierre Bourdieu no Brasil. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, n. 94, 2015. [ Links ]

BOSCHETTI, A. Ismes. Du réalisme au postmodernisme. Paris: CNRS Éditions, 2014. [ Links ]

_____. L’espace culturel transnational. Paris: Nouveau Monde Éditions, 2010. [ Links ]

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012. [ Links ]

_____. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo; Porto Alegre: Edusp; Zouk, 2007. [ Links ]

_____. Sistemas de ensino e sistemas de pensamento. In: BOURDIEU, P. Economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2003. [ Links ]

_____. Os excluídos do interior. In: NOGUEIRA, M. A.; CATANI, A. Escritos de educação. São Paulo: Vozes, 2002a. [ Links ]

_____. Les conditions sociales de la circulation internationale des idées. Actes de la Recherche en Sciences Sociales, n. 145, 2002b. [ Links ]

_____. Une révolution conservatrice dans l’édition. Actes de la Recherche en Sciences Sociales, n. 126-127, 1999. [ Links ]

_____. Un acte desinteressé est-il possible? [1988], In: Raisons pratiques. Sur la théorie de l’action. Paris: Éditions du Seuil, 1994. [ Links ]

_____. Homo Academicus. Paris: Minuit, 1984. [ Links ]

_____. La production de la croyance: contribuition à une économie des biens symboliques. Actes de la Recherche en Sciences Sociales, n. 13, 1977. [ Links ]

BURKE, P.; HSIA, P. C. (Orgs.). A tradução cultural nos primórdios da Europa Moderna. São Paulo: Editora Unesp, 2009. [ Links ]

CANÊDO, L. B. Les boursiers de la Fondation Ford et la récomposition des sciences sociales brésiliennes: le cas de la science politique. Cahiers de la Recherche sur l’Éducation et les Savoirs, v. 2, 2009. [ Links ]

_____. Herança na política ou como adquirir disposições e competências necessárias à s funções de representação política (1945-1964). Pro-Posições, v. 13, 2002. [ Links ]

CASANOVA, P. A república mundial das letras. São Paulo: Estação Liberdade, 2002. [ Links ]

CHARLE, C. L’habitus scolastique et ses effets. À propos des classifications littéraires et historiques. In. CLÉMENT, F. et alii. L’inconscient académique. Zurich: Seismo, 2006. [ Links ]

CHARTIER, R. A ordem dos livros. Brasília: Editora UnB, 1999. [ Links ]

CUNHA, L. A. A universidade reformada. São Paulo: Editora Unesp, 2007. [ Links ]

DE SWAAN, A. The emergent world language system. International Political Science Rewiew, v. 14, 1993. [ Links ]

FERNANDES, F. Nota explicativa. In. FERNANDES, F. A natureza sociológica da sociologia. São Paulo: Ática, 1980. [ Links ]

FORJAZ, Maria Cecília S. A emergência da ciência política no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 12, n. 35, 1997. [ Links ]

GARCIA, A. Elite’s recomposition and state-building in contemporary Brazil (1920-1964). Historical Social Research, v. 33, n. 2, 2008. [ Links ]

_____. Circulation internationale et formation d’une “école de pensée” latinoamericaine (1945-200). Social Science Information, v. 44, p. 521, 2005. Disponível em: <http://ssi.sagepub.com/content/44/2-3/521>. [ Links ]

_____. A dependência da política: Fernando Henrique Cardoso e a sociologia no Brasil. Tempo Social, v. 16, n. 1, p. 297, 2004. [ Links ]

GENETTE, G. Paratextos editoriais. São Paulo: Ateliê Editorial, 2009. [ Links ]

GINGRAS, Y. Les formes specifiques de l’internationalité du champ scientifique. Actes de la Recherche en Sciences Sociales, v. 141, 2002. [ Links ]

HALLEWELL, L. O livro no Brasil: sua história. São Paulo: Edusp, 2012. [ Links ]

HEILBRON, J. Qu’est-ce qu’une tradition nationale en sciences sociales?. Revue d’Histoire des Sciences Humaines, n. 18, 2008 [ Links ]

_____. A regime of disciplines. Toward a historical sociology of disciplinary knowledge. In: CAMIC, C.; JOAS, H. The dialogical turn. Roles for sociology in the post disciplinary age. Lanham (MD): Rowman and Littfield, 2003. [ Links ]

_____. Towards a sociology of translation: book translations as a cultural world-system. European Journal of Social Theory, v. 2, n. 4, 1999. [ Links ]

_____. Pionniers par défaut ? Les débuts de la recherche au Centre d’études sociologiques (1946-1960). Revue Française de Sociologie, v. 32, n. 3, 1991. [ Links ]

HEILBRON, J. et alii. Internationalisation des sciences sociales: les leçons d’une histoire transnationale. In. SAPIRO, G. (Org.). L’espace intellectuel en Europe. Paris: La Découverte, 2009. [ Links ]

HEILBRON, J.; BOKOBZA. Transgresser les frontières en sciences humaines et sociales en France. Actes de la Recherche en Sciences Sociales, n. 210, 2015. [ Links ]

IGLÉSIAS, F. Correspondência de Francisco Iglesias para Florestan Fernandes. Belo Horizonte, 30 Ago. 1977. [ Links ]

KEINERT, F. Cientistas sociais, entre ciência e política (Brasil, 1968-1985). Tese (Doutorado em Sociologia) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), São Paulo, 2011. [ Links ]

LAMARÃO, S. Fernando Gasparian. Dicionário histórico-biográfico brasileiro. CPDOC, 2011. Disponível em: <http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/fernando-gasparian>. Consultado em: 12 Dez. 2016. [ Links ]

LOUREIRO, M. R. Economistas e elites dirigentes no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais, Ano VII, n. 20, 1992. [ Links ]

MAUÉS, F. O momento oportuno: Kairós, uma editora de oposição. História, v. 25, n. 2, 2006. [ Links ]

_____. Ter simplesmente este livro nas mãos é já um desafio: livros de oposição no regime militar, um estudo de caso. Em Questão, v. 11, n. 2, Jul./Dez. 2005. [ Links ]

MAUÉS, F. et alii. Alfa-Omega: o pensamento crítico em livro. Intercom-RBCC, v. 38, n. 1, Jan./Jun. 2015. [ Links ]

MICELI, S. Entre no ar em Belíndia - A indústria cultural hoje. In: MICELI, S. (Org.). A noite da madrinha e outros ensaios sobre o éter nacional. São Paulo: Companhia das Letras, 2005. [ Links ]

_____. Nacional estrangeiro. São Paulo: Companhia das Letras, 2003. [ Links ]

_____ (Org.). História das ciências sociais no Brasil, v. 2. São Paulo: Sumaré, 1995. [ Links ]

_____. A Fundação Ford no Brasil. São Paulo: Sumaré; Fapesp, 1993. [ Links ]

_____. A desilusão americana: relações acadêmicas entre Brasil e Estados Unidos. São Paulo: Sumaré, 1990. [ Links ]

_____ (Org.). História das ciências sociais no Brasil. São Paulo: Vértice, 1989. [ Links ]

_____. Teoria e prática da política cultural oficial no Brasi. In: MICELI, S. (Org). Estado e cultura no Brasil. São Paulo: Difel, 1984. [ Links ]

MOLLIER, J.-Y. Naissance et mutations d’un marché éditorial: les manuels du supérieur. Revue d’Histoire des Sciences Humaines, n. 29, 2016. [ Links ]

MORAES FILHO, E. Correspondência de Evaristo de Moraes Filho para Florestan Fernandes. Rio de Janeiro, 26 Abr. 1975; cartão de natal enviado a Florestan Fernandes, s/d; cartão de natal enviado a Florestan Fernandes, 19 Dez. 1983. [ Links ]

NETTO, J. P. Correspondência de José Paulo Netto para Florestan Fernandes. Lisboa, 12 Dez. 1977. [ Links ]

NAPOLITANO, M. Coração civil: arte, resistência e lutas culturais durante o regime militar brasileiro. Tese (Livre-Docência) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), São Paulo, 2011. [ Links ]

NOVAIS, F.; CARDOSO DE MELLO, J. M. Capitalismo tardio e sociabilidade moderna. In. SCHWARCZ, L. M. (Org.). História da vida privada no Brasil, v. 4. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. [ Links ]

ORTIZ, R. Notas sobre a recepção de Pierre Bourdieu no Brasil. Sociologia & Antropologia, v. 3, 2013. [ Links ]

_____. A moderna tradição brasileira. São Paulo: Brasiliense, 2001. [ Links ]

_____. Correspondência de Renato Ortiz para Florestan Fernandes. 08 Nov. 1977; 16 Fev. 1978; 01 Maio 1978. [ Links ]

PAIXÃO, F. Editora Ática: uma editora para a modernidade. In. MIRA, M. (Coord.). Momentos do livro no Brasil. São Paulo: Ática, 1996. [ Links ]

PEIXOTO, F. Franceses e norte-americanos nas ciências sociais brasileiras (1930-1960). In: MICELI, S. (Org.). História das ciências sociais no Brasil. São Paulo: Vértice, 1989. [ Links ]

PEREIRA, M. H. F. A trajetória da Abril Cultural (1968-1982). Em Questão, v. 11, n. 2, Jul./Dez. 2005. [ Links ]

PINTO, L. (Re)traductions (Phénoménologie et “philosophie allemande” dans les années 1930). Actes de la Recherche en Sciences Sociales, v. 45, 2002. [ Links ]

POMERANTZ, L. Correspondência de Leon Pomerantz para Florestan Fernandes. Buenos Aires, 11 Abr. 1986. [ Links ]

PONTES, H. Destinos mistos. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. [ Links ]

_____. Brasil com Z: a produção estrangeira sobre o país, editada aqui sob a forma de livro, entre 1930 e 1988. In: MICELI, S. (Org.). História das ciências sociais no Brasil, v. 2. São Paulo: Sumaré, 1995. [ Links ]

REIMÃO, S. Ditadura militar e censura a livros: Brasil (1964-1985). In: BRAGANÇA, A. (Org.). Impresso no Brasil. Dois séculos de livros brasileiros. São Paulo: Editora Unesp, 2010. [ Links ]

_____. Brasil, anos 70: mercado editorial e literatura ficcional brasileira. Comunicação e Sociedade. São Paulo, Ano XI, n. 20, 1993. [ Links ]

RIBEIRO, R. J. O que precisaria ser reeditado. Folha de S. Paulo, 03 Nov. 1990. [ Links ]

RIDENTI, M. Brasilidade revolucionária. São Paulo: Editora Unesp, 2011. [ Links ]

_____. Ação Popular: cristianismo e marxismo. In: REIS FILHO, D. A.; RIDENTI, M. (Orgs.). História do marxismo no Brasil, v. 5, “Partidos e organizações dos anos 20 aos 60”. Campinas (SP): Editora Unicamp, 2002. [ Links ]

_____. O fantasma da revolução brasileira. São Paulo: Editora Unesp, 1993. [ Links ]

RODRIGUES, L. S. Marx em três tempos de Florestan. Dois Pontos, v. 13, n. 1, 2016a. [ Links ]

_____. O que um hit-parede tem a dizer. Anais do X Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2016b. Disponível: . Consultado em: 18 Jan. 2017. [ Links ]

_____. Leitores e leituras acadêmicas de Karl Marx (São Paulo, 1958-1964). Intelligere, n. 1, 2016c. [ Links ]

_____. A produção social do marxismo universitário em São Paulo. Tese (Doutorado em História Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), São Paulo, 2011. [ Links ]

_____. Florestan Fernandes: interlúdio. São Paulo: Hucitec, 2010. [ Links ]

ROLLEMBERG, M. C. Um circo de letras: a Editora Brasiliense no contexto sócio-cultural dos anos 80. Anais da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, Natal (RN), 02 a 06 Set. 2008. [ Links ]

SAPIRO, G. Quoi de neuf après la French Theory? Les traductions sur le marché du livre académique aux États-Unis. In: SAPIRO, G. (Dir.). Sciences humaines en traduction. Les livres aux États-Unis, au Royaume-Uni et en Argentine. Paris: Institut français, 2014. [ Links ]

_____. Le champ, est-il national? Actes de la Recherche en Sciences Sociales, n. 200, 2013. [ Links ]

_____. Translation and the field of publishing. A commentary on Pierre Bourdieu’s “A conservative revolution in publishing”. Translation studies, v. 1, 2008. [ Links ]

_____. Le savant et le littéraire. In: HEILBRON, J. et alii (Dirs.). Pour une histoire des sciences sociales. Paris: Fayard, 2004. [ Links ]

SAPIRO, G.; POPA, I. Traduire les sciences humaines et sociales: logiques éditoriales et enjeux scientifiques. In: SAPIRO, G. Translatio. Le marché et la traduction en France à l’heure de la mondialisation. Paris: CNRS Éditions, 2008. [ Links ]

SAPIRO, G.; DUMONT, L. La diffusion internationale du structuralisme: entre apropriation et rejet. In: BERT, J. F.; LAMY, J. Résonances des structuralismes. Paris : Éditions des Archives Contemporaines, 2016. [ Links ]

SAPIRO, G.; SANTORO, M. On the social life of ideas and the persistence of the author in the social and human sciences. Sociologica. Italian Journal of Sociology on line, n. 1, 2017. [ Links ]

SCHWARCZ, L. K. Os guardiões da nossa história oficial. São Paulo: Idesp, 1989. [ Links ]

_____. Nacional por subtração. In: SCHWARCZ, L. K.. Que horas são? São Paulo: Companhia das Letras, 1987. [ Links ]

SANTOS, W. G. dos. Entrevista de Wanderley Guilherme dos Santos. Projeto CPDOC - Memória das Ciências Sociais, 2011a. Disponível em: <http://cpdoc.fgv.br/cientistassociais/wanderleyguilhermedossantos>. Consultado em: 18 Jan. 2017. [ Links ]

_____. Entrevista de Wanderley Guilherme dos Santos. Projeto CPDOC - Memória das Ciências Sociais 2011b. Disponível em: <http://cpdoc.fgv.br/cientistassociais/wanderleyguilhermedossantos>. Consultado em: 18 Jan. 2017. [ Links ]

SORÁ, G. et alii. Une périphérie centrale. Traduction et édition en Argentine. In: SAPIRO, G. (Dir.). Sciences Humaines en traduction. Les livres aux États-Unis, au Royaume-Uni et en Argentine. Paris: Institut Français, 2014. [ Links ]

SOUZA, P. A Reforma Universitária Brasileira de 1968 e a expansão do ensino superior federal brasileiro. Caderno de História da Educação, n. 7, 2008. [ Links ]

TOLEDO, M. R. A. A Companhia Editora Nacional e a política de editar coleções. In: BRAGANÇA, A. (Org.). Impresso no Brasil. Dois séculos de livros brasileiros. São Paulo: Editora Unesp, 2010. [ Links ]

WALLERSTEIN, I. Comprendre le monde. Paris: La Découverte, 2009. [ Links ]

Downloads

Publicado

01-09-2018

Como Citar

Rodrigues, L. S. (2018). Centralidade de um cosmopolitismo periférico: a “Coleção Grandes Cientistas Sociais” no espaço das ciências sociais brasileiras (1978-1990). Sociedade E Estado, 33(03), 675–708. https://doi.org/10.1590/s0102-6992-201833030002

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.