O fantasma de Pepper e sua contribuição para o ensino de óptica geométrica

Autores

  • Denise Vieira da Rocha Abreu Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)
  • Adellane Araujo Sousa Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)

DOI:

https://doi.org/10.26512/rpf.v3iEspecial.25860

Palavras-chave:

Ensino de Física. Fantasma de Pepper. Refração. Reflexão Interna Total.

Resumo

O Fantasma de Pepper é uma das ilusões de óptica mais fascinante e reproduzida no mundo em mais de cem anos, formando curiosas imagens virtuais que parecem se fundir com objetos reais, demonstrando que por trás da aparente mágica há conceitos físicos que podem ajudar a construir “pontes” para os alunos adentrarem no mundo das ciências ensinadas no ensino médio.

Atualmente existem muitas dificuldades para ensinar física, notadamente conteúdos de Óptica como a Geométrica. Dentre estas dificuldades, de acordo com Bertelli (2013), podemos destacar: alunos desmotivados, escolas sem laboratórios, professores com práticas pedagógicas limitadas ao quadro e giz, conteúdos sendo trabalhados de maneira isolada sem relacionar ao cotidiano do aluno, contribuindo para o fracasso da aprendizagem da disciplina.

A fim de tentar contornar estas dificuldades, construímos alguns dispositivos baseados nos princípios da óptica envolvendo “O Fantasma de Pepper”, buscando apresentar uma proposta envolvendo a “mágica” dessas ilusões de óptica como ferramenta no processo ensino-aprendizagem, conforme visto na figura 1. Segundo Parisoto e Hilger (2016), a aprendizagem é facilitada quando o aluno está interessado e as ilusões de óptica despertam a curiosidade em aprender como elas ocorrem, contribuindo assim para o ensino de Física.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2019-07-06

Como Citar

ABREU, D. V. da R.; SOUSA, A. A. O fantasma de Pepper e sua contribuição para o ensino de óptica geométrica. Revista do Professor de Física, [S. l.], v. 3, n. Especial, p. 25–26, 2019. DOI: 10.26512/rpf.v3iEspecial.25860. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rpf/article/view/25860. Acesso em: 7 dez. 2022.