Análise da situação de saúde do município de Águas Lindas de Goiás:

O desafio do planejamento

Autores

  • Joaquim Pedro Ribeiro Vasconcelos Instituto Federal de Goiás (IFG)
  • Robertha Augusta Vasconcelos Garcia Universidade Federal de Goiás (UFG)

Palavras-chave:

Gestão em Saúde, Planejamento em Saúde, Políticas Públicas de Saúde

Resumo

Este estudo analisou a situação de saúde do município de Águas Lindas de Goiás no período de 2008 a 2013, caracterizando a população, as condições de vida e o perfil epidemiológico. Objetivou identificar os problemas de saúde e compreender se o planejamento municipal contemplava as necessidades da região. Trata-se de um estudo descritivo, que caracteriza-se por determinar a distribuição de doenças e condições relacionadas à saúde, em que foram utilizados dados disponíveis no Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. Identificou-se que o território demanda políticas públicas de saúde mais eficientes, o que exige esforços governamentais em termos de priorização de investimento, além de parcerias intersetoriais, haja vista que há problemas ambientais complexos, como a falta de rede de esgoto e água tratada. As causas externas destacaram-se como a primeira causa de mortalidade no município seguida das doenças do aparelho circulatório e dos sintomas, sinais e achados anormais de exames clínicos e de laboratório. Concluiu-se que o planejamento municipal contemplava os problemas de saúde existentes no território, entretanto, quando se faz uma análise temporal percebe-se que os problemas persistiram ao longo dos anos demonstrando que as ações/intervenções não foram eficientes ou executadas na realidade como foram planejadas.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joaquim Pedro Ribeiro Vasconcelos, Instituto Federal de Goiás (IFG)

Possui graduação em Saúde Coletiva pela Universidade de Brasília (2013), títulos de Especialista em Gestão Pública pela Faculdade Albert Einstein (2014) e Gestão em Saúde pela Universidade Estadual de Goiás (2016). Mestrado em Ciências e Tecnologias em Saúde pela Universidade de Brasília (2016), com Habilitação em: Promoção, Prevenção e Intervenção em Saúde. Atualmente é Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, Área/ Disciplina: Saúde Coletiva, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG), exercendo também na mesma instituição a função de Coordenador do Curso Técnico Integrado ao Ensino Médio em Vigilância em Saúde. Participa como pesquisador dos grupos de pesquisa: Política e Política Pública de Saúde da Universidade Federal do Goiás (UFG) e Sociabilidades e saúde da Universidade de Brasília (UnB). Possui experiência em docência e pesquisa na área da Saúde Coletiva, com ênfase nos seguintes temas: políticas públicas de saúde; vigilância em saúde; atenção básica à saúde; mortalidade infantil; gestão em saúde; pesquisa qualitativa; e ciências sociais na saúde coletiva.

Robertha Augusta Vasconcelos Garcia, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2002), mestrado (2005) e doutorado (2009) em Agronomia, com área de concentração em Genética e Melhoramento de Plantas, pela Universidade Federal de Goiás. Tem experiência na área de Genética, com ênfase em Genética Vegetal e Biologia Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: Marcadores moleculares, construção de mapas de ligação, mapeamento de QTL, melhoramento, Phaseolus vulgaris, qualidade do grão e patótipo.

Como Citar

1.
Vasconcelos JPR, Garcia RAV. Análise da situação de saúde do município de Águas Lindas de Goiás:: O desafio do planejamento. Rev. G&S [Internet]. 1 [citado 6º de março de 2021];7(3):Pág. 1173-1190. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rgs/article/view/3629

Edição

Seção

Artigos Originais

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##