A repetição como uma nova experiência

Main Article Content

Iracema Barbosa

Resumo




Este artigo surge como registro de alguns aspectos abordados na conferência oferecida por ocasião das Jornadas Internacionales sobre ritmo en las artes, realizada na UnB em 26 de outubro de 2017. Desenvolve uma reflexão teórica sobre certas associações entre as noções de repetição, tempo e ritmo nas artes visuais, e analisa, sob este ponto de vista, alguns trabalhos realizados no ateliê.




Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Barbosa, I. (2019). A repetição como uma nova experiência. Revista VIS: Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Arte, 18(1), 107 - 116. https://doi.org/10.26512/vis.v18i1.22961
Seção
O Fenômeno Rítmico nas Artes

Referências

BENVENISTE, Émile, Problèmes de linguistique générale, vol. I. Paris: Gallimard, 1966.

BRITO, Ronaldo, Neoconcretismo : vértice e ruptura do projeto construtivo brasileiro [1985]. São Paulo: Cosac&Naify Edições, 1999.

DELEUZE, Gilles, Différence et répétition [1968]. Paris: Puf, 2008

SAUVANET, Pierre. Le rythme Grec, d'Héraclite à Aristote. Paris : Puf, 1999.

TIBERGHIEN, Gilles A.. Art, Nature, Paysage. France: Actes Sud, Ecole Nationale Supérieure du Paysage, Centre du Paysage, 2001.