JUROS COMPENSATÓRIOS:

DISCUSSÃO CONCEITUAL À LUZ DA ADI 2.332

Autores

  • Alexandre Kaiser Rauber Universidade de Brasília

Resumo

Consta no rol de restrições ao direito constitucional de propriedade a possibilidade de desapropriação de bens de particulares. A idéia é de que a propriedade deve cumprir sua função social e de que cabe intervenção estatal para que isso ocorra. Certo é, no entanto, que sob o ordenamento constitucional pátrio (à exceção daquela hipótese em que seja o bem usado para cultivo de psicotrópicos - art. 243, CF/88), não haverá desapropriação que depaupere o proprietário. Dispõe a Constituição Federal de 1988 em seu art. 5º, XXIV que “a lei estabelecerá o procedimento para desapropriação por necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social, mediante justa e prévia indenização (..)”. Justa é a indenização que, no dizer de Celso Antônio Bandeira de Mello, “corresponde real e efetivamente ao valor do bem expropriado, ou seja, aquela cuja importância deixe o expropriado absolutamente indene, sem prejuízo algum em seu patrimônio” 1. Completa Hely Lopes Meirelles: “indenização justa: é a que cobre não só o valor real e atual dos bens expropriados, à data do pagamento, como, também, os danos emergentes e os lucros cessantes do proprietário, decorrentes do despojamento de seu patrimônio”

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSAF NETO, Alexandre. Mercado Financeiro. São Paulo: Atlas, 2001.

BRASIL. Medida Provisória nº 2.183-56, de 24 de agosto de 2001. Acresce e altera dispositivos do Decreto-Lei no 3.365, de 21 de junho de 1941, das Leis nos 4.504, de 30 de novembro de 1964, 8.177, de 1o de março de 1991, e 8.629, de 25 de fevereiro de 1993, e dá outras providências. D.O.U. de 27.8.2001. Disponível em: http://www.planalto.gov.br. Acesso em: 01/06/2007.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Medida Cautelar em Ação Direta de Inconstitucionalidade, nº 2.332. Relator: Min. Moreira Alves. Requerente: Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

CARVALHO FILHO, José dos Santos Manual de Direito Administrativo. Rio de Janeiro: Lúmen Júris, 15. Ed. 2006 .

COELHO, Paulo Magalhães da Costa. Manual de Direito Administrativo. São Paulo: Saraiva, 2004.

COSTA NETO, Nicolao Dino de Castro. O princípio constitucional da justa indenização na desapropriação para fins de reforma agrária. In: Boletim Científico - Escola Superior do Ministério Público da União. v.1, n.2, p.91-108, jan./mar., 2002.

DIEL, Ernesto; MENEGOL, Kathia; HAGEMANN, Luís Carlos Kothe. Notas sobre a justa indenização na desapropriação.In: RPGE, Porto Alegre 27(58): Pp. 153-205, 2004.

FERNANDES, Flávia Maria Leite Fernandes: Intervenção do Estado na Propriedade. In: MALTA, Carlos Pinto Coelho (Org.). Curso prático de direito administrativo.Belo Horizonte: Ed. Del Rey. 2Ed. rev. atual. ampl. 2004.

JUSTEN FILHO, Marçal. Curso de Direito Administrativo. São Paulo: Saraiva, 2005.

MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. São Paulo: Malheiros Editores. 32ª Ed, 2006.

Downloads

Publicado

10-02-2010

Como Citar

RAUBER, Alexandre Kaiser. JUROS COMPENSATÓRIOS:: DISCUSSÃO CONCEITUAL À LUZ DA ADI 2.332. Revista dos Estudantes de Direito da Universidade de Brasília, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 9, 2010. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/redunb/article/view/20384. Acesso em: 16 jul. 2024.